Início » Gadgets » Galaxy Buds+ é lançado com quase o dobro da bateria de seu antecessor

Galaxy Buds+ é lançado com quase o dobro da bateria de seu antecessor

Autonomia subiu de seis para 11 horas de música com apenas uma carga dos fones

André Fogaça Por

A Samsung anunciou hoje (11) uma nova geração de fones de ouvido completamente sem fios, o Galaxy Buds+. O gadget chega exatamente como previram os rumores, o que significa bateria com quase o dobro da autonomia e visual bastante semelhante ao representante da geração anterior e que continua no mercado.

samsung galaxy buds

As poucas diferenças externas ficam para uma nova cor azul clara, junto de um microfone extra que fecha o conjunto com três deles e que promete deixar a voz mais nítida durante as chamadas, eliminando o ruído externo – ele não cancela os barulhos como os fones com cancelamento de ruído ativo.

Autonomia de até 11 horas

A bateria armazena 46,5% mais energia, indo para 85 mAh (era 58 mAh) e isso significa que, junto de mudanças internas, o fone de ouvido pode reproduzir músicas por até 11 horas. Este é o maior avanço desta geração, já que o modelo anterior chega em seis horas.

O case continua no mesmo tamanho, mas perdeu a capacidade de recarga e agora faz apenas uma completa, levando para 22 horas de uso sem encostar na tomada ou em uma superfície de carregamento sem fios. Dentro da caixinha, os Buds+ ganham uma hora de música se ficarem ao menos três minutos guardados e recarregando.

galaxy buds fones

Além disso, o alto-falante do Galaxy Buds Plus é bidirecional e a Samsung diz que entrega agudos mais nítidos e graves mais presentes. Este é um ponto importante, pois os atuais Galaxy Buds sofrem justamente pela falta de graves, o que deixa a experiência sonora mais flat. Por fim, os novos Galaxy Buds Plus contam com um atalho que abre o Spotify com um toque nos fones.

O lançamento dos Galaxy Buds+ está marcado para o dia 14 deste mês nas cores preta, branca e azul, custando US$ 149 no exterior, US$ 19 mais caro do que a geração anterior. Eles serão lançados no Brasil, apenas não sabemos quando.

Comentários da Comunidade

10 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Felipe Insfran

Como é essa coisinha nos ouvidos? Eu não consigo usar UM FONE SEQUER sem ter que ficar colocando a mão toda hora e arrumando ou apertar ele de volta no ouvido (intra-auriculares). Fico com medo de comprar um nesse estilo e perder na primeira usada…

Vítor Gomes Neves Oliveira

Achei completamente desnecessário.

Esses modelos de fone já são característicos de virem uma case, o que mantem a bateria sempre em 100% quando vc for usar. Antes se tivessem implementado mais bateria na case ou até mesmo um carregamento rápido.

Ainda assim, preferia muito mais um cancelamento ativo de ruído (que não veio).

André Almeida Martins

DAORA!!
melhoraram bateria e audio numa unica geração…
poderia ter ANC? PODERIA!
mas ta td bem… vem na versao Pro deps

Douglas Knevitz

Acho que cada empresa fornece aquilo que ela pode. ANC é um diferencial, que não é compreendido por todos, e inclusive há quem não goste. Já bateria é um recurso de fácil divulgação e que pesa na escolha.

A Samsung fez o Bud+ para brigar com o líder de mercado (AirPod/Pro). E a propaganda vai cair matando na autonomia e som imersivo, e nisso podem até ganhar. Porém quem compra os AirPods/Pro certamente faz por conveniência e já tem um mercado garantido. Então acho que a briga vai se resumir entre Samsung contra todos os concorrentes abaixo dela.

André Almeida Martins

Vc resumiu muito bem, Douglas…

Q bom q veio mais bateria… no Gear Icon X era tão ruim…
Não da nem pra acreditar q foi um salto de so 2 anos…

Douglas Furtado Gonçalves

Eu tenho o buds 2019 e saio para correr o fone nem se move. É muito leve e nao sente nas orelhas, mas tem música tocando, dá un bug na percepção. Kkkkk

Participe da discussão