Início » Jogos » Google Stadia tem dificuldades para atrair jogos indie

Google Stadia tem dificuldades para atrair jogos indie

Falta de incentivos do Google é obstáculo para desenvolvedores independentes

Emerson Alecrim Por

O Google Stadia foi lançado em novembro de 2019, mas não conseguiu, até agora, mostrar a que veio. O problema não é necessariamente técnico, mas de adesão: a plataforma não tem atraído desenvolvedores de jogos indie. O motivo? Basicamente, falta de incentivos por parte do Google.

Google Stadia - controle

A proposta do Google Stadia é tecnicamente complexa, mas de compreensão fácil: em vez de um console ou PC gamer poderoso, você precisa apenas de um computador, smartphone ou tablet com boa conexão à internet (mínimo de 10 Mb/s ou, para 4K, 35 Mb/s); o Stadia executa o jogo escolhido em seus servidores e o transmite para o seu dispositivo.

Funciona? Sim. Há alguns problemas relacionados à qualidade gráfica dos games ou ao tempo de resposta, por exemplo, mas são detalhes que, presumivelmente, podem ser resolvidos com aperfeiçoamentos na plataforma.

A quantidade reduzida de jogos disponíveis no Google Stadia, por outro lado, é um problema de resolução mais difícil. Atualmente, o serviço disponibiliza aos assinantes apenas 28 títulos e, destes, somente quatro são de categoria indie.

Nas previsões do Google, o Stadia chegará ao fim de 2020 com cerca de 120 jogos disponíveis, incluindo títulos renomados ou muito aguardados, como Cyberpunk 2077. Em contrapartida, há poucas informações sobre jogos indie em geral, categoria que, hoje, é considerada indispensável para consoles como PlayStation 4 e Xbox One.

Não é que o Google não se interesse por títulos de desenvolvedores independentes. Um deles, que não quis se identificar, relatou ao Business Insider que a companhia o procurou para uma parceria, mas que a proposta não avançou porque os incentivos oferecidos “eram meio que inexistentes”.

Alguns dos títulos atuais e prometidos para o Stadia

Alguns dos títulos atuais e prometidos para o Stadia

A declaração resume o maior temor do segmento indie: dinheiro insuficiente. De modo geral, estúdios consolidados no mercado têm reservas que garantem a sua sobrevivência se uma ou outra plataforma não der o retorno esperado, mas desenvolvedores independentes são mais vulneráveis a situações de risco e, portanto, precisam de garantias.

Essa preocupação tem ligação com outro temor no segmento: a de que o Google Stadia simplesmente fracasse e, com isso, leve para o túmulo todos os esforços dos desenvolvedores independentes.

Temor que não é desmedido: um desenvolvedor explicou ao Business Insider que plataformas como Steam ou Nintendo Switch são atraentes porque já têm bases consideráveis de usuários, mas o público do Google Stadia é muito pequeno, pelo menos até o momento.

Se levarmos em conta que o Google não hesita em cancelar projetos que não deram certo, fica fácil entender as preocupações dos desenvolvedores independentes com relação à plataforma.

Procurado para comentar a falta de jogos para o Stadia, o Google declarou que nem todos os parceiros anunciaram games para a plataforma, mas que novos títulos serão divulgados em seu devido tempo.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
6 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Higo Ferreira

Já ficou claro que um dia a mão do carrasco nada misericordiosa do Google traria consequências nefastas à imagem da empresa. Acho que, dado o histórico do Google, a probabilidade de cancelamento do Stadia é considerável. Eu não cogitei ainda nem me tornar usuário do serviço, quem dirá investir grana e tempo nele pra obter um retorno duvidoso.

João M.

Geforce Now é infinitamente superior só por usar Steam, EGS e outras bibliotecas e cobrar só pelo aluguel do servidor.

Gustavo

Ninguém liga para jogos Indie. Fato.