Tecnoblog
Início » Jogos » Xbox Series X: Microsoft traz detalhes do SSD, memória e mais

Xbox Series X: Microsoft traz detalhes do SSD, memória e mais

Xbox Series X tem processador octa-core da AMD e 16 GB de memória; console virá com SSD de 1 TB e terá placa de expansão

A Microsoft revelou mais detalhes sobre o Xbox Series X: o próximo console terá processador octa-core de 3,8 GHz, 16 GB de memória GDDR6, SSD personalizado de 1 TB e uma placa de expansão opcional para dobrar o armazenamento; a empresa quer garantir jogos rodando no mínimo em 4K a 60 quadros por segundo. Há também melhorias para reduzir a latência do controle.

Segundo a Microsoft, o Xbox Series X possui três características principais: potência, velocidade e compatibilidade. Quanto à potência, o console será capaz de rodar jogos em resolução 4K a 60 fps, com suporte a até 120 fps em alguns casos.

Haverá também suporte a ray tracing acelerado por hardware. Clayton Vaught, diretor técnico de Minecraft, demonstrou o recurso em mundo pré-construído do jogo: isso permite uma iluminação mais realista, incluindo sombras que mudam dependendo da distância que você está do objeto, brilho de itens incandescentes como lava, e até raios de luz vindos da lua e refletidos para o chão.

Enquanto isso, uma demonstração de Gears 5 a 100 quadros por segundo possui texturas mais nítidas, neblina volumétrica de alta resolução, e um número de partículas 50% maior que na configuração mais alta da versão para PC (Ultra Specs).

Isso se deve em grande parte ao processador AMD Zen 2 de oito núcleos e ao chip gráfico RDNA 2 de 12 teraflops; a Microsoft reforçou sua parceria com a AMD, que trabalha com a equipe Xbox há mais de 15 anos (desde o Xbox 360).

Xbox Series X tem SSD de 1 TB

Em se tratando de velocidade, há um SSD NVMe personalizado de 1 TB para carregar jogos mais rápido e retomar um deles mesmo após reiniciar o console. Haverá uma placa de expansão opcional de 1 TB da Seagate com as mesmas especificações, além de suporte a discos rígidos externos via porta USB 3.2.

Graças à Xbox Velocity Architecture, 100 GB de ativos do jogo (texturas, sons etc.) ficam sempre acessíveis ao desenvolvedor de forma instantânea. Além disso, há um módulo dedicado de hardware para descomprimir dados, capaz de aumentar a taxa efetiva de transferência de 2,4 GB/s (original) para 4,8 GB/s (compactado).

São 16 GB de memória GDDR6, dos quais 10 GB têm largura de banda de 560 GB/s para renderização mais rápida. Os 6 GB restantes rodam a 336 GB/s: 3,5 GB são reservados para tarefas menos exigentes dentro de jogos, enquanto 2,5 GB ficam para o sistema operacional.

Ainda sobre velocidade, vale lembrar que o controle do Xbox Series X monitora constantemente o estado dos botões, e transmite dados assim que um deles é pressionado, a fim de reduzir a latência.

Quanto à compatibilidade, o novo console será capaz de rodar jogos do Xbox One, Xbox 360 e Xbox original. A Microsoft promete melhorias como inicialização e carregamento mais rápidos, taxas de quadros mais estáveis, resoluções mais altas e qualidade de imagem aprimorada.

O Xbox Series X deve ser lançado no final de 2020.

Microsoft Xbox Series X – ficha técnica:

  • Processador: CPU da AMD com arquitetura Zen 2, octa-core a 3,8 GHz (3,66 GHz com SMT)
  • Chip gráfico: GPU da AMD com arquitetura Radeon RDNA 2 de 1,825 GHz, 12 TFLOPS, 52 unidades de computação
  • Memória: 16 GB GDDR6 com largura de banda de 10 GB a 560 GB/s e 6 GB a 336 GB/s
  • Armazenamento interno: SSD NVMe personalizado de 1 TB, taxa de transferência de 2,4 GB/s (tamanho original) ou 4,8 GB/s (compactado)
  • Armazenamento expansível: placa de expansão opcional de 1 TB da Seagate (corresponde exatamente ao armazenamento interno)
  • Armazenamento externo: suporte a disco rígido USB 3.2
  • Unidade óptica: Blu-Ray 4K UHD
  • Meta de desempenho: 4K a 60 FPS, até 120 FPS