Início » Aplicativos e Software » Como funciona o Sign in with Apple

Como funciona o Sign in with Apple

Sign in with Apple ou "Iniciar sessão com a Apple" promete mais segurança para fazer logins e criar cadastros em sites ou aplicativos

Lucas Lima Por

O "Sign in with Apple" funciona como o login com Facebook ou com conta Google. É o método conhecido como Oauth, uma forma de centralizar cadastros em uma conta. Uma das propostas da Apple é tornar o sistema mais seguro e privado, gerando um endereço de e-mail aleatório para cada cadastro.

sign in with apple

Como funciona o Oauth

As plataformas (Facebook, Google, Twitter, Linkedin, etc) disponibilizam as APIs para os desenvolvedores implementarem a ferramenta de login no site ou aplicativo.

Quando o usuário chega no site pela primeira vez, ao invés de preencher todo o formulário de cadastro com as informações pessoais: nome, e-mail, data de nascimento, foto, endereço e afins; ele deve confirmar a identidade a partir de um e-mail enviado para aquele endereço informado.

Com o login via Facebook, Google ou Apple, essas plataformas já confirmam que as informações pertencem a aquele usuário e fornecem os dados necessários para o cadastro, sem a necessidade de digitar tudo de novo.

Tudo ocorre com autorização explícita do usuário, que ainda pode escolher que informações ele quer compartilhar — as obrigatórias são, geralmente, nome, e-mail e foto de perfil.

Por que usar o Sign in with Apple?

A alegação da Apple é que a ferramenta de "Iniciar sessão com a Apple" garante privacidade ao usuário. Uma vez que Google e Facebook são empresas focadas em coletar dados para segmentar anúncios relevantes, a Apple não tem interesse nos dados dos clientes para publicidade.

Do outro lado da tela, por mais que os sites tenham acesso ao conteúdo do perfil público do usuário, eles ainda podem enviar requisições ao Facebook ou Google para solicitar mais informações, atualizadas. Se o usuário consentir, os dados serão compartilhados.

sign in with apple

E-mails ocultos:

Outra vantagem é que o Sign in with Apple permite esconder o endereço de e-mail usado no cadastro. Ao fazer o login em um site com essa ferramenta da Apple, o usuário pode optar por ocultar o e-mail (que é o mesmo do Apple ID), gerando, assim, um endereço aleatório que encaminha para o principal.

Isso dá mais controle ao usuário. Todos esses e-mails aleatórios gerados pela Apple podem ser descadastrados pela página da conta do Apple ID. Então, se um banco de dados vazar ou vários spams começarem a chegar na caixa de entrada, será possível descobrir a origem deles para interromper o acesso. Sem expor o e-mail principal.

Este é um exemplo de um e-mail aleatório gerado para um cadastro

Quais os requisitos para usar o login da Apple?

  1. Um Apple ID com autenticação em dois fatores ativa;
  2. Estar com o mesmo iCloud e Apple ID no dispositivo.

Também é possível usar o login da Apple no Windows ou Android, desde que o desenvolvedor do site ou app tenha implementado o recurso nesses sistemas. Se for o caso, uma página será aberta para inserção das credenciais do Apple ID.

Como usar o Sign in with Apple?

Uma vez que estiver em um site ou app com o recurso habilitado, um botão aparecerá na tela de login ou cadastro.

  1. Clique em "Sign in with Apple" ou "Iniciar a sessão com a Apple";
  2. Toque em "Continuar";
  3. Escolha se deseja usar seu e-mail principal ou escondê-lo para que a Apple gere um endereço alternativo;
  4. Faça a autenticação via Face ID, Touch ID ou código de acesso.

sign in with apple no aplicativo byte

Nesse exemplo, fiz o cadastro no aplicativo Byte, sucessor do Vine.

Com informações: Apple.

Mais sobre: , ,

Comentários da Comunidade

1 usuário participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Participe da discussão