Início » Negócios » EUA investigam Facebook, Google e mais empresas em ação antitruste

EUA investigam Facebook, Google e mais empresas em ação antitruste

A investigação da Comissão Federal de Comércio dos EUA também envolve Apple, Amazon e Microsoft

Victor Hugo Silva Por

A Comissão Federal de Comércio (FTC) dos Estados Unidos iniciou uma investigação antitruste sobre as cinco gigantes de tecnologia do país. O órgão quer informações sobre todas as empresas compradas por Facebook, Google, Apple, Amazon e Microsoft entre 2010 e 2019.

WhatsApp / Facebook / Pixabay

As empresas deverão indicar os valores dos acordos, além de termos e objetivos das negociações. A FTC também pede documentos que indiquem as estratégias de aquisição das cinco empresas, os acordos de nomeação em conselhos e a integração de companhias à estrutura de suas compradoras.

O pedido serve para registrar aquisições que não foram informadas pelas gigantes de tecnologia devido a exceções na lei americana conhecida como Hart-Scott-Rodino (HSR). Ela obriga empresas a informarem fusões e aquisições à FTC e ao Departamento de Justiça dos EUA, mas alguns negócios menores podem ser feitos sem a análise das autoridades.

Em nota, a FTC informou que as informações ajudarão a “aprofundar sua compreensão da atividade de aquisição por grandes empresas de tecnologia”. O órgão quer saber se as companhias estão usando brechas da HSR para adotarem práticas anticompetitivas.

Ainda de acordo com a comissão, os detalhes ajudarão a analisar se é necessário uma mudança na lei para que mais transações tenham de ser informadas antes de serem concluídas. “Os pedidos também contibuirão amplamente para o entendimento da FTC dos mercados de tecnologia”, continuou.

O órgão indica que as investigações não têm o objetivo de penalizar as empresas por conta de transações feitas no passado, mas não descarta algo nesse sentido. “É concebíbel que pudéssemos voltar” e adotar medidas “para lidar com transações”, informou o presidente da FTC, Joe Simons.

Nos últimos anos, Facebook, Google, Apple, Amazon e Microsoft compraram diversas empresas, sendo que algumas delas tinham negócios bem parecidos aos seus. O caso mais significativo é, sem dúvidas, o do Facebook, que comprou o WhatsApp e o Instagram, e agora tem 2,89 bilhões de pessoas acessando pelo menos um de seus serviços todo mês.

Com informações: FTC, TechCrunch.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação