Início » Internet » Twitter promove serviço Brizzly+ com recurso de “editar” tweets

Twitter promove serviço Brizzly+ com recurso de “editar” tweets

Brizzly+ permite desfazer envio e reenviar tweet; CEO do Twitter diz que rede social "provavelmente nunca" terá botão Editar

Felipe Ventura Por

O CEO do Twitter, Jack Dorsey, disse que a rede social “provavelmente nunca” terá um recurso para editar tweets. Em vez disso, a empresa decidiu divulgar um serviço de terceiros chamado Brizzly+ que oferece algo parecido: a opção de desfazer envio e de reenviar um tweet com correções.

O Brizzly+ oferece três recursos principais: Desfazer (Undo), Refazer (Redo) e exclusão automática. A Auto-deletion pode ser útil em meio à “cultura do cancelamento” em que vivemos: é possível apagar todos os tweets postados após 24 horas, após uma semana ou após um mês. Se você quiser manter um tweet específico, basta favoritá-lo.

O Desfazer coloca um timer em cada tweet: você escolhe se publica imediatamente, em 10 segundos ou em mais tempo — até 10 minutos. Isso é algo semelhante ao Cancelar envio do Gmail, no qual a mensagem é enviada após um intervalo específico (de 5 a 30 segundos).

Brizzly+ tem recurso Refazer (“editar”)

Enquanto isso, o Refazer é o que o Twitter chama de “editar”. Basicamente, o Brizzly+ apaga o tweet que você enviou, copia o texto e permite que você faça edições antes de publicá-lo novamente. Claro, as pessoas podem já ter visto, retuitado ou até printado a mensagem original que foi apagada.

Por que o Twitter não implementa um recurso nativo para editar? O CEO disse à Wired em janeiro que isso pode gerar problemas com a autenticidade do conteúdo.

“Há alguns problemas com o botão Editar que não podemos resolver”, explica Dorsey. “Um deles é que você pode enviar um tweet, alguém retuíta, e uma hora depois você muda completamente o conteúdo do tweet, e a pessoa que retuitou agora está retransmitindo algo totalmente diferente.”

twitter iphone

O Twitter considerou oferecer janelas de 1 minuto ou 30 segundos para editar tweets, “mas isso também significa que precisamos adiar o envio do tweet, porque uma vez publicado, todos veem”, afirma Dorsey. Por isso, ele declara: “provavelmente nunca faremos isso”.

Em vez disso, o Twitter sugere que você assine o Brizzly+, serviço que custa US$ 6 ao mês ou US$ 60 ao ano. Felizmente, é possível usar o recurso Refazer de graça se você instalar a extensão BetterTweetDeck para Firefox, Google Chrome e outros navegadores baseados em Chromium, como Microsoft Edge e Opera.

Com informações: Mashable.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
5 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Caleb Enyawbruce (@Enyawbruce)

Basicamente, o Brizzly+ apaga o tweet que você enviou, copia o texto e permite que você faça edições antes de publicá-lo novamente. Claro, as pessoas podem já ter visto, retuitado ou até printado a mensagem original que foi apagada.

Isso está loooonge de ser um “editar”. Alguém paga por isso? Mds…

PS.: Eu sou do time que acha que não deve mesmo existir a função Editar, pois geraria problemas quanto à confiabilidade do conteúdo dos tweets e/ou tornaria a rede muito complexa, com “gerenciamento de versões de tweets”. Pra mim Twitter tem q continuar focado em ser simples e rápido.

Eu (@Keaton)

Eu sempre copiei, apaguei, editei e reenviei… sério que o pessoal paga pra isso? hahaha