Início » Antivírus e Segurança » Clearview AI ofereceu app de reconhecimento facial para 200 empresas

Clearview AI ofereceu app de reconhecimento facial para 200 empresas

Ao todo, ferramenta que reúne fotos de usuários de redes sociais foi acessada por 2.900 organizações

Victor Hugo Silva Por

A Clearview AI, que mantém um sistema com três bilhões de fotos publicadas em redes sociais, revelou que sofreu um vazamento de dados. A falha permitiu o "acesso não autorizado" à sua lista de clientes e tornou público o interesse da empresa em vender seu aplicativo para 200 empresas.

Aplicativo da Clearview AI (Foto: Gizmodo)

Aplicativo da Clearview AI (Foto: Gizmodo)

O BuzzFeed News obteve os dados, que incluem a quantidade de logins, o número de buscas e a data da última busca de cada cliente da Clearview AI. A reportagem indica que, entre empresas privadas e órgãos de governos, há cerca de 2.900 organizações.

Desse grupo, 2.228 realizaram juntas cerca de 500 mil buscas no sistema da Clearview AI. Entre as companhias privadas, estão as lojas de departamentos Macy's, que fez cerca de 6.000 buscas, e a Kohl's, que realizou 2.000 buscas. O Walmart (300 buscas) e a Best Buy (200 buscas) também aparecem no material.

A lista reúne ainda instituições financeiras como Bank of America, Wells Fargo e Coinbase, operadoras como AT&T, Verizon e T-Mobile, e empresas da entretenimento como Madison Square Garden e Eventbrite. Até mesmo a NBA chegou a realizar buscas no aplicativo.

Segundo o BuzzFeed News, a maioria das empresas afirma ter usado o serviço em um período de testes. A Clearview AI costuma oferecer 30 dias grátis para, só então, iniciar a cobrança. Algumas companhias afirmam que não tinham ideia de que seus funcionários estavam usando a ferramenta.

Governos são os maiores clientes da Clearview AI

Apesar das empresas privadas, os órgãos públicos são os principais usuários da Clearview AI. O serviço foi usado na agência de proteção de fronteiras (CBP, na sigla em inglês), que realizou 7.500 buscas, e na agência de imigração, que fez 8.000 buscas. O serviço também foi usado pelo FBI (5.700 buscas), pelo Serviço Secreto (5.600 buscas) e pela Interpol (320 buscas).

Clearview tem três bilhões de imagens para reconhecimento facial (Foto: Reprodução/CBS News)

Clearview tem três bilhões de imagens para reconhecimento facial (Foto: Reprodução/CBS News)

A Clearview AI recebeu quantias significativas de órgãos como a polícia de Chicago, que investiu US$ 49 mil em um contrato até 2021. O BuzzFedd News informa que o órgão realizou 1.500 buscas por meio das 30 contas que criou após obter sua licença.

Já a polícia de Nova York investiu US$ 15 mil e fez 11 mil buscas com suas 30 contas. O aplicativo ainda foi comprado pelas polícia estadual de Indiana e pelas polícias das cidades de Miami e Atlanta.

O serviço de reconhecimento facial foi testado até mesmo na Casa Branca, que registrou seis buscas em setembro de 2019. A polícia de Toronto, no Canadá, outro foco da Clearview AI além dos EUA, adquiriu licença para 150 contas e realizou 3.400 buscas.

O advogado da Clearview AI, Tor Ekeland, questionou os números apontados na matéria. "Há inúmeras imprecisões nessas informações obtidas ilegalmente. Como há uma investigação federal em andamento, não temos mais comentários", afirmou ao BuzzFeed News.

Além do vazamento, a empresa tem recebido diversas reclamações das plataformas de onde tira as fotos das pessoas. O Google, o Twitter e o Facebook pediram o fim da coleta de dados de seus usuários por entenderem que a prática viola seus termos de serviço.

Comentários da Comunidade

1 usuário participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Participe da discussão