Início » Internet » Netflix e YouTube reduzem qualidade de streaming na Europa

Netflix e YouTube reduzem qualidade de streaming na Europa

As empresas atenderam ao pedido da União Europeia para evitar sobrecarga da rede durante pandemia

Victor Hugo Silva Por

A Netflix e o YouTube decidiram reduzir a qualidade de vídeos reproduzidos por usuários que estão na União Europeia. A medida foi tomada para evitar a sobrecarga nas redes de banda larga à medida em que muitas pessoas ficam em casa por conta da pandemia de coronavírus.

filmes sobre tecnologia na netflix | thibault-penin-netflix-unsplash

Segundo a Reuters, a Netflix informou que reduzirá o seu uso da rede em cerca de 25% para contribuir com um funcionamento adequado da internet. A decisão valerá por pelo menos 30 dias para todos os seus usuários na Europa.

O YouTube afirmou que também reduzirá a qualidade de vídeos para compensar o aumento no consumo com mais pessoas trabalhando de casa. "Estamos comprometidos em mudar temporariamente todo o tráfego na União Europeia para a definição padrão", afirma a empresa à Reuters.

A plataforma anunciou ainda a criação de uma área com informações sobre a COVID-19, doença causada pelo coronavírus. Ela é exibida em 16 países, e deve ser levada para outros lugares em breve. "Queremos que todos tenham acesso a conteúdo confiável durante ese período difícil", explica a empresa.

Ao reduzirem a qualidade dos vídeos, as empresas atendem ao pedido da União Europeia. O comissário europeu para o Mercado Interno, Thierry Breton, conversou sobre o assunto com CEOs da Netflix, Reed Hastings, da Alphabet, Sundar Pichai, e do YouTube, Susan Wojcicki.

Breton pediu que as empresas deem prioridade à reprodução de vídeos com qualidade padrão em vez de alta definição, o que acontecerá a partir de agora. E, apesar de serem as plataformas de streaming mais conhecidas, Netflix e YouTube não são as únicas a serem notificadas por governos.

O Disney+, serviço de streaming que ainda não está disponível em todos o mundo, recebeu pedidos do governo da França para adiar seu lançamento no país. As autoridades temem o uso fora do comum da plataforma, que reúne muito conteúdo infantil, enquanto as aulas estão suspensas.

Com informações: Mashable, Engadget.

Comentários da Comunidade

5 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Bruno Vieira
Estou assistindo uma conferencia da microsoft agora no youtube e a qualidade está péssima.
Creio que não afetou somente a Europa.
Elcobos
Deve ser a internet daqui que está sobrecarregada.
Daniel Neves
Faz todo sentido, que bom que acataram. Agora não sei qual é a qualidade padrão. 720p? Já é o suficiente, ao meu ver.
Bruno Vieira
pior que nao, todo mundo da live (era em ingles, varios paises a galera) estava reclamando.
Participe da discussão