Início » Celular » Xiaomi lança Mi 10 e Mi 10 Pro com Snapdragon 865 e 108 MP

Xiaomi lança Mi 10 e Mi 10 Pro com Snapdragon 865 e 108 MP

Xiaomi Mi 10 Pro possui tela OLED de 90 Hz e câmera quádrupla que desbancou Huawei Mate 30 Pro 5G no DxOMark

Felipe Ventura Por

A Xiaomi prometeu ser uma das primeiras fabricantes a lançar celulares com o processador Snapdragon 865, e cumpriu a promessa com o Mi 10 e Mi 10 Pro: eles possuem tela OLED com taxa de atualização de 90 Hz, bateria grande e câmera quádrupla com sensor de 108 megapixels. O modelo Pro desbancou o Huawei Mate 30 Pro 5G no ranking DxOMark das melhores câmeras de smartphone.

Xiaomi Mi 10

Xiaomi Mi 10

O Xiaomi Mi 10 e Mi 10 Pro têm design quase idêntico: a tela OLED de 6,67 polegadas é curvada nas bordas; a câmera frontal fica em um furo no canto esquerdo do display; e a câmera traseira é quádrupla, com sensores alinhados na vertical.

Xiaomi Mi 10 Pro tem melhor câmera segundo DxOMark

A câmera do Mi 10 Pro conseguiu 124 pontos nos testes do DxOMark, liderando o ranking à frente do Huawei Mate 30 Pro, Apple iPhone 11 Pro Max e Samsung Galaxy Note 10+. Ela tem sensor principal de 108 megapixels, sensor de 20 MP com lente ultrawide, sensor de 12 MP para retratos (com plano de fundo borrado) e telefoto de 8 MP com zoom híbrido 8x.

Xiaomi Mi 10 Pro

Xiaomi Mi 10 Pro

O Mi 10 padrão também possui sensor principal de 108 megapixels, mas o restante da câmera é diferente. Há aqui um sensor de 13 MP com lente ultrawide, sensor de 2 MP para fotos macro, e sensor de profundidade de 2 MP.

Tanto o Mi 10 como o Mi 10 Pro salvam as fotos em formato HEIF, que promete ocupar até 50% menos espaço; eles também gravam vídeo em resolução 8K.

As telas de ambos os aparelhos contam com taxa de atualização de 90 Hz e taxa de amostragem de toque de 180 Hz, o que deve agilizar a resposta aos seus comandos. O “queixo” na parte inferior foi reduzido para apenas 3,32 mm (contra 3,6 mm no Mi 9). Eles têm sensores duplos de luz na frontal e traseira para o ajuste automático de brilho.

Xiaomi Mi 10 Pro

Xiaomi Mi 10 Pro

O Mi 10 e Mi 10 Pro têm processador Snapdragon 865 com resfriamento por câmara de vapor. Ambos têm suporte a 5G, algo obrigatório em todo dispositivo com esse chipset da Qualcomm.

Curiosamente, a Xiaomi colocou uma bateria maior no Mi 10 padrão: ela tem capacidade de 4.780 mAh e suporte a carregamento de 30 W com ou sem fio. O Mi 10 Pro possui bateria um pouco menor de 4.500 mAh, mas pode ser carregado com fio a até 50 W. Ambos têm 9 mm de espessura.

O Xiaomi Mi 10 será vendido na China a partir desta sexta-feira (14), enquanto o Mi 10 Pro chega em 18 de fevereiro. Estes são os preços:

Mi 10:

  • 8 + 128 GB: 3.999 iuanes (cerca de R$ 2.500)
  • 8 + 256 GB: 4.299 iuanes (R$ 2.700)
  • 12 + 256 GB: 4.699 iuanes (R$ 2.900)

Mi 10 Pro:

  • 8 + 256 GB: 4.999 iuanes (R$ 3.100)
  • 12 + 256 GB: 5.499 iuanes (R$ 3.400)
  • 12 + 512 GB: 5.999 iuanes (R$ 3.700)

Xiaomi Mi 10 e Mi 10 Pro – ficha técnica:

Xiaomi Mi 10 Xiaomi Mi 10 Pro
Tela OLED de 6,67 polegadas, Full-HD+ (2340 x 1080), taxa de atualização de 90 Hz, taxa de amostragem de toque de 180 Hz, brilho de até 1.120 nits, HDR10+, leitor de digitais embutido OLED de 6,67 polegadas, Full-HD+ (2340 x 1080), taxa de atualização de 90 Hz, taxa de amostragem de toque de 180 Hz, brilho de até 1.200 nits, HDR10+, leitor de digitais embutido
Processador Qualcomm Snapdragon 865, resfriamento por câmara de vapor Qualcomm Snapdragon 865, resfriamento por câmara de vapor
RAM e armazenamento 8 + 128 GB, 8 + 256 GB, 12 + 256 GB, LPDDR5, UFS 3.0, sem suporte a microSD 8 + 256 GB, 12 + 256 GB, 12 + 256 GB, LPDDR5, UFS 3.0, sem suporte a microSD
Câmera traseira quádrupla principal: 108 megapixels, sensor de 1/1,33 polegada, lente de 7 elementos, OIS

ultrawide: 13 megapixels, f/2,4, 123°

macro: 2 megapixels, f/2,4

profundidade: 2 megapixels, f/2,4

fotos salvas em formato HEIF, gravação de vídeo em 8K

principal: 108 megapixels, sensor de 1/1,33 polegada, lente de 8 elementos, OIS

ultrawide: 20 megapixels, f/2,2, 117°, lente de 6 elementos

retrato: 12 megapixels, f/2,0

telefoto: 8 megapixels com zoom híbrido 8x, OIS

fotos salvas em formato HEIF, gravação de vídeo em 8K

Câmera frontal 20 megapixels 20 megapixels
Bateria 4.780 mAh, carregamento com fio a 30 W, carregamento sem fio a 30 W, carregamento wireless reverso a 10 W 4.500 mAh, carregamento com fio a 50 W, carregamento sem fio a 30 W, carregamento wireless reverso a 10 W
Sistema operacional Android 10 Android 10
Conectividade USB Type-C, Bluetooth 5.0, Wi-Fi 6, 5G (SA/NSA), NFC, sem entrada 3,5 mm para fone de ouvido USB Type-C, Bluetooth 5.0, Wi-Fi 6, 5G (SA/NSA), NFC, sem entrada 3,5 mm para fone de ouvido
Cores azul, preto, dourado azul, branco

Com informações: XDA Developers, Gizmochina.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
13 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Marcos Oliveira (@marcosoliveiran)

Como esperado o Mi10 veio com valor inicial bem superior ao do Mi9, porém a Xiaomi conseguiu justificar o aumento. Finalmente temos um topo de linha para competir com os verdadeiros highend, e ainda sim com um preço consideravelmente menor.

Vou juntar minhas moedinhas e orar para o dólar abaixar até o 11/11, quem sabe assim consigo trocar meu Mi 6 com 2 anos de história kk

José Wanderley dos Santos Lima (@_Wanderley)

Pelo menos esse não tem aquela traseira do Galaxy s20 ultra com aquela propaganda “space zoom 100x” broxante embutida kkk… cara, mania feia desses orientais. tem que colocar aquela “5g” na traseira?

é umas propagandas esquisitas… basicamente diz “olha, eu faço isso” me compra pelo amor de deus… kkk

No geral é um excelente aparelho e é mais bonito que os Galaxy s20.

Tiago Jeronimo (@TiagoJL)

Um concorrente de peso para os flagships da Samsung e Huawei.

Joao Serpa (@Joao_Serpa)

Parece um ótimo aparelho, mesmo custando mais que os antecessores. Segue a lógica de que todo aparelho lançado com 5G será mais caro. A vantagem do Brasil ser um país atrasado é que não precisaremos trocar de aparelho nos próximos dois a três anos (sendo otimista) exclusivamente por causa do 5G.

Felipe Insfran (@felipous)

Xiaomi bota Apple pra mamar.

@LeandroCSC

Preço interessante. Configurações muito boas. E sobre as câmeras,vamos aos fatos: não adianta ficar em primeiro lugar no ranking do DxOmark se no instagram os resultados são idênticos aos de um J2 Prime!

Os desenvolvedores do Instagram tem que começar a serem mais camaradas pelo menos com os Androids topos de linha!

Natalier Júnior (@natalierjunior)

Finalmente implementações interessantes, já veio fazendo um bom trabalho no mi 9, deu aquela lapidada no Mi Note 10, pra finalmente vir o Mi 10/10 Pro.
Apesar de tudo achei o aumento plausível, tá batendo de frente com a concorrência e ainda custando basicamente metade do valor, tá lindo, tela tá absurda, processamento nem se fala, câmeras, mesmo que não vençam Apple ou Samsung na prática, ainda assim já vão entregar resultados ótimos pro usuário comum, leitura de dados em DDR5.
Gostei mesmo, começamos o ano bem!

Arthur Angonese (@Arthur)

Tenho um Mi 9. Esse Mi 10, aparentemente, está sendo um baita lançamento. Mas acredito que o melhor negócio pra mim (pelos meus usos) é esperar e pular essa geração, porque o meu celular dá conta de tudo o que preciso (na real nem uso todo o poder de fogo) e somente depois pensar em comprar a próxima geração — Mi 11. Aí já terão calibrado bem melhor todas essas novas firulas de processamentos foderengos/bateria/telas com frequências altas/trocentas câmeras/etc.

Aloisio Rodrigues Junior (@AloisioJunior10)

Tenho um Oneplus 5 e me interessei demais por esse Mi 10. Os specs estão muito parecidos com o S20 que também tá demais, mas acho q vai vir para o Brasil custando uns 5 mil reais. Vou aguardar alguns meses e vou ver se consigo importar da China por um preço legal.

Rafael Moreira (@Rafael_Moreira)

É por isso que não uso a câmera do Instagram, pois a qualidade não é igual da câmera nativa em aparelhos com sistema Android.

@LeandroCSC

Até mesmo utilizando a câmera nativa dos androids,o resultado fica ruim. Com a câmera do instagram aí que o negócio fica complicado. Só uso a câmera nativa do aparelho.

Júlio Tenório (@JulioTenorio)

Para quem quer maior nitidez faz falta, mas no geral eu acho bom, e pelo menos um topo de linha consegue fotos mais equilibradas, o que faz muita diferença frente aquelas fotos com pontos estourados.

Jorge Aragão (@Jorge_Aragao)

Acho que o maior problem é no Stories. Quando você add aqueles gifs a qualidade da foto fica terrível. E vídeo no geral é bem ruim.