Início » Telecomunicações » TIM planeja expandir internet fixa com rede neutra de fibra óptica

TIM planeja expandir internet fixa com rede neutra de fibra óptica

Rede neutra permitiria que TIM e outra operadora atuassem com banda larga fixa através de uma única rede

Lucas Braga Por

A TIM divulgou seu Plano Industrial para o triênio 2020-2022: ela menciona algumas estratégias para melhorar sua infraestrutura, incluindo a intenção de criar uma rede neutra para vender banda larga fixa. Dessa forma, duas ou mais operadoras conseguem entregar internet através da mesma instalação de fibra óptica.

Fibra óptica

Na prática, uma rede neutra de fibra óptica permite que mais de uma operadora ofereça internet fixa utilizando a mesma infraestrutura. Como a tecnologia entrega alta confiabilidade e velocidade, a TIM encontraria uma empresa parceira para dividir os custos, e cada uma venderia seus serviços nas mesmas regiões.

Para encontrar um parceiro, a TIM deve contar com auxílio de uma assessoria para executar o processo de sondagem que encontre os parceiros adequados. A operadora espera, dessa forma, expandir o TIM Live com maior equilíbrio entre receitas e investimentos.

A TIM encerrou o ano de 2019 com cobertura FTTH (fibra até a casa do cliente) para 2,3 milhões de domicílios. Havia também 3,6 milhões com FTTC, no qual a rede de fibra óptica e o local do cliente são conectados por cabo metálico. Em 2020, o serviço TIM Live deve chegar em mais 15 cidades.

Vivo tem franquias e parceria com outras empresas

Enquanto a TIM busca uma parceira para montar uma rede compartilhada, a Vivo aposta em um modelo de franquias: o Terra conectado por Vivo Fibra é a esperança da operadora de atender cidades pequenas, com 20 a 50 mil habitantes, além de municípios e até mesmo bairros periféricos de grandes cidades.

O franqueado deverá arcar com investimento mínimo de R$ 2,5 milhões, com retorno esperado para quatro anos e um contrato de 10 anos com a Vivo, que fornece saída de internet com circuitos IP e ponto de conexão com a rede da Telefônica.

Além disso, a Vivo fez uma parceria com a American Tower para construção de redes de fibra óptica em algumas cidades de Minas Gerais. A parceira é responsável pelo investimento, construção e operação da infraestrutura da rede de última milha, e é remunerada pela operadora num modelo de leasing. Enquanto isso, a Vivo cuida de toda a gestão de rede e equipamentos que ficam na casa dos clientes, ao contrário do modelo de franquia.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
7 usuários participando