Início » Telecomunicações » Fibra óptica ultrapassa cabo e xDSL na banda larga do Brasil

Fibra óptica ultrapassa cabo e xDSL na banda larga do Brasil

Fibra óptica é usada em 10,3 milhões de acessos; pequenos provedores respondem por mais de 50% dos assinantes FTTH

Lucas Braga Por

A Anatel divulgou os dados de acessos de telecomunicações referente a janeiro de 2020, e pela primeira vez as conexões de internet por fibra óptica superam cabos metálicos, coaxiais e conexões via rádio. Das 32,5 milhões de assinaturas de banda larga, 10,3 milhões utilizam tecnologia FTTH (fiber to the home), que leva fibra até a casa do cliente.

Os acessos por fibra óptica respondem por 31,9% do total, seguido por cabos metálicos (xDSL) com 30,7%. A banda larga entregue através de cabo coaxial está em 29,5% dos acessos, enquanto o rádio é representado por 6,3% das conexões.

A alta dos acessos de fibra óptica é puxada especialmente por pequenos provedores de banda larga, que juntos ultrapassam os 50% do market share de acessos. As pequenas empresas mais expressivas são Brisanet, Sumicity e Copel.

Das grandes operadoras, a Vivo é a líder em acessos de fibra, com 2,6 milhões de clientes com fibra e 25,5% dos acessos, seguida pela Oi, com 1,1 milhão de conexões e 10,6% do mercado.

Metálico e coaxial é maioria entre grandes operadoras

Ainda que Claro/NET, Oi e Vivo atuem com fibra óptica, a tecnologia predominante de banda larga depende de fios de cobre. O par metálico e cabo coaxial respondem, juntos, por 29,5 milhões de acessos de internet fixa.

Enquanto a Vivo possui 2,6 milhões de casas conectadas com fibra, a tecnologia xDSL — entregue por par metálico — está presente em 4,31 milhões de domicílios. O mesmo acontece com a Oi, que possui 1,1 milhão de clientes Oi Fibra enquanto outros 4 milhões são atendidos pelo antigo Velox, com tecnologia ADSL ou VDSL.

O grupo Claro atua com banda larga e TV via fibra apenas em alguns municípios: são 287,7 mil clientes, contra 9,21 milhões utilizando cabos coaxiais. E dos 591,2 mil assinantes da banda larga TIM Live, apenas 191,2 mil utilizam fibra óptica, enquanto 67,5% são conectados por xDSL.

Claro, Oi, TIM e Vivo expandem fibra

As grandes operadoras já entenderam que precisam de fibra óptica para continuarem relevantes no futuro e não perderem receita com serviços fixos. A tecnologia FTTH entrega internet de qualidade superior, com maior velocidade e estabilidade se comparada à banda larga com fios de cobre.

A Oi segue um ousado plano estratégico que prevê cobertura de 16 milhões de domicílios aptos para fibra óptica até 2021. A expectativa era encerrar 2019 com 4,6 milhões de home passed, mas o número final só deve ser divulgado junto aos resultados financeiros do quatro trimestre.

A Vivo segue a mesma estratégia com a sobreposição da cobertura em par metálico, e chega aos novos mercados apenas com tecnologia de fibra óptica. Já a Claro continua firme e forte com o cabo coaxial, capaz de entregar 240 Mb/s em praticamente qualquer lugar com cobertura, mas a tecnologia foi substituída por FTTH nas novas cidades.

Comentários da Comunidade

14 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Jefferson Rodrigues
Eu acho que a Oi já está cabeando a minha cidade (Maceió) com fibra porque a página do serviço de banda larga já não mostra os planos de 15MB. Eu consultei a disponibilidade e apareceu esta mensagem. Alguém poderia me confirmar?
Capture _2020-03-03-18-42-03720×1193 48.3 KB
Paulo Manso
Apareceu o mesmo aqui no bairro onde moro em Goiânia… mês passado não aparecia essa mensagem.
Uriel Dos Santos Souza
Eu queria, passa uma rede de fibra a 30 metros da minha casa(backbone). Mas não tem rede pra gente Moro em sítio, fica quase impossível por enquanto.
Sérgio
Acredito que esse boom seja pelo fato de que muitos condomínios horizontais e verticais mais recentes já contemplem a infraestrutura para isso. As operadoras só trazem a fibra até a caixa de distribuição. Daí pra frente é responsabilidade do condomínio.
Aqui mesmo no edifício que moro até tem caixas de passagem separadas pra coaxial e par RJ 11. Só que os técnicos do coaxial com o passar dos anos fizeram uma bagunça tão grande que as caixas do coaxial estão inundadas de cabos e quando acabou o espaço inundaram as caixas do RJ 11.
EM teoria a fibra até poderia chegar aos apartamentos pelas caixas do RJ 11. Na prática: o custo é altíssimo (fibra ótica não é barato), o interesse dos moradores na mudança é ZERO e ainda por cima teriam que haver adequações como utilizar uma única antena de operadoras de tv/internet via satélite e a partir dela distribuir o sinal pra geral. Fora adequação das operadoras de tv/internet a cabo e etc.
Por curioso conversei com um amigo que trabalha na área de cabeamento estruturado e ele deu uma olhada informal na estrutura. De fato usar a estrutura já existente do RJ 11 pra passar a fibra ótica poderia ser utilizada. SE os problemas de inundação de cabos não existissem, o serviço ficaria em torno de uns R$ 30.000,00 a R$ 40.000,00 com cada apartamento tendo o ponto de fibra pronto pra instalar o modem. Só que daí teria que haver uma coordenação com as empresa de tv pra que houvesse uma reestruturação no cabeamento coaxial, o que além de burocrático de conseguir ia colocar mais uma boa cifra no orçamento.
O que sobra: a única saída pra mim ter FTTH seria me mudando. Só que os pouquíssimos condomínios que contemplam a infraestrutura são de luxo. Então sair de um aluguel de R$ 1.500,00 pra um de R$ 5.000,00 só pela comodidade da fibra ótica…
@ksio89
Nem se anime muito com a Oi fibra, pois o upload é muito baixo e a latência é alta devido as rotas ruins, pra quem joga online não é muito recomendado.
Ontem à noite fui fazer backup no Google Drive e tive que pausar o torrent que tava upando, pois com míseros 15Mbps de upload não dá pra subir nos dois serviços ao mesmo tempo.
Leandro Alves
Só um adendo, a Claro consegue entregar 500 Mbps no coaxial em lugares que ela utiliza o DOCSIS 3.1.
Já na fibra ela consegue entregar 500 Mbps em qualquer lugar.
@ksio89
Minha situação é mais ou menos parecida: o prédio onde moro tem apenas 9 apartamentos e foi construído no começo dos anos 80. A caixa de distribuição e os conduítes mal têm espaço pra cabo coaxial e par metálico, e não preciso nem dizer que não tem fibra óptica de lá até os apartamentos.
Só consegui instalar fibra da Oi aqui porque os técnicos passaram a fibra do zero do posté até meu apartamento, que felizmente é o mais próximo da caixa. Perguntando ao instalador sobre a possibilidade de outros moradores querem fibra (tenho um primo que também mora aqui e usa bastante internet), ele me disse que só após uma adequação predial. Ele também me disse que em edifícios com menos de 12 apartamentos não compensa pra operadora instalar o CDOI na caixa de distribuição geral.
Como a maioria dos condôminos é de senhoras aposentadas, a possibilidade de aceitarem arcar com essa adequação é zero. Em resumo: quem instalou fibra aqui no condomínio instalou, quem não instalou, não instala mais.
João M.
Fibras locais salvaram a pátria. 50K de habitantes aqui e tem duas locais brigando com até 300Mbps e a Vivo morrendo com ADSL.
Jefferson Rodrigues
Ontem fui ao centro da cidade e vi um panfleto do oi fibra chogado no chão. Eu acho que eles estão cobrindo a cidade.
Jefferson Rodrigues
Não vou contratar o Oi fibra. Eu quero que esse serviço chegue logo para o meu provedor melhorar os seus planos. Eles cobram 130 reais em 100Mb. Tô pagando 60 reais em 10mb. 200MB pra mim é inviável porque não tenho aparelho que funciona em 5g.
jean veiga rodrigues
à um ano atrás não tinha nem perspectiva de ter fibra qui onde moro e na época plano de 15 mega custava 80 reais. agora já tem fibra com velocidades de até 600 mega e plano de 300 mega por 100 reais… em pensar que moro literalmente numa roça e tem isso enquanto em grandes centros urbanos tem lugar que nem rede com cabeamento metálico tem!
@ksio89
Hmm, mas você não usa internet cabeada em laptop/desktop? Não faz muito sentido essa história de 200Mbps ser inviável, já que na frequência de 2.4GHz dificilmente a velocidade passa de 60Mbps. Se quiser mais que isso no wifi, somente em 5GHz. Hoje a maioria dos smartphone e TVs são dual band, mesmo os modelos de entrada.
Hemerson Silva
Olha só, achei você aqui kkk
Hemerson Silva
A Claro, eu vejo que ela tem um sistema coringa, que é o HFC. O DOCSIS consegue evoluir ao ponto de ser full-duplex, e entregando a mesma coisa do que no FTTH. Agora, cabe a ela implantar DOCSIS 3.1 em todas as áreas, e deixar pronto para um futuro DOCSIS 4.0.
Alex
O grande problema dos pequenos provedores aqui onde moro é que eles vendem pouca internet por muito dinheiro, não tem IPV4 e ainda caimos no CGNAT. Eu saí da Velox pra um de fibra pequeno e eles conseguiram a façanha de fazer eu sentir saudades do ADSL, minha esperança é que a Oi corra pra por Fibra por aqui, pois Vivo não tem e Claro só em Belém
Jefferson Rodrigues
Não uso PC nem notebook. Só tenho um K10 Power e uma smart tv. Todos só funcionam no 2.4g.
@ksio89
Entendo. Mas ainda acho que vale a pena migrar pra um plano mais rápido, depois você compra um laptop ou smartphone dual band quando puder.
Jefferson Rodrigues
Não pretendo comprar um smartphone tão cedo. O meu tem menos de 2 anos de uso e também não necessito de 200Mb. Os meus 10Mb atuais me atendem super bem. O problema é que o valor de 60 reais é caro para os 10Mb. Esse valor deveria ser referente a um plano de 25Mb.
ochateador



trovalds:

fibra ótica não é barato


O cabo fibra ótica não é caro.
Os conectores e os equipamentos sim.
Sérgio
Quando você mora em metrópole, em região nobre e a concorrência é grande é claro que você vai ter produto que faça a diferença. Pro resto dos mortais resta se conformar apenas.
Participe da discussão