Início » Aplicativos e Software » Como usar o Lockwatch, app que “tira foto do ladrão”

Como usar o Lockwatch, app que “tira foto do ladrão”

Lockwatch ativa a câmera frontal do celular para tirar uma foto quando um ladrão ou curioso tenta desbloquear com a senha errada

Melissa Cruz Cossetti Por
TB Responde

O Lockwatch ganhou algum destaque como o aplicativo “que tira foto do ladrão”, sem cobrar pelo monitoramento de tentativas de desbloqueio do celular com a senha errada. Basicamente, o app ativa a câmera frontal do smartphone para tirar uma foto silenciosamente quando alguém tenta desbloquear o aparelho com o código errado.

A foto do intruso — ladrão, curioso ou ciumento — é enviada para o seu e-mail junto com a localização GPS do aparelho, no momento da tentativa, sem que o autor saiba.

De acordo com os desenvolvedores, o aplicativo já foi capaz de identificar centenas de ladrões ao redor do mundo e ajudou a recuperar outra centenas de telefones perdidos com sucesso. Mas, como isso funciona? O Lockwatch tem duas versões: grátis e paga. 

O que o Lockwatch pode fazer de graça

  • Captura uma foto secretamente utilizando a câmera frontal quando alguém tenta desbloquear seu celular com o código errado (apenas nesta situação);
  • Envia um e-mail com a foto tirada acima, coordenadas GPS e um mapa;
  • O ladrão não saberá que está sendo gravado;
  • O app é muito pequeno (menos de 1 MB) e não consome bateria; 
  • Só é executado quando um código de desbloqueio errado é inserido.

De acordo com o Lockwatch, para funcionar, cada tentativa de desbloqueio deve ter, no mínimo, quatro dígitos ou pontos (no caso de desenho). Se a pessoa inserir menos dígitos e parar, isso não será contabilizado como uma tentativa de desbloqueio falha. 

O que é preciso pagar para usar no Lockwatch

Recursos adicionais ficam disponíveis apenas se você fizer uma compra no aplicativo que custa cerca de R$ 12,99. Uma vez comprado, não é preciso pagar mais nada.

  • Detecção de troca do cartão SIM: o Lockwatch envia um e-mail se alguém inserir um novo cartão SIM (chip) no telefone. O e-mail incluirá o número de telefone do SIM novo e o ID do assinante (se possível). São dados da operadora no chip;
  • Envio de e-mail quando ligado: se o ladrão desligar seu telefone e ligá-lo apenas quando estiver em casa, você será informado sobre qual é a sua nova localização;
  • Captura múltiplas fotos: em vez de apenas uma foto por tentativa, o Lockwatch tira três fotos, com um segundo de intervalo entre elas, para ter mais ângulos do rosto;
  • Gravação de clipe de som: gravará um arquivo de áudio de 20 segundos utilizando microfone do celular. Ele faz isso enquanto tira fotos e obtém a localização GPS.

Como usar o Lockwatch

  1. Acesse lockwatch.app e baixe o Lockwatch;
  2. Feito isso, autorize o app a acessar: câmera, localização e contatos;
  3. O aplicativo vai solicitar um e-mail para enviar os alertas e fotos;
  4. Ative a chave de “Enviar e-mail de alerta” e aguarde.

Para testar se tudo está funcionando espere, pelo menos, 10 segundos antes de inserir o código correto e desbloquear o telefone. Caso contrário, o Lockwatch descartará o e-mail. Isso evita o envio de alertas se o usuários apenas errou a senha e depois acertou.

O aplicativo usa a permissão de Administrador do Dispositivo para monitorar as tentativas de desbloqueio da tela. Pode ser necessário autorizar o acesso ao configurar.

O que acontece se alguém errar a senha muitas vezes?

Nada. O Android alerta que o Lockwatch pode “apagar todos os dados do telefone”. Isso ocorre devido a uma permissão que o Lockwatch usa para monitorar tentativas incorretas de desbloqueio. Mas o app não tem nenhuma função para apagar tudo.

Como desinstalar o Lockwatch

  1. Abra o Lockwatch;
  2. Role para a parte inferior da primeira guia (Geral);
  3. Toque na última dica de ajuda para desativar e desinstalar o Lockwatch.

Nem tudo são flores

Ainda não existe uma versão do Lockwatch para iPhone (iOS) e algumas reclamações sobre o aplicativo na Google Play Store, a loja do Android, são bastante pertinentes. 

O Android não permite que os aplicativos usem o GPS se este tiver sido desativado pelo próprio usuário. Você precisa deixar o GPS ligado para que o Lockwatch possa usá-lo quando necessário. Não há nada que o app possa fazer até o Android mudar essa regra.

Uma vez que a tentativa de desbloqueio for feita em movimento, a localização do autor do furto ou roubo não será a permanente. Para saber onde o celular foi ligado, novamente, é necessário pagar pela versão premium. Nunca tente recuperar um smartphone roubado sozinho, entregue essas informações para a polícia da cidade.

Há relatos de que o aplicativo não consegue se manter ativo em segundo plano e é encerrado pelo Android após algum tempo do smartphone sem uso, tornando o app inútil. Outros aplicativos com função similar pedem a permissão de sobreposição de apps no Android, algo que consome mais bateria, por manter o aplicativo sempre ativo.

Para que os e-mails não parem na caixa de spam, verifique esta pasta e marque-os como “Não são spam”, para que sejam entregues na caixa de entrada do Gmail.

Há muitos usuários também descontentes com a compra da versão premium e o mal funcionamento do envio de e-mails e outros recursos. A nota do app, porém, é de 4,6.

Tem outras opções?

Várias. O Lockwatch não é o único que tira fotos na tentativa de desbloqueio no celular. Alguns “aplicativos espiões” o fazem até em outras situações, apenas ao seu comando. Já falamos sobre alguns deles aqui. Abaixo, compartilho alguns itens úteis sobre isso.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação