Início » Telecomunicações » Operadoras devem reorganizar fios de postes até maio em SP

Operadoras devem reorganizar fios de postes até maio em SP

Procon-SP pode multar operadoras em até R$ 10 milhões se descumprirem prazo na cidade de São Paulo

Lucas Braga Por

As operadoras de telecomunicações — incluindo Claro/NET, Oi, TIM e Vivo — têm até o dia 14 de maio para reorganizar os fios e cabos de 1.900 postes no bairro do Paraíso, zona sul da cidade de São Paulo. As empresas que não cumprirem isso podem levar multa de até R$ 10 milhões pelo Procon-SP.

Foto: PxHere (CC0 Public Domain)

O prazo foi estabelecido em uma reunião do Procon junto às operadoras de telecomunicações e à Enel, concessionária de distribuição de energia em São Paulo que é dona dos postes.

No total, as empresas precisam organizar os cabos em diversas áreas do centro expandido, que foi dividido em 12 lotes. O primeiro, que precisa ser concluído em maio de 2020, conta com 1.900 postes do bairro Paraíso nas seguintes vias:

  • Avenida Brasil
  • Avenida Rebouças
  • Rua Estados Unidos
  • Avenida Brigadeiro Luís Antônio
  • Rua Tutoia
  • Rua Alcino Braga
  • Rua Abílio Soares
  • Rua Carlos Steinen
  • Avenida 23 de Maio
  • Avenida Pedro Álvares Cabral

O segundo lote abrange ruas e avenidas dos Jardins e precisa ficar pronto até junho. Caso os prazos sejam cumpridos, todo o serviço no centro expandido será concluído no final de 2021.

De acordo com o Procon, as prestadoras estão infringindo o Código de Defesa do Consumidor por não seguirem as especificações dos órgãos controladores. A ABNT determina que os serviços de telecom devem ocupar uma faixa de no máximo 50 cm na rede aérea, e devem estar a pelo menos 60 cm de distância dos fios elétricos.

Procon defende conduítes no poste

Uma das medidas mais defendidas é enterrar todos os fios de energia e telecomunicações, que solucionaria a maioria dos problemas de poluição visual dos postes – haveria diversas caixas de passagem no chão – mas o custo torna isso inviável. As empresas do setor estimam um investimento na casa dos R$ 160 bilhões.

Como alternativa, o Procon defende que todos os fios passem em um ou dois conduítes no poste, com tratamento estético para harmonizar com a cidade, mas o peso do cabo e a distância entre os postes podem ser um grande entrave.

Ao meu ver, a melhor alternativa seria a adoção de rede neutra: um único circuito de fibra óptica que seria capaz de atender diversos prédios e residências e seria compartilhado entre diversas operadoras.

A rede neutra é adotada com frequência no exterior (principalmente na Europa) e estimulado pelas agências reguladoras para aumentar a concorrência. No Brasil, Claro, Oi, TIM e Vivo já adotam o compartilhamento no serviço de telefonia celular.

Com informações: Agora.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
6 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Fábio Laurindo (@Fabio_Laurindo)

Só os bairros top kkkk

Igor Nagase (@nagasedesu1)

Uma vergonha uma cidade gigante e rica como SP, superando até o PIB de Singapura e ultrapassando cidades americanas em frotas de helicóptero, não ter a fiação aterrada.

Caleb Enyawbruce (@Enyawbruce)

*subterrânea

imhotep (@imhotep)

Isso não vai acontecer.
Experiência própria.