Início » Internet » Facebook dará US$ 3 milhões para comunidades no Brasil e mais países

Facebook dará US$ 3 milhões para comunidades no Brasil e mais países

Aceleradora de Comunidades do Facebook oferecerá treinamento e até US$ 3 milhões para ajudar grupos online e offline

Felipe Ventura Por

O Facebook anunciou nesta terça-feira (10) a Aceleradora de Comunidades, programa de seis meses que oferecerá treinamento e até US$ 3 milhões para ajudar comunidades online e offline a crescerem. 80 participantes receberão mentoria e financiamento no Brasil e em mais 12 países ao redor do mundo.

Facebook

Os participantes receberão treinamento intensivo para criar um plano de crescimento usando os apps do Facebook, que inclui o WhatsApp, Instagram e Messenger. “Você aprenderá como otimizar a família de aplicativos do Facebook, as ferramentas e os recursos para o crescimento da sua comunidade”, explica a empresa.

O prazo para criar o plano de crescimento é de três meses, já incluindo a mentoria vinda de funcionários do Facebook e de outros especialistas. Nos três meses seguintes, o Facebook atuará com a plataforma de doações GlobalGiving para financiar os planos que forem aprovados.

Cada um dos 80 participantes selecionados receberá até US$ 30 mil para desenvolver e executar os planos de crescimento. No fim do programa, o Facebook vai distribuir mais US$ 500 mil para os projetos bem-sucedidos, totalizando até US$ 3 milhões.

Facebook aceita inscrições até abril

É possível se candidatar neste link até 10 de abril. Os projetos serão selecionados por um comitê com funcionários do Facebook e especialistas externos, com base em um formulário por escrito, envio de um vídeo e entrevistas.

As comunidades escolhidas serão divulgadas em maio, e o programa começará em junho de 2020; ele será conduzido em português para candidaturas do Brasil, e em inglês nos outros países.

São elegíveis as comunidades cujos líderes sejam maiores de 18 anos e morem no Brasil ou em outros doze países (Estados Unidos, Austrália, Filipinas, Indonésia, Tailândia, Reino Unido, França, Alemanha, África do Sul, Quênia, Nigéria e Egito). As comunidades devem existir há pelo menos um ano; se forem online, devem ter pelo menos 5 mil membros.

A Aceleradora de Comunidades é uma evolução do Programa de Líderes Residentes e Bolsistas do Facebook. Ele ajudou projetos como o Grupo Crônicas da Surdez, da brasileira Paula Pfeifer, voltado para a inclusão de pessoas surdas através da tecnologia.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação