Início » Celular » Samsung tem serviço para desinfetar celulares Galaxy em 19 países

Samsung tem serviço para desinfetar celulares Galaxy em 19 países

Serviço para celulares Samsung Galaxy está disponível gratuitamente em 19 países para combater coronavírus (Covid-19)

Bruno Gall De Blasi Por

A Samsung está oferecendo serviço para desinfetar celulares Samsung Galaxy de graça em 19 países. A ação é uma resposta às orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS) para prevenir o contágio do coronavírus (Covid-19), considerado como pandemia desde quarta-feira (11). O Brasil, porém, ficou de fora da lista.

Samsung Galaxy Fold - Review

O serviço de desinfecção da Samsung é uma limpeza realizada com luz UV, capaz de exterminar bactérias, germes e vírus. Segundo o site SamMobile, a solução é menos nociva aos dispositivos eletrônicos, pois descarta o uso de produtos de limpeza e panos para limpá-los.

Ao todo, já são 19 países contemplados pela iniciativa, que está disponível em lojas da marca e Centro de Serviço Samsung. São eles Argentina, Chile, Coréia do Sul, Croácia, Dinamarca, Espanha, Estados Unidos, Finlândia, Japão, Malásia, Nova Zelândia, Noruega, Paquistão, Peru, Polônia, Rússia, Suíça, Ucrânia e Vietnam.

Outros 25 países também poderão contar em breve com o serviço, como Austrália, Áustria, Canadá, Cazaquistão, Emirados Árabes Unidos, França, Grécia, Holanda, Hong Kong, Hungria, Índia, Indonésia, Israel, Itália, Jordânia, Letônia, México, Panamá, Filipinas, Romênia, Reino Unido, República Tcheca, Singapura, Taiwan e Tailândia.

Com o mesmo objetivo, a Apple atualizou as instruções para limpar iPhone e demais produtos da empresa nesta terça-feira (10). Segundo a fabricante, produtos como álcool isopropílico 70% e lenços Clorox podem ser utilizados para desinfetar os dispositivos – mas com alguns cuidados, é claro.

Samsung Galaxy S20 Ultra

O novo coronavírus já alterou a rotina de diversas empresas de tecnologia. Além dos cancelamentos de eventos, que já afetou os calendários de Google, Facebook e Microsoft, fábricas já foram paralisadas pela falta de peças para montar eletrônicos.

O mercado de celulares foi igualmente impactado pelo novo Covid-19. Na China, a queda na venda de smartphones já representa uma cifra de 56%, ao considerar o exercício de fevereiro de 2020. Em janeiro, a redução foi de 38,9%.

Já são 151 casos confirmados no Brasil, até o momento.

Com informações: SamMobile, XDA Developers, Organização Mundial de Saúde (OMS) e G1 (1 e 2)

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação