Início » Jogos » 10 jogos com tecnologia Ray Tracing

10 jogos com tecnologia Ray Tracing

Conheça 10 jogos para PC compatíveis com Ray Tracing, a tecnologia de efeitos realistas de luz, sombra e reflexos em tempo real

Ronaldo Gogoni Por
TB Responde

O Ray Tracing é uma tecnologia que permite criar efeitos de luz, sombra e reflexos em tempo real em jogos, disponível nas placas de vídeo mais recentes da nVidia. Embora exclusivo para PCs (por enquanto), já existe uma boa seleção de títulos que suportam o recurso. Confira a seguir 10 jogos com a tecnologia Ray Tracing para você conhercer.

EA DICE / Battlefield V / ray tracing / nVidia

10 jogos com tecnologia Ray Tracing

1. Cyberpunk 2077

O título da CD Projekt Red é um projeto que levou quase uma década para ficar pronto, mas se Cyberpunk 2077 já fica bonito nos consoles, no PC ele tem total suporte a Ray Tracing e DLSS (tecnologia que usa IA para suavizar contornos e eliminar serrilhados).

O jogo de mundo aberto, que conta com participações de Keanu Reeves e da cantora Grimes, oferece profunda imersão em um futuro tecnológico violento e fascinante.

2. Battlefield V

A clássica série de guerra da EA foi o carro-chefe do Ray Tracing, quando a nVidia introduziu as placas da família RTX em 2019. Em Battlefield V, o jogador pode apreciar o modo offline, com histórias de frontes menos conhecidos da Segunda Guerra Mundial ou entrar no multiplayer e encarar confrontos épicos, o cenário do Teatro do Pacífico.

Os reflexos na água e metal, bem como as sombras e fachos de luz nas florestas, são muito bem definidos.

3. Call of Duty: Modern Warfare

A versão do tradicional FPS da Activision lançada em 2019 foi a primeira da franquia a suportar Ray Tracing. Call of Duty: Modern Warfare é um reboot da sub-série lançada em 2007 e traz uma nova engine desenvolvida para melhor lidar com os efeitos de luz.

O resultado é bastante natural, tanto nas cenas pré-renderizadas quanto nas sequências de ação em tempo real.

4. Wolfenstein: Youngblood

O mais recente capítulo do reboot da franquia clássica iniciado em 2009, Wolfenstein: Youngblood se afasta da mecânica de jogo solitário para oferecer uma experiência cooperativa, em que dois jogadores controlam Jessie e Zofia, filhas de B.J. Blazkowicz.

O jogo aproveita muito bem os efeitos de ray tracing, nas estruturas metálicas, luzes e efeitos de fogo, tanto nas catacumbas de Paris quanto nas estruturas nazistas.

5. Metro Exodus

A continuação da série Metro, inspirada no livro Metro 2035, de Dmitriy Glukhovskiy, vira de pernas para o ar o mundo daqueles que acreditavam que o metrô de Moscou era o último bastião da humanidade.

Com o Ray Tracing ativo, é possível ter melhores e mais reais efeitos de luz e sombra nos subterrâneos da cidade, bem como nas paisagens externas, das ruínas das cidades a ambientes rurais.

6. Watch Dogs: Legion

Watch Dogs: Legion é o terceiro capítulo da franquia da Ubisoft em que é possível hackear qualquer coisa e qualquer um. Desta vez, o jogador poderá controlar diversos personagens, cada um com características e habilidades diferentes, para cumprir as missões da DedSec contra o estado vigilante de Londres.

A capital do Reino Unido ganha vida com o Ray Tracing ativo, com a reprodução fiel das luzes da cidade, reflexos de poças d’água no chão, sombras e etc.

7. Quake II RTX

Quake II RTX é uma prova de conceito da nVidia, que usou um jogo clássico para demonstrar as capacidades de Ray Tracing. Lançado originalmente em 1997, o jogo mantém os seus gráficos, mas traz todas as vantagens da nova tecnologia, com iluminação, sombras e reflexos realistas gerados em tempo real.

O resultado final é desconcertante por conta do contraste, mas muito bonito e, claro, Quake II RTX continua divertido.

8. Minecraft

O popular jogo de construção e sandbox da Mojang (que hoje pertence à Microsoft) sempre prezou pela simplicidade, mas isso não significa que ele não possa rodar efeitos de primeira linha.

Com o Ray Tracing, Minecraft se torna capaz de entregar belos efeitos de luz e sombra nos cenários, tanto no modo Sobrevivência quanto (e principalmente) no modo de Criação.

9. Shadow of the Tomb Raider

Outro jogo que serviu como vitrine do Ray Tracing, Shadow of the Tomb Raider é a conclusão da nova trilogia estrelada por Lara Croft, que trouxe uma nova origem à exploradora e novos inimigos.

A tecnologia de iluminação realista dá um show aqui, tanto nas pequenas cidades latinas quanto nas florestas do Peru e, obviamente, nas diversas tumbas que oferecem grandes desafios e recompensas ao jogador.

10. Control

O mais recente jogo da Remedy Entertainment, Control é uma experiência ainda mais fantástica com o Ray Tracing ativado.

O jogo, que aborda uma agência clandestina que lida com crimes de alteração da realidade, mescla elementos visuais de Paprika (Satoshi Kon, 2006) e A Origem (Christopher Nolan, 2010) a uma narrativa no estilo de Silent Hill, com excelentes efeitos de luz, sombras e reflexos, em superfícies nada convencionais.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação