Início » Aplicativos e Software » É falso cadastro por WhatsApp do benefício Auxílio Cidadão de R$ 200

É falso cadastro por WhatsApp do benefício Auxílio Cidadão de R$ 200

Cadastramento do benefício de R$ 200 pelo governo federal que circula no WhatsApp tenta instalar calendário de spam no celular

Lucas Lima Por

É falso um link que começou a circular neste final de semana, no WhatsApp, com a promessa de verificar se o cidadão tem direito ao benefício de R$ 200 do Governo Federal, para famílias de baixa renda e trabalhadores autônomos. Essa fraude tenta instalar um calendário assinado de spam no celular do usuário.

fraude do whatsapp promete verificação de benefício de 200 reais

O governo federal realmente está prometendo até 200 reais por três meses àqueles que não recebem outros benefícios sociais, como o Bolsa Família. Trata-se de um auxílio emergencial para trabalhadores informais, desempregados e MEIs em famílias de baixa renda, para um total estimado em R$ 5 bilhões.

No entanto, esse benefício ainda não existe: ele ainda será criado como medida provisória ou projeto de lei, e depois será encaminhado à Câmara e ao Senado. O Ministério da Economia estima que a medida vai beneficiar de 15 a 20 milhões de brasileiros.

A fraude em questão promete verificar se o cidadão tem acesso ao auxílio do governo, solicitando que ele responda a pesquisa de três perguntas:

  1. Vocês gostaria de receber uma ajuda financeira? (Sim ou Não);
  2. Como gostaria de receber o benefício? (Saque na Lotérica ou Crédito em Conta);
  3. Gostaria de ajudar a combater o coronavírus? (Sim ou Não).

fraude whatsapp benefício 200 reais

Em seguida, outra página diz que o usuário tem acesso ao valor e que, para autenticar a solicitação e confirmar o saque é necessário compartilhar a página com os amigos no WhatsApp até a barra ser completada — bastava cancelar o compartilhamento para que o progresso da barra fosse dado como completo.

A próxima página carregava um botão para que o usuário assinasse o calendário "CLICK SUBSCRIBE sponsored events". Eu não encontrei nenhum evento criado pelo calendário. Mas, conhecendo a tática de spam de calendário, é possível que a fraude venha a ser usada no futuro, enviando notificações às pessoas que assinaram.

Como funciona o spam de calendário?

Após instalar um calendário assinado no celular do usuário, o fraudador pode criar eventos com links para tentar roubar outras informações, como dados para clonar o WhatsApp até um cartão de crédito. É algo como os golpes que ocorrem via e-mail ou SMS.

A diferença é que isso chega pelo calendário pessoal, deixando o golpe menos perceptível para o usuário. Esses eventos de spam podem também enviar notificações ao celular do usuário, se o criador definir assim.

Comentários da Comunidade

6 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Angelo Machado
Incrível como o WhatsApp se tornou o paraíso dos charlatões.
@ksio89
Caramba, tenho que admitir que a criatividade dos golpistas não tem limites.

No entanto, esse benefício ainda não existe: ele ainda será criado como medida provisória ou projeto de lei, e depois será encaminhado à Câmara e ao Senado. O Ministério da Economia estima que a medida vai beneficiar de 15 a 20 milhões de brasileiros.

E tome assistencialismo, em plena crise econômica e da pandemia, o governo inventa mais uma esmola pra aumentar os gastos públicos.



Mr.Robot:

Incrível como o WhatsApp se tornou o paraíso dos charlatões.


Não é à toa, além do WhatsApp ser a solução mais popular, o usuário típico do aplicativo é bem mais leigo, tipo tias e vós que caem facilmente nesses golpes. Um golpe desses no Telegram dificilmente seria eficaz, já que em geral quem usa esse aplicativo é quem já tem mais vivência com tecnologia e portanto é capaz de reconhecer logo que é golpe.
Aí também tem o fato do brasileiro médio ser esperto demais e querer ganhar dinheiro fácil, à la Gérson, aí meu amigo esse povo é um prato cheio para os golpistas.
João M.
O futuro é UBI. Os EUA já estava namorando isso com o Yang, agora vão começar com 1.000 USD por mês.
Henrique Picanço
Só uma pandemia para o governo colocar em prática uma de suas propostas previstas no programa de governo.
Participe da discussão