Início » Negócios » Banco do Brasil pode ser privatizado para concorrer com fintechs

Banco do Brasil pode ser privatizado para concorrer com fintechs

Presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, diz que instituição deve ser privatizada para se adaptar ao modelo de open banking

Felipe Ventura Por

O presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, acredita que a instituição financeira deveria ser privatizada para concorrer melhor com as fintechs (startups de finanças) e para se adaptar ao modelo de open banking. A empresa não está na lista de estatais que serão privatizadas, como os Correios e a Telebras.

Rubem Novaes (Banco do Brasil)

No open banking, seus dados financeiros de um banco poderiam ser compartilhados com outro banco através de uma API, para serem usados em apps e serviços de terceiros. Isso daria mais liberdade aos clientes e aumentaria a concorrência entre grandes empresas e fintechs. O modelo está em estudos no Banco Central.

"Na medida que se aprofundar esse novo mundo bancário de open banking e competição das fintechs, as desvantagens de ser um banco público vão se acentuar", disse Novaes à Folha. "E eu acho que a gente já devia começar a se antecipar para pensar em privatização, assim não teria trauma nenhum."

Para Novaes, o BB teria mais flexibilidade e seria mais eficiente caso fosse privatizado: "tenho convicção de que sem essas amarras, nós passaríamos dos concorrentes privados", disse o executivo. "Um dia será inevitável privatizar o Banco do Brasil."

A venda do BB não está prevista no plano de desestatização, mas teria o apoio da equipe econômica e do ministro da Economia, Paulo Guedes. Seria necessário convencer também o Congresso e o presidente Jair Bolsonaro.

Presidente do BB defende privatização há meses

No ano passado, Novaes defendeu a privatização do BB com o mesmo argumento: para ele, "é óbvio que uma instituição pública não vai ter a mesma velocidade" que uma fintech em se adaptar à modernização do sistema bancário.

"Com as amarras que uma empresa pública tem, vai ser muito difícil o ajustamento, no horizonte de 2, 3, 4 anos, a esse novo mundo de open banking e das fintechs", disse Novaes em outubro de 2019. "Fica muito difícil em uma instituição ligada a governos acompanhar esse ritmo; competimos com uma espécie de bola de ferro na canela."

Com informações: Folha.

Comentários da Comunidade

24 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Sérgio
Precisa e é com urgência. Outro dia mesmo fui numa agência que só atende PJ por aqui e fiquei quase 2 horas esperando atendimento. Isso porque tinham 10 funcionários na agência pra o tipo de atendimento que eu precisava e NENHUM deles queria atender antes que a senha fosse chamada. Por fim quebrei o pau dentro da agência e acabei atendido por um gerente. Os funcionários? Nem se mexeram. E isso que o BB nem é 100% estatal.
E por falta de banco público, já temos a CEF.
Fábio Laurindo
Meu sonho é ver estes concursados igual foi no tempo do Banespa, trabalhando pra uma gestão privada e tendo que tratar bem a população senão perde o emprego.
Muitas vezes o funcionário desta instituição acham que somos animais.
Bopez
Poucas coisas são mais previsíveis do que o discurso de privatistas no controle de estatais. A natureza das estatais não permitem que elas sejam eficientes, logo, é necessário vender. Ser de capital privado faz mágica, nunca empresa ou banco privado algum foi gerido de forma ineficiente e faliu.
Será se esse indivíduo, que é nada mais nada menos que o presidente do BB, pode fazer absolutamente nada? Só fala em privatização. Cadê os planos para enfrentar essa concorrência que estar por vir? Parece até que privatista em posição de comando age de forma ineficiente, para gerar sucateamento e justificar a venda.
Cristiano Bonassina
Que mensagem mais sem noção.
Primeiro, esse discurso de sucateamento: tu estraga tuas coisas antes de vender pra desvalorizar e vender mais barato?
Segundo, não é questão de mágica, mas qual a motivação de uma empresa pública ser eficiente sendo que o estado vai cobrir qualquer prejuízo?
E por fim, se privatizar, não me interessa quais os planos de enfrentar a concorrência, que se dane. Não envolvendo dinheiro público não me interessa.
@teh
Sou a favor desde que tenha no minimo um banco do governo. Só eles oferecem juros baixo pra financiamentoe imobiliario. Os outros correm atras quando a CEF baixa os juros.
Portanto deixar TODOS os bancos privados teria um risco grande de cartel.
Pivatiza o BB mas deixa a CEF publica.
@ksio89
Sempre que vou na minha agência, dos cerca de 11 ou 12 balcões de atendimento, acho que nunca vi mais de 3 funcionários atendendo ao mesmo tempo. Já fui de manhã cedo, perto do almoço, logo depois e no fim da tarde, e a cena se repete, a maioria dos guichês fica desocupada, mesmo com uma fila enorme de clientes para serem atendidos.
Mas também já presenciei isso quando a agência estava quase vazia e ficavam esperando a senha em vez de atender logo quem estava esperando.
Se no BB que é uma empresa mista é assim, imagine a desgraça que não deve ser o atendimento da Caixa, onde nada funciona como deveria e tudo é absurdamente burocrático.
Guto
Lembrando que, por ironia, o Banco do Brasil é líder em Open Banking no Brasil.
Ainda hoje os únicos bancos brasileiros que disponibilizam API e documentação para tal são o BB (https://developers.bb.com.br) e Original (https://developers.original.com.br).
@GuilhermeE
Como disse @gutocabral , o BB já é líder em OpenBanking. Além disso, seus serviços online não devem em nada para outros, sendo melhor que Banco Inter. Nunca faço nada fora da internet, até falar com minha gerente de conta, que faço pelo app do banco.
Só acho as taxas excessivamente altas, mas é consequência de sua posição de mercado.
O BB sendo banco de capital aberto, do Novo Mercado, e já trabalhando na prática como banco privado, não vejo o motivo do discurso. É sem sentido. Não vejo motivo até pra sua existência, pois já existe a CEF. Mas esse discurso parece mais tentativa de sucatear o serviço pra poder vender barato.
@GuilhermeE

Meu sonho é ver estes concursados igual foi no tempo do Banespa, trabalhando pra uma gestão privada e tendo que tratar bem a população senão perde o emprego.
Muitas vezes o funcionário desta instituição acham que somos animais.

Sou clientes de muitos bancos e passei minha vida de mudanças, sendo atendido em diversas agências de diversos bancos públicos e privados pelo país. Nenhum atendeu do jeito que você está falando. Alguns tinham sim problemas de atendimento, com fala crônica de funcionários, mas nenhum tratou assim, “como um animal”. Seu problema ou foi muito pontual (afinal, é um ser humano atendendo você) ou é a mesma mentira que muitos falam por aí pra tentar justificar algo. Eu mesmo já fui ofendido por pessoas quando era estagiário atendendo o público em um órgãos público, com pessoas achando que eu era um escravo e eu tinha a obrigação de fazer mágica, fazendo seus problemas desaparecerem instantaneamente.
Muitas vezes o atendimento físico de bancos privados e públicos são feitos por poucas pessoas, que precisam trabalhar dobrado pra dar conta do serviço, que é sim burocrático por conta a legislação restritiva (que tem seus motivos pra ser assim, inclusive).
Fábio Laurindo
Primeiro eu não menti, realmente venha nas agências da zona norte de SP, o Banco do Brasil tem um péssimo atendimento, minha mãe tem dificuldade visual, você chama o atendente para ajudar eles vem com maior falta de vontade, lá dentro isto na agência de Franco da Rocha que estamos com um processo contra o BB o gerente puxou o histórico do meu tio que faleceu e deixou um testamento pra minha mãe ser a tutora dos bens por ele não ter filhas, com os problemas que ela teve na vista foi depois de um ano, a gerente tirou um print que tinham limpado a conta no print mostrava que o mesmo foi interno a mesma esqueceu de cortar o mesmo e não queria deixar nós sair da agência com a prova, como se fôssemos ladroes, no geral estamos indo pra segunda audiência a primeira ganhamos do banco e sim vão ter que indenizar.
Sem contar as filas e mais filas intermináveis, sim todo banco tem problemas mais Banco do Brasil e caixa são os piores, porque mesmo que você reclame no sac e já fiz o funcionário amanhã estará do mesmo jeito sem mudanças afinal não perde o emprego correto?
@GuilhermeE
@Fabio_Laurindo, qualquer servidor público pode perder o emprego. A estabilidade é pra proteção pra fins de política, quando alguém fala “não vou com sua cara, então está demitido” pra poder colocar amigos pra dentro do serviço público. Mas ainda assim, o BB não possui servidores públicos e sim empregados públicos, que são concursados contratados por CLT e com demissão motivadas, mas sem as mesmas regras da estabilidade. E isso em alguns casos, já que o BB e outras empresas públicas contratam via empresas terceirizadas.
O que acontece é que ninguém vai ser demitido pq “alguém quer”. Como eu disse, a maioria das instituições financeiras públicas e privadas tem falta crônica de pessoal, que tem que trabalhara dobrado e por isso o atendimento demora.
@imhotep
O atendimento no BB e na Caixa é abaixo da crítica.
Mas os bancos privados não ficam para trás.
Felizmente, não entro em um banco há anos! Tudo meu hoje é online e se por acaso preciso tirar dinheiro vivo, vou em algum caixa em supermercado, farmácia ou shopping center.
Meus investimentos faço todos em corretoras, fora dos bancões.
Reinaldo Boson
O APP do BB é o melhor de todos disparado, a quantidade de convênios e o atendimento on line são próximos de tudo que preciso. Agora, esse presidente do Banco aí ta na hora de jogar fora, baita discurso pró mercado e anti empresa, como se o BB fosse uma empresa pública dependente do tesouro de capital fechado, tipo a empresa pública inútil do trem bala que nunca fez o trem.
Isso é a minha percepção como cliente de mais de duas décadas. Agora, pra quem precisa ir em agência, o calvário vai ser igual, seja no Bradesco, no Itaú ou no BB, equipes reduzidas, desmotivadas e cada vez mais cobradas, trabalhar em banco é um inferno e muito desse horror é causado pelos clientes. Alguém já viu alguma pessoa feliz na fila de um banco? se tá ali é para resolver problema, pagar conta que ele fez e tá puto por isso e por aí vai, muita energia negativa. Experiência própria de dois anos de Bradesco, inferno na terra.
Os que cantam que privatizar é o paraíso, olha a Vale aí, ou melhor, pede pra cancelar o seu plano de internet…
@dirceu
Não posso me furtar em comentar sua postagem.
O objetivo de uma empresa pública é diferente de uma empresa privada. Isso é um equívoco comum. Uma empresa privada visa o lucro para os acionistas ou proprietários. Isso é básico. Já uma empresa pública visa atender alguma lacuna do mercado, ou por falha deste, ou por necessidade de induzir ou privilegiar alguma vertente econômica. Assim, o BB, por exemplo, tem atuação muito forte relativamente ao agronegócio. Nesse aspecto, o eventual prejuízo deve ser suportado pelo benefício. Imagine, por exemplo, uma empresa pública de reciclagem de baterias. Seriam deficitárias, por certo, e a iniciativa privada não se interessaria pela área. Mas sua função é muito importante se a sociedade pretende ter meio ambiente suficiente no futuro.
Quanto ao problema do sucateamento, se você quer vender alguma coisa que é sua, realmente você vai, no mínimo, “dar um tapa” para vender, mesmo que esteja vendendo uma porcaria. No entanto, se a empresa é pública e, infelizmente, entendida como de ninguém na nossa terra, então, por comprometimento ideológico, ela pode sim ser sucateada para ser vendida barato e recuperada posteriormente.
@dirceu
Há um ponto muito interessante na sua postagem. Realmente, os serviços bancários de varejo no país são cartelizados. Veja, temos praticamente quatro ou cinco bancos que dominam quase a totalidade do mercado. Isso não podia nunca ter acontecido, mas ocorreu em virtude do Proer, na época do Fernando Henrique, e os governos que vieram se omitiram sobre o caso.
Os novos bancos digitais e as fintechs estão começando, finalmente, a rachar esse cartel, em benefício dos usuários.
De qualquer maneira, esse problema não inviabiliza a existência de um banco público.
ochateador
Esse presidente do Banco do Brasil deve ser bem incompetente para sugerir apenas a privatização como solução para os problemas da empresa…
@ksio89
Agora uma verdade seja dita: o internet banking do Banco do Brasil é quase perfeito. Tanto o app do BB quanto o do Ourocard funcionam maravilhosamente bem, a interface é intuitiva e tem todos os recursos que preciso.
@Jinx
Quanta asneira nessa notícia, tanto por parte do presidente do Banco como por parte de quem está comentando aqui. O Banco do Brasil é uma estatal lucrativa, ele devolve dinheiro pro tesouro nacional. Mesmo a Caixa Econômica é lucrativa. O Banco do Brasil teve 18 bilhões de reais de lucro em 2019, se não me engano, e a CEF teve mais de 10 bilhões.
Ambos os bancos são patrimônios do povo brasileiro, foram construídos às custas de muito trabalho ao longo de mais de UM SÉCULO no caso da CEF e de mais de DOIS SÉCULOS no caso do Banco do Brasil. Todos os setores da economia brasileira, praticamente, contam com crédito provido por um desses dois bancos, a juros baixos - coisa impensável para a iniciativa privada no país. Para além disso, toda a folha de pagamento do funcionalismo público federal, e aposto que a maior parte do estadual e municipal, é gerida pelo Banco do Brasil. Bolsas de pesquisa, salários, TUDO. É um absurdo pensar em privatizar um banco LUCRATIVO, e que tem tamanha importância social, econômica e cultural pro país. Na verdade, o Banco do Brasil deveria ser TOTALMENTE estatizado, assim como é a CEF.
A iniciativa privada não contribuiu com nada na construção desses dois bancos, e nem na construção de nenhuma estatal do país. Ela não deu um centavo pra nada. E agora querem vender tudo, provavelmente por preço de banana? Privatizam os lucros e socializam os prejuízos? O Governo Bolsonaro, junto da equipe econômica do Paulo Guedes, é o maior descalabro que já aconteceu na história do país. Vamos em direção ao abismo.
ochateador
Já o aplicativo e o site do Santander… é um cruz credo aquilo. Cada vez que atualizam eles conseguem deixar o aplicativo/site pior do que já era.
@Jinx
O Banco do Brasil é superavitário… Cadê a falta de eficiência? Discursinho liberal barato e tacanho esse, sinceramente.
Vítor Gomes Neves Oliveira
Tbm nunca fui destratado no Banco do Brasil. Muito pelo contrário… O Banco do Bradesco aqui da minha cidade que é terrível! Nunca vou ao Bradesco sem agendar 2h do meu dia.
Eu
Não tem uma lei que não pode esperar mais que 15 minutos na fila do banco? Ou ser atendido é outra história?
Marcos
Essa lei para os guichês dos caixas, e são 20 minutos.
@ksio89
Asneira mesmo foi esse monte de bobagem que você escreveu. Você deve ter perdido a noção do ridículo em dizer que deve estatizar totalmente o BB, já basta a Caixa de banco público e cabide de emprego.
Kayo
Dos grandes bancos é meu favorito, os totalmente privados não ficam muito atrás da caixa. O potencial do poder público aliado as boas práticas do capital privado geraram um banco de capital misto “bom” em um país com bancos tão péssimos.
Mais que isso, o BB tem um núcleo de inovação de dar inveja, para quem acompanha, até mesmo o APP e processos internos são realizados com uma documentação muito bem integrada entre os setores e usando linguagens (tanto front, quanto back) bem recentes, sempre inovando.
Sérgio



Keaton:

Não tem uma lei que não pode esperar mais que 15 minutos na fila do banco? Ou ser atendido é outra história?


A Lei é pros caixas somente. Entre 15 e 20 minutos, depende da cidade. E, mesmo assim, muito banco desrespeita esse limite por muito e dá jeito de você não conseguir ir atrás da indenização a que tem direito porque normalmente não fornecem nenhum tipo de senha ou algo que conste o horário.
@imhotep
O BB é meio roda dura pra crédito.
É bom pra servidor público.
Mas pra assalariado da iniciativa privada e empresário com empresa de pequeno porte ele burocratiza demais qualquer coisa.
Eu movimentava uma boa grana no BB e mesmo com score alto, nunca consegui nada decente por lá.
Aí mudei pra outro banco, privado, e joguei minhas movimentações pra ele. Meu crédito foi lá em cima, sem maiores problemas.
Não cheguei a pegar essa fase do app bem feito (na minha época o app era bem ruim e o internet banking parado no início dos anos 2000). Mas sempre soube que o time de TI do banco era muito bom.
Whebert Souza
Sou cliente Bradesco, BB e Inter e concordo com você, os serviços online (APP e Internet Banking) do BB são infinitamente superiores ao desses citados. O APP Bradesco é o pior de todos, é basicamente um site (webview) extremamente lento e bugado.
Eduardo Alvim
Tanto BB quanto Caixa lucram bilhões anualmente e nada fazem para desmontar o cartel do sistema bancário brasileiro. Poderiam dar o exemplo e reduzir as taxas de juros de forma significativa, só para citar um exemplo besta, e forçar os bancos privados a fazerem o mesmo sob pena de perder mercado. Mas não, dançam conforme a música, enfiando a faca no fígado da população. Então, pensa bem, não servem assim tão bem ao nobre propósito de uma estatal. Ou servem?
Kayo
Detalhe que perdemos cada vez mais o status de nação soberana a medida que perdemos nossos mecanismos de defesa econômica, cada vez menor a possibilidade do Brasil ser grande, as grandes nações brincarão com a gente em poucos anos.
@Jinx
O Brasil tem poucos funcionários públicos quando comparado a outros países que são desenvolvidos. É só ir e verificar. Esse discurso de que temos Estado demais não é verdadeiro, ele é mentiroso e tem um propósito político específico: enriquecer ainda mais a elite e precarizar ainda mais a vida dos mais pobres.
@Jinx
O problema não é desses bancos em si, é um problema político. Isso é errado. Não deveria ser assim. Nenhum governo desde a redemocratização se comprometeu com quebrar o cartel; muito pelo contrário, o que fizeram foi concentrar o sistema bancário brasileiro. Os bancos estaduais foram vendidos e hoje só sobram os do nordeste e do norte, por exemplo.
@ksio89
O problema não é nem o servidor concursado, são os inúmeros indicados por apadrinhamento político ou nepotismo que recebem altíssimos salários. E tem político demais também no Legislativo, que custam bilhões pro contribuinte.
E esse discurso antagonizador batido de “elite x pobres”, “nós x eles”, já deu, troca o disco que esse clichê aí já tá manjado demais.
Kayo



Jinx:

cos funcionários públicos quando comparado a outros países que são desenvolvidos. É só ir e verificar. Esse di


Convenhamos que vai além, o funcionalismo público tem gordos salários comparado a classe trabalhadora do setor privado. Estabilidade aliada a tantas benesses também gera um problema a longo prazo, que precisa ser resolvido.
@Jinx
Os cargos comissionados são uma pequena fração do funcionalismo público, e certamente os atendentes do caixa do Banco do Brasil não são contratados por indicação política. As maiores disparidades salariais se concentram nas carreiras militares e no judiciário, e não em estatais.
Sobre políticos demais no legislativo: democracia custa caro. É uma realidade. A quantidade de representantes no Congresso é ok e está em sintonia com o que é praticado no resto do mundo, fora alguns benefícios absurdos e que só existem no Brasil. Mesmo com esses benefícios levados em conta, não representam uma grande fatia do orçamento federal. Simples assim.
No capitalismo existe uma classe explorada e uma classe que explora. Uma classe que gera riqueza através do seu trabalho e outra que se apropria dessa riqueza indevidamente. Esse não é só um discurso político, é também um fato histórico. A antagonização é necessária porque a desigualdade mata e faz pessoas passarem fome enquanto sujeitos como Jeff Bezos têm dinheiro suficiente pra acabar com a fome no mundo, dinheiro este conseguido exclusivamente através da exploração de outros seres humanos.
@Jinx
Esse problema tem que ser resolvido onde há a maior disparidade: no judiciário e nas forças armadas. O resto do funcionalismo público não possui salários gordos, é só ver os dados. Essa é uma mentira que contada muitas vezes acabou parecendo uma verdade. O salário de um assistente administrativo numa Universidade Federal gira em torno de 3 mil reais. Isso é um salário gordo?
Kayo
Comparado a realidade brasileira, e somado a estabilidade do funcionário, considero.
@Jinx
Isso é mil reais abaixo do salário recomendado pra realidade brasileira pelo DIEESE… Não é o funcionalismo público que tem salários absurdos (na maior parte dos casos), mas a iniciativa privada que tem salários muito mais baixos. E isso que estou dizendo não é proveniente de achismo: há um forte declínio da renda das famílias no mundo todo.
@GuilhermeE
@Kayo, “estabilidade” não é emprego perpétuo. Estabilidade no serviço público é só poder exonerar e demitir com justificativa e após o devido processo legal, pra proteger a sociedade da corrupção e da politicagem, pois seria muito fácil demitir quem é oposição ao partido que ganhou, demitir pra colocar meus amigos dentro do serviço público, etc. Estabilidade está relacionado ao Estado Democrático de Direito e não a um benefício particular.
Depois, leia essa reportagem pra entender o motivo dos “salários altos”:
“Segundo o estudo, isso se deve a uma combinação de fatores, como as remunerações excessivamente baixas no setor privado para certas funções, a proporção maior de cargos qualificados no setor público e ‘a escolha que tem sido feita de pagar relativamente bem os servidores públicos em posições essenciais para motivar seu compromisso e atrair e reter uma força de trabalho altamente qualificada’.”


BBC News Brasil




Brasil tem baixa proporção de empregos públicos, mas a custo alto, diz OCDE

Relatório compara situação no Brasil com as dos principais países desenvolvidos.









@Jinx
Esse é justamente um espaço para a discussão. Não aguenta brincar, não desce pro play. Eu sou socialista, mas eu nem preciso entrar nesse nível do debate pra poder rebater esses argumentos mirrados e toscos que usam contra empresas estatais: nenhum país da OCDE (que consideram a turminha dos desenvolvidos, não é?), especialmente os europeus, segue essa psicodelia econômica e social que vocês tanto defendem com unhas e dentes. Sabe por quê? Porque não funciona. Porque causa a barbárie.
A proporção de funcionários públicos em relação ao total de empregados no Brasil é inferior à média praticada na OCDE. No Brasil esse número está em torno de 20%, na Dinamarca é mais de 30%…
Não tem como diminuir o Estado num país em que falta TUDO, como é o caso do Brasil. Um país com metade dos empregos informais. Não somos um país desenvolvido. Isso é economia 101: a iniciativa privada busca obter a maior produção e o maior lucro com o menor emprego de recursos (a tão chamada eficiência). O problema é que isso, traduzido em resultados pra sociedade, gera desigualdade, perda da renda, condições de trabalho precárias e a exaustão dos recursos naturais. Que maravilha, né? Que delícia é o mercado!
E Cuba está muito melhor em saúde, saneamento básico e educação do que grande parte dos países da OCDE, obrigado.
Kayo
Boa noite Guilherme, compreendo que estabilidade não se trata de perpetuidade, inclusive a defendi recentemente em meu trabalho (empresa privada).
Entendo que os salarios não são altos, e sim “adequados”, mas novamente, considero que para a realidade do país, um auxiliar administrativo de uma pequena prefeitura por exemplo não deveria ganhar seus R$ 2500 a 3000, é uma discrepância esquisita, ainda mais considerando as benesses. Que é qualificado não duvido, mas temos alguns problemas a resolver e pouco se fala destes, o poder de compra do país só diminui e os serviços também, com um estado que alega não poder pagar novos concursados com estabilidade. Essas benesses do mais baixo ao mais alto clero, em especial o mais alto, não prejudica a máquina e reduz a possibilidade de contratação?
No mais não sou contra o servidor público e sou especialmente contra a privatização de algumas empresas e serviços que considero essenciais (os bancos públicos inclusos, pois fornecem crédito barato para atividades essenciais para o país e sua população) e agradeço o artigo, vou salvar aqui e lerei depois pra me despir de minha opinião, que é atualmente muito pouco embasada em dados a respeito da realidade do funcionalismo público.
Kayo
Devemos procurar mecanismos que melhorem essa realidade como um todo não? Posso estar errado mas em BSB por exemplo vejo muitas queixas daqueles que não são do funcionalismo a respeito do custo de vida que sobe baseado nesta força de trabalho, e não na realidade da força de trabalho privada.
No mais por mais que não me considere socialista como você tampouco me considero um feroz liberal, queria um estado saudável, que é algo que estamos perdendo ano após ano, agradeço as informações.
@Jinx
Pra termos um Estado saudável precisamos que ele seja gerido pelo povo e seus representantes, e não por latifundiários e empresários, que são a minoria… Não tem como ter um Estado saudável quando mais da metade do congresso é fiador dos interesses da elite ou é da elite, né?
Leandro Alves



Jinx:

A iniciativa privada não contribuiu com nada na construção desses dois bancos, e nem na construção de nenhuma estatal do país. Ela não deu um centavo pra nada. E agora querem vender tudo, provavelmente por preço de banana? Privatizam os lucros e socializam os prejuízos? O Governo Bolsonaro, junto da equipe econômica do Paulo Guedes, é o maior descalabro que já aconteceu na história do país. Vamos em direção ao abismo.


Iniciativa privada não deu nada para construção desses bancos? O dinheiro veio de onde? O governo não produz nada, quem produz são as pessoas, a iniciativa privada.
Jonathan (a.k.a Halls)
E depois quem quer nivelar por baixo é o comunismo kkk
No município onde sou contratado, um agente administrativo concursado ganha um salário mínimo, e ainda recebe xingamentos quando falta uma medicação - pasmem, cuja culpa não é dele! O último rendeu BO.
Marcos Aurelio santos Pinto
Trata-se de uma empresa de economia mista que é lucrativa e possui linhas de crédito pelas quais os bancos privados não demonstram interesse.
A questão de filas é a mesma que a dos demais instituições financeiras: a tendência é diminuir, já que não é mais necessário comparecer a uma agência para a maioria (mesmo) das transações.
Mesmo com o avanço das fintechs, meninas dos olhos da Geração Z, há uma população (composta, inclusive, por jovens) desbancarizada, analógica e desinformada. Já faz mais de um ano que se pode pagar boletos atrasados em qualquer bancos - inclusive pelo app.
Se pensarmos bem, imagine o que se gasta com o Executivo, o Legislativo e o Judiciário e seu retorno aos cidadãos.; a quantidade de comissionados e a brecha que isto abre para a corrupção ( rachadinha, é com você!)
Há, portanto, assuntos mais urgentes no país que vender uma empresa superavitária.
PS.: Moderadores, a vantagem da utilização desta plataforma é justamente manter certo nível de discussão sobre os temas abordados. Isto inclui, certamente, respeitar a ideologia do outro , sem se dirigir por ofensas.
@Jinx
Sinceramente, nem precisa ser socialista pra saber que o capitalismo gera desigualdade e que quem gera riqueza são os trabalhadores, e não os empresários. É só, sei lá, ter lido qualquer artigo na Wikipedia sobre o tema. Os liberais clássicos já sabiam disso: por isso consideravam essencial que o Estado interviesse.
Os seus argumentos não são coerentes nem mesmo dentro da sua própria ideologia. Os países desenvolvidos não seguem esses preceitos de laissez-faire infinito que pregam com unhas e dentes. Aliás, muito pelo contrário… Na crise de 2008 os EUA estatizaram dezenas de empresas.
@GuilhermeE
@Kayo, nenhum " auxiliar administrativo de uma pequena prefeitura" ganha esse salário. Os grandes salários não são do servidor médio, que na maioria das vezes ganham um salário mínimo, mas sim cargos de alta qualificação, como analista judiciário, fiscal da receita, magistrado, promotor, diplomata, etc.
Pegue os editais de concursos e veja como a maioria ganha:



Concursos no Brasil




Concursos no Brasil – Concursos Públicos Abertos 2020

Concursos públicos no Brasil. Concursos Abertos, previstos 2020 e concurso em Andamento. Confira Edital, Simulados e Provas de concursos anteriores









José
O Bradesco vem melhorando o App, pelo menos no iPhone, já não tá tão Webview, mas algumas partes ainda são.
Jonathan (a.k.a Halls)
Exato! Estes são justamente os que não serão afetados nesta reforma toda!
Participe da discussão