Início » Aplicativos e Software » Patinetes Yellow e Rappi podem ser desbloqueados no app Grin

Patinetes Yellow e Rappi podem ser desbloqueados no app Grin

Patinetes elétricos da Grin, Yellow e Rappi estão disponíveis em São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba

Felipe Ventura Por

Se você encontrar um patinete elétrico da Yellow ou Rappi na rua, pode desbloqueá-lo através do app da Grin: a novidade foi anunciada nesta quinta-feira (20) e torna um pouco menos confuso o uso desse tipo de micromobilidade. Os veículos estão disponíveis em São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba.

Patinete Rappi

Desde novembro de 2019, era necessário usar o aplicativo da Rappi para alugar patinetes da Yellow (cujo app próprio foi encerrado). Agora, isso também pode ser feito no app da Grin.

A Grow, responsável pelas marcas Grin e Yellow, explicou há algum tempo que a exclusividade da Rappi era temporária: “após esse período, os patinetes da Yellow poderão novamente ser usados pelo app da Grin”. Os veículos amarelos já apareciam no app da Grin, mas redirecionavam o usuário para a Rappi.

Grin vende assinatura Prime para desbloqueio de patinete

Os preços são os mesmos em ambos os apps: R$ 2,25 pelo desbloqueio mais R$ 0,75 por minuto, tanto em São Paulo como no Rio e em Curitiba. Há ainda o Grin Prime, que oferece desbloqueios ilimitados na capital paulista por R$ 15 mensais (com primeiro mês grátis). A Grow não opera mais patinetes em outras cidades brasileiras.

Além disso, as bicicletas Yellow foram retiradas de circulação “temporariamente” em todas as cidades. A empresa diz que está “em busca de parcerias públicas e privadas para fortalecer e expandir sua operação”. Dezenas de bikes foram flagradas em processo de reciclagem em Florianópolis (SC).

Aviso no app da Grin:

Grin

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
5 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Douglas N. (@dougeureka)

Esses caras não têm a menor ideia de como gerir algo. Parece até o governo federal.

Matt (@hadtohear)

Empresa sem nenhum concorrente e mesmo assim dá prejuízo. Bem a cara do governo federal

Lucas Blassioli (@olucaslab)

CARALHO GROW, FINALMENTE HEIN. Não aguentava mais ter créditos na Grin e só encontrar coisa da Rappi/Yellow pela rua…

Arthur Silva Vicentini (@ArthurVX)

Eles já haviam dito que era uma exclusividade temporária, só estava esperando quando ela ia acabar.