Início » Legislação » Projeto exige oferta de cartão de crédito virtual para compras na internet

Projeto exige oferta de cartão de crédito virtual para compras na internet

A proposta prevê que o cartão virtual tenha número e código de verificação temporários e de curta duração

Victor Hugo SilvaPor

A oferta de um cartão de crédito virtual para compras na internet pode se tornar obrigatória no Brasil. A exigência, que tem o objetivo de oferecer mais segurança aos consumidores, está prevista em uma proposta em tramitação na Câmara dos Deputados.

Nubank oferece cartão de crédito virtual em seu aplicativo

O projeto de lei 107/2020, do deputado Otoni de Paula (PSC-RJ), exige que as emissoras de cartões de crédito ofereçam a alternativa para ser usada no comércio eletrônico. A ideia é que os clientes sigam usando o cartão físico, mas tenham a opção de adotar o cartão virtual.

A proposta determina que o número e código de verificação do cartão virtual sejam temporários e com curta duração. O titular, por sua vez, deve ser informado após a emissão e aceitar a alternativa para que as compras por esse meio sejam validadas.

Em sua justificativa para o projeto, o deputado lembra que o comércio eletrônico tem crescido no Brasil e que o cartão de crédito é o meio de pagamento mais usado nesses casos. O parlamentar, no entanto, afirma que o receio de fraude faz muitas pessoas deixarem de fazer compras na internet.

“A preocupação com a segurança das transações tem se revelado um indesejado entrave para um mercado que segue em plena expansão”, afirma. Segundo ele, o projeto ajudaria a popularizar uma ferramenta de segurança digital, que beneficiaria consumidores e emissoras de cartões.

A proposta tramita em caráter conclusivo, que não exige análise no plenário da Câmara. Para passar ao Senado, ela deverá ser aprovada nas comissões de Defesa do Consumidor; de Finanças e Tributação; e de Comissão e Justiça e de Cidadania.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
12 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

imhotep (@imhotep)

Acho q todos os grandes bancos e algumas fintechs já oferecem essa opção.
Mas essa questão de ser obrigatória acho inadequada. É mais uma vez o Estado querendo colocar o cidadão no colo.
Além do q há outras formas de engenharia social para conseguir fraudar um cartão ou conta. Não vai ser meramente o uso do cartão virtual q garantirá a segurança.

@ksio89

Precisa de lei pra isso? Como o colega acima falou, acho que todos os bancos físicos e digitais já oferecem o recurso. E quem é matuto e tem medo de comprar com cartão na internet dificilmente vai mudar de opinião.

Digo isso pois já expliquei como funciona cartão virtual a parentes que não costumam comprar na internet, mas não tem jeito, esse povo mais velho não quer saber dessas modernidades e não perde o medo nunca.

Tiago Jeronimo (@TiagoJL)

Os políticos sempre criando leis inúteis. Como já mencionaram, vários bancos oferecem essa opção, o Santander (que é o que eu uso) tem essa opção e sempre fiz uso dela. Agora se tem banco que ainda não oferece, cabe aos clientes, que queiram usar o recurso, migrarem para os bancos que já oferecem essa opção.

Lugi lanzii (@Lugi_lanzii)

Por favor, parem de fazer leis idiotas, parem de fazerem leis.

Daniel R. Pinheiro (@DiFF7Skyns)

Olha, num sei não hein. Por mais que exista a opção de usar o cartão virtual, a obrigatoriedade de utilizar apenas este para compras online é mais um fator de segurança e evitaria diversas dores de cabeça.

Imagine um cenário onde uma pessoa maliciosa pega o seu cartão e ID e copia todos os dados, incluindo o código de segurança, sem nem você saber. Ela conseguirá facilmente fazer a festa, e pra você resolver (se conseguir), é a maior complicação.

No mais, eu até acho que não precisaria nem de lei. Se os bancos e fintechs já fizessem isso por conta própria seria ótimo…

imhotep (@imhotep)

Mas os bancos já oferecem isso.
Num mundo ainda analógico, a maioria das pessoas ainda fazem compras físicas com cartão. Tem gente q ainda anota senha em papel.
É muito mais fácil clonar um cartão numa maquininha de loja do q apenas interceptando os dados pela Internet.

Fora a geração mais velha q não vai querer isso.

Ainda acho q soluções como Apple Pay e Samsung Pay seriam as melhores soluções.
Mas como tudo na vida, não há nada 100% infalível.

@Rogerio.Neves

Pra falar a verdade, Até prefiro que nem usem. Nem quero imaginar a desgraça que um aposentado pode causar a si mesmo numa transação online. Continuo pagando TV a cabo porque infelizmente tem gente que buga quando eu tento ensinar a usar Netflix, Amazon Prime e etc.

Daniel R. Pinheiro (@DiFF7Skyns)

Não, os bancos ainda não fazem isso. O que eles dão são opções. Eles não obrigam você a utilizar o cartão virtual numa compra online. Acho que você não entendeu o que eu quis dizer, vamos de novo:

Numa compra online (é bom deixar claro que estamos falando exclusivamente de compras online, esquece lojas físicas), ou você usa a numeração do cartão físico (com o código de segurança do seu cartão físico, que não muda nunca), ou a numeração de um cartão virtual que atualiza o código de segurança constantemente (e que só você tem acesso).

Na primeira opção é super fácil você ferrar com alguém apenas copiando os numerais do cartão da vítima e, em algumas ocasiões, o número do CPF dela. Você não irá clonar, hackear ou qualquer outro método de “burlar” a segurança do cartão. É como se você furtasse o cartão, e fazer compras com ele, mas sem a vítima saber, o que é pior (você não vai bloquear, porque não vai saber, só quando ver o estrago).

Por exemplo, eu cadastrei dois cartões de crédito da minha mãe (com consentimento dela, claro), no ML, e já fiz diversas compras utilizando eles. Só precisei saber dos números do cartão, do código de segurança e do CPF dela (este último, nem me lembro se eu realmente precisei). Agora imagine o que uma pessoa mal intencionada pode fazer apenas por ter um acesso rápido aos seus documentos. Vês a vulnerabilidade?

Até onde eu sei, não existe um método pra barrar esse tipo de atividade criminosa. Uma alternativa também seria solicitar a confirmação, via aplicativo, ao adicionar um cartão numa loja online, o que também não existe (se algum banco faz, desconheço).

E é óbvio que nenhum sistema é infalível. Ninguém discute isso. Mas, como eu disse, adicionar camadas de segurança em um sistema nunca é de mais…

@ksio89

Que chato, frustrante não poder cancelar TV a cabo porque tem gente em casa que não quer aprender a assistir conteúdo em streaming. Ano passado foi um parto pra eu conseguir convencer a minha mãe a cancelar a TV a cabo, mudar da Vivo pra Claro e por a assinatura no meu nome. Acabei comprando uma antena interna pra só pra ela poder assistir TV aberta, hoje meu bolso agradece hehe.

@Rogerio.Neves

Rolou uma invejinha aqui…

 • 令和 • Ward'z de Souza 🇯🇵🎌🦊🔥 - Risonho e Límpido (@Wardz_de_souzA)

O Itaú, se não me falha a memória, permite você criar quantos cartões virtuais você quiser.

Tem uns que limitam em 5.

Ou seja, pra que uma lei como essa?

imhotep (@imhotep)

Obrigar as pessoas a alguma coisa, como se elas fossem imbecis nunca é adequado.
Entendo a questão da segurança, mas não é função do Estado resolver isso com canetada.

Minha mãe não usa smartphone por exemplo. Ela então não poderia mais fazer compras online.
Enquanto isso está cheio de links pra sites suspeitos nas redes sociais e ninguém liga pra isso. Não vai ser uma obrigatoriedade de um recurso que nem todo mundo tem acesso que vai mudar isso.
A intenção pode ser boa, mas não resolve. E ainda cria uma camada que retira simplesmente algumas pessoas do hábito de comprar online.

DovahShy (@JustMonika)

Estava funcionando tão bem… Pra quê se meter? Não é como se não tivesse coisas mais importantes pra legislar…

Breno (@bbcbreno)

Cartão virtual é algo comum e praticamente tudo quer banco oferece. Mas a opção do código de verificação temporário, isto eu nunca vi! Alguém conhece/viu algum banco oferecer um código de verificação temporário?

E isto é uma boa ideia? É! A ideia de criar uma lei só pra isto é boa? Não! Possivelmente se cód. verificação temporário n existe é bem provável tecnicamente não é viável. Afinal, em ataques às contas dos usuários, geralmente quem fica no prejuízo são os bancos (apesar do usuário não estar livre da dor de cabeça). Então os bancos são os maiores interessados em proteger nossas contas e se pá, eles já pensaram em código temporário.

 • 令和 • Ward'z de Souza 🇯🇵🎌🦊🔥 - Risonho e Límpido (@Wardz_de_souzA)

Todos eles. O número dele é único para cada cartão que você cria!

Exibir mais comentários