Início » Internet » Casos de phishing crescem mais de 200% em três anos, diz Google

Casos de phishing crescem mais de 200% em três anos, diz Google

Ameaças de phishing triplicaram entre 2017 e 2020, segundo o Google. Número já supera ataques de malware via sites

Bruno Gall De Blasi Por

As ameaças de phishing mais que triplicaram nos últimos três anos. Somente entre 2017 e 2020, quase 2 milhões de sites falsos estiveram no ar para roubar logins, senhas, cartões de crédito e demais informações de usuários na internet. Os números são do serviço de Navegação Segura do Google.

AbsolutVision / phishing / Pixabay / tentativa de phishing

O phishing é um golpe que consiste em criar apps ou sites falsos com endereço, nome e visual similares à página de bancos, lojas e afins, para enganar as vítimas, e são geralmente enviados por email. A partir disso, o criminoso consegue roubar informações pessoais, como senhas, CPF, e até mesmo dados bancários e números de cartões de crédito.

Esse tipo de fraude vem se popularizando nos últimos, conforme demonstra o Google. Ao todo, os ataques de phishing tiveram um aumento de 578,7 mil para 1,8 milhão entre janeiro de 2017 e 2020, conforme observado pelo Google. Crescimento de 211%.

O golpe já supera a quantidade de páginas de malware. Ainda de acordo com a ferramenta, esta tentativa de ataque via sites sofreu uma redução de 515,7 mil para 23,5 mil no mesmo período. Queda de 95,4%.

O Google também dá dicas para não cair em golpes de phishing. Segundo o buscador, é importante sempre desconfiar do remetente de emails, ofertas “boas demais” e sites estranhos – principalmente sem HTTPS.

Tecnocast 137 – Para ouvir, insira o código de verificação

Você já configurou a autenticação de duas etapas em todos os seus dispositivos? Se não, tenho certeza que vai querer fazer isso depois de ouvir esse episódio do Tecnocast.

No episódio de hoje conversamos sobre os diversos tipos de golpes que acontecem diariamente no mundo digital. Muitos deles rolam através do WhatsApp, utilizando algum tipo de engenharia social. Outros, se baseiam em anúncios falsos utilizando marcas de bancos e outros serviços.

Quer saber o que fazer para ficar protegido? Então dá o play e vem com a gente.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
4 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Fernando Val (@fval)

Já há bastante tempo que a esmagadora maioria dos SPAMs que recebo são phishing. E há dias que TODOS eles são.

Hoje não mais, porque passaria o dia inteiro fazendo isso, mas houve um tempo em que eu gastava alguns minutos para identificar e denunciar o phishing para o hoster, o mailer (quando aplicável), NIC.br e até para a Polícia Federal.

ochateador (@ochateador)

Aqui na empresa fizemos migração para webmail interno só por causa dessas porcarias de phising/spam.
Facilitou muito a explicação para os usuários, tanto que o volume de spam apesar de aumentar vai direto para a caixa de spam, nem chega na caixa de entrada.

Michael (@Michael)

Eu não paro de receber os malditos e-mails de phishing da Amazon, Apple e PayPal! Kkkk Mas alguém?

ochateador (@ochateador)

Já tentou ver se no e-mail existe uma opção “descadastrar” ? Eu fiz isso em várias mensagens e foi possível reduzir uma boa quantia de spam.

Fernando Val (@fval)

Acabaram de me ligar tentando passar um golpe (no exato momento anterior ao escrever esse comentário).

Telefonaram pro número aqui de casa (sim, ainda tenho um fixo), fingindo ser um primo que mora em MG, que se acidentou e já estava esperando o reboque há mais de uma hora. Pediu pra eu ligar pra empresa do reboque, passando o telefone (11) 93418-1068. Empresa de reboque do RJ com DDD de SP? Desconfiômetro 1 ligado.

O telefone desse suposto primo de MG é do centro oeste (62) 99477-5165? Desconfiômetro 2 ligado.

Pouco tempo depois, ligou e volta dizendo que o pessoal do reboque já havia chegado, que fariam o conserto no local, mas que teria de pagar e depois pedir reembolso à seguradora. Alegou que o cartão não passou na máquina do reboque e pediu pra eu fazer uma transferência de R$1500 pra empresa. Como aleguei não ter a quantia, questionou qual valor eu poderia ajudar, que ele tinha R$700 e já ajudaria.

Eu fui enrolando o bandido, fingindo cair no golpe. E perguntei por quê ele não pedia pro irmão dele. Alegou que já tinha tentado ligar, mas que estava caindo na caixa postal. Pedi o número (apesar de saber o telefone do irmão desse suposto primo). Me passou o número (11) 99588-1015. Meu primo do RJ com número de SP? Desconfiômetro 3 ligado.

Fingi que ia ligar pra tentar falar com esse irmão e também com irmã (que meu primo verdadeiro não tem). Ele supostamente concordou e desligou. Como assim ele não sabia que não tem uma irmã? Desconfiômetro 4 ligado.

Deu uns 5 min ele ligou de novo e aí eu já estava sem paciência pra ficar brincando com o bandido.

Provavelmente está dentro de algum presídio.