Início » Comportamento » Uber orienta motoristas com dicas de prevenção ao coronavírus

Uber orienta motoristas com dicas de prevenção ao coronavírus

Dicas de prevenção da Uber ao coronavírus são válidas, mas têm lá suas fragilidades

Emerson Alecrim Por

Os números mais recentes apontam que o coronavírus (Covid-19) já atinge 67 países. Diante desse cenário preocupante, a Uber decidiu criar um conjunto de diretrizes para orientar motoristas da plataforma no mundo todo sobre ações de prevenção ao vírus.

As orientações não diferem muito daquelas que estão sendo divulgadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Basicamente, eles dizem para o motorista:

  • Ficar em casa se estiver doente, mesmo que levemente;
  • Lavar as mãos com frequência ou usar um gel com pelo menos 60% de álcool;
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar;
  • Limpar e desinfetar o seu carro.

A última instrução destaca ainda a importância de o motorista dar atenção especial às superfícies no veículo que ele e seus passageiros tocam com mais frequência.

Uber motorista

Motoristas da Uber no mundo todo têm recebido notificações que levam a essas orientações. As recomendações podem parecer triviais, mas o reforço delas é válido, afinal, o grande número de pessoas que utilizam veículos da Uber diariamente cria condições para a disseminação do coronavírus, especialmente em regiões com forte apelo turístico.

Não é por acaso que outras empresas do ramo estão adotando medidas semelhantes. É o caso da Lyft, por exemplo.

Ambas as empresas ressaltam, no entanto, que o coronavírus não deve servir de desculpa para passageiros sofrerem discriminação com base em raça ou nacionalidade. Esse comportamento pode fazer o motorista ser descredenciado.

De modo geral, as orientações são importantes, mas também expõem uma condição há muito tempo criticada em serviços de transporte por aplicativo: o motorista que não puder trabalhar por estar doente fica desamparado.

Para não perder renda, muitos motoristas simplesmente não cumprem a primeira orientação (ficar em casa se estiver doente), situação que, no contexto atual, fragiliza as medidas de combate ao coronavírus.

Esse não é o único problema: no início de fevereiro, 240 usuários da Uber no México tiveram suas contas suspensas. O motivo? Todos viajaram com dois motoristas — na época, também suspensos — que transportaram um passageiro com suspeita de contaminação pelo vírus.

As contas foram restabelecidas depois de alguns dias, mas a situação evidencia que, a despeito dos esforços da Uber, ainda existe certa falta de tato para o enfrentamento do problema.

Com informações: The Verge, Bloomberg.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
3 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Eu (@Keaton)

Legal é quando tu tem rinite e espirra no carro. Pessoal fica cabreiro… hahaha