Início » Negócios » Elon Musk dispensa diploma de faculdade, mas Tesla faz exigência

Elon Musk dispensa diploma de faculdade, mas Tesla faz exigência

Elon Musk diz que não é necessário ter formação acadêmica para trabalhar na Tesla; diversas vagas da empresa exigem graduação

Felipe Ventura Por

Elon Musk disse recentemente que não é necessário ter um diploma de faculdade para trabalhar na Tesla, nem para participar de um hackaton de inteligência artificial com a equipe do Autopilot. No entanto, a fabricante de carros elétricos faz essa exigência em quase metade de suas vagas de emprego.

Foto pot James Duncan Davidson/TED Conference/Flickr

O The Next Web fez um levantamento das 1.715 vagas atualmente abertas na Tesla para trabalhar na América do Norte. 44% delas exigem algum tipo de diploma, seja de ensino superior ou pós-graduação.

As vagas que requerem formação acadêmica — sem a possibilidade de substituir por experiência equivalente — estão concentradas em engenharia e TI; manufatura; e instalação de serviço e energia.

Setor Número de vagas que exigem diploma
Engenharia e TI 245
Manufatura 133
Instalação de serviço e energia 99
Vendas e suporte ao cliente 90
Facilities (construção e manutenção de edifícios) 52
Suporte a operações e negócios 41
Cadeia de suprimentos 34
Financeiro 20
Design 17
Recursos humanos 13
Jurídico e relações governamentais 8
Marketing e comunicação 6

Tesla aceita experiência equivalente em algumas vagas

Enquanto isso, 22% das vagas mencionam formação acadêmica, mas permitem substituí-la por experiência equivalente; é o que muitas empresas do Vale do Silício vêm fazendo.

Apple, Google e IBM exigem certo nível de qualificação, incluindo habilidades necessárias para o cargo — mas um diploma não é obrigatório. Nubank, iFood e Loggi seguem o exemplo.

Por sua vez, as vagas que correspondem aos 34% restantes não mencionam as palavras “diploma”, “formação” (degree), “bacharelado” (bachelor ou B.S.), “mestrado” (master ou M.S.) nem “PhD”.

Estas são as quantidades de vagas, por setor, que aceitam experiência equivalente ou não citam formação acadêmica:

Setor Número de vagas que não exigem diploma
Instalação de serviço e energia 368
Engenharia e TI 228
Manufatura 157
Cadeia de suprimentos 43
Facilities (construção e manutenção de edifícios) 42
Vendas e suporte ao cliente 35
Suporte a operações e negócios 34
Recursos humanos 20
Jurídico e relações governamentais 13
Financeiro 11
Design 5
Marketing e comunicação 1

Musk: “não ligo nem se você terminou o ensino médio”

Em dezembro, um seguidor no Twitter perguntou se Musk tinha uma posição firme em não exigir diploma universitário para trabalhar na Tesla. O CEO respondeu: “sim”.

É algo que Musk vem dizendo desde pelo menos 2014, quando ele explicou em uma entrevista que “não é necessário nem sequer ter um diploma universitário, ou mesmo o ensino médio” para conseguir vaga na Tesla. “Se houver um histórico de conquistas excepcionais, é provável que isso continue no futuro.”

Recentemente, Musk tuitou que a empresa vai realizar um hackathon de inteligência artificial na casa dele com a equipe responsável pelo Autopilot, sistema de condução automatizada.

Ele disse que, para participar, “um PhD definitivamente não é necessário; tudo o que importa é uma profunda compreensão de IA e capacidade de implementar redes neurais de uma maneira que seja realmente útil… não ligo nem se você terminou o ensino médio”.

Musk é formado pela Universidade da Pensilvânia com bacharelado em economia na Wharton Business School. Ele obteve o diploma em 1997 e cofundou o PayPal no ano seguinte.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
10 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Emanuel Schott (@Emanuel_Schott)

É aquela coisa, eu posso deixar de exigir nível superior, mas se o cargo necessita emitir algum certificado (anotação de responsabilidade técnica do CREA por exemplo), não adianta só ter conhecimento, é preciso ter registro no órgão e o órgão vai exigir nível superior.

Fábio Laurindo (@Fabio_Laurindo)

Hoje já estamos no plano de saúde que administro junto há outros gestores, propondo em diversos setores isto, inclusive Adm hoje surge super currículos que na prática nada sabem ou bem pouco, hoje buscamos mais talentos dentro dos setores inclusive nível técnico que faz muita diferença.

Fábio Laurindo (@Fabio_Laurindo)

Eu não acho isto, muitos entram e mal sabem fazer uma planilha de Excel, você se pergunta aonde este cabra se formou? Coisas básicas os jovens não conseguem desenvolver, e muitas vezes quem não tem oportunidade para custear uma universidade mais tem experiência interna fica esquecido, eu e outros enxergamos isto e fazemos um plano de carreira e outra coisa que contamina empresa o indicado, quando adquirimos o famoso hospital samaritano fizemos um limpa nos indicados tinha pessoas que recebiam por dia fichas de máquinas para ficar comendo invés de trabalhar porque era parente de fulano ou ciclano.
Hoje vejo as coisas ao menos no plano que trabalho mais justo.
Nem sempre o diploma é tudo, concordo que a empresa muitas vezes tem que fazer reciclagem, porém os menos interessados são os de sempre, que se acham os melhores e indicados.

Lucas Blassioli (@olucaslab)

Nada mais claro que isso, quantas vezes participei de vagas que mostrei aptidão técnica em provas melhor que formados ou alguns estudantes da área mas… “Você não faz faculdade e nossa empresa exige que você esteja no último semestre ou formado em X”. Tem algumas injustiças que fiquei bem puto, mas nunca mais vou esquecer de uma startup que me ligou depois de uma negação pois o cara que foi no meu lugar conseguiu deixar a empresa inoperante no primeiro dia de trabalho… é assim que funciona.

Mas assim, o diploma hoje em dia é um papel para o certificado… como disse aqui:

Eu nem fico puto de ser negado em algo que não tenho um certificado, até entendo, pois depois de tirar uma certificação numa antiga empresa entendi o quão importante é saber que X não é Y num ambiente corporativo. Mesmo assim, existe a questão que o certificado, como o diploma, é um papel dizendo que você é capaz de fazer uma coisa. Eu me matei para tirar o TOEFL, mas hoje em dia é a prova que muitas empresas exigem que eu realmente sei inglês para as empresas… enfim, é isso.