Tecnoblog
Início » Telecomunicações » Fibra óptica ultrapassa cabo e xDSL na banda larga do Brasil

Fibra óptica ultrapassa cabo e xDSL na banda larga do Brasil

Fibra óptica é usada em 10,3 milhões de acessos; pequenos provedores respondem por mais de 50% dos assinantes FTTH

A Anatel divulgou os dados de acessos de telecomunicações referente a janeiro de 2020, e pela primeira vez as conexões de internet por fibra óptica superam cabos metálicos, coaxiais e conexões via rádio. Das 32,5 milhões de assinaturas de banda larga, 10,3 milhões utilizam tecnologia FTTH (fiber to the home), que leva fibra até a casa do cliente.

Os acessos por fibra óptica respondem por 31,9% do total, seguido por cabos metálicos (xDSL) com 30,7%. A banda larga entregue através de cabo coaxial está em 29,5% dos acessos, enquanto o rádio é representado por 6,3% das conexões.

A alta dos acessos de fibra óptica é puxada especialmente por pequenos provedores de banda larga, que juntos ultrapassam os 50% do market share de acessos. As pequenas empresas mais expressivas são Brisanet, Sumicity e Copel.

Das grandes operadoras, a Vivo é a líder em acessos de fibra, com 2,6 milhões de clientes com fibra e 25,5% dos acessos, seguida pela Oi, com 1,1 milhão de conexões e 10,6% do mercado.

Metálico e coaxial é maioria entre grandes operadoras

Ainda que Claro/NET, Oi e Vivo atuem com fibra óptica, a tecnologia predominante de banda larga depende de fios de cobre. O par metálico e cabo coaxial respondem, juntos, por 29,5 milhões de acessos de internet fixa.

Enquanto a Vivo possui 2,6 milhões de casas conectadas com fibra, a tecnologia xDSL — entregue por par metálico — está presente em 4,31 milhões de domicílios. O mesmo acontece com a Oi, que possui 1,1 milhão de clientes Oi Fibra enquanto outros 4 milhões são atendidos pelo antigo Velox, com tecnologia ADSL ou VDSL.

O grupo Claro atua com banda larga e TV via fibra apenas em alguns municípios: são 287,7 mil clientes, contra 9,21 milhões utilizando cabos coaxiais. E dos 591,2 mil assinantes da banda larga TIM Live, apenas 191,2 mil utilizam fibra óptica, enquanto 67,5% são conectados por xDSL.

Claro, Oi, TIM e Vivo expandem fibra

As grandes operadoras já entenderam que precisam de fibra óptica para continuarem relevantes no futuro e não perderem receita com serviços fixos. A tecnologia FTTH entrega internet de qualidade superior, com maior velocidade e estabilidade se comparada à banda larga com fios de cobre.

A Oi segue um ousado plano estratégico que prevê cobertura de 16 milhões de domicílios aptos para fibra óptica até 2021. A expectativa era encerrar 2019 com 4,6 milhões de home passed, mas o número final só deve ser divulgado junto aos resultados financeiros do quatro trimestre.

A Vivo segue a mesma estratégia com a sobreposição da cobertura em par metálico, e chega aos novos mercados apenas com tecnologia de fibra óptica. Já a Claro continua firme e forte com o cabo coaxial, capaz de entregar 240 Mb/s em praticamente qualquer lugar com cobertura, mas a tecnologia foi substituída por FTTH nas novas cidades.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação