Início » Internet » Exclusivo: Amazon Prime Video reduz qualidade de streaming no Brasil

Exclusivo: Amazon Prime Video reduz qualidade de streaming no Brasil

Amazon Prime Video segue Netflix e diminui taxa de bits (bitrate) no Brasil, Europa e Índia; Full-HD e 4K continuam disponíveis

Felipe Ventura Por

O Amazon Prime Video reduziu a taxa de bits (bitrate) para o streaming no Brasil, seguindo os passos da Netflix, Facebook e Instagram: o objetivo é evitar uma sobrecarga na internet, agora que muitas pessoas estão em casa devido à quarentena do coronavírus (COVID-19). As resoluções Full-HD e 4K seguem disponíveis.

Amazon Prime Video

Em comunicado ao Tecnoblog, a Amazon diz que ajuda “a mitigar qualquer congestionamento da rede, inclusive no Brasil, onde já começamos o esforço para reduzir as taxas de bits de streaming, mas buscando manter uma experiência de streaming de qualidade para nossos clientes”.

Ainda será possível fazer streaming em Full-HD ou 4K em dispositivos compatíveis, mas o bitrate será menor que o normal para consumir menos tráfego. O mesmo vale para a Netflix, Facebook e Instagram.

Netflix e Disney+ também reduzem bitrate

A Amazon afirma apoiar “a necessidade de um gerenciamento cuidadoso dos serviços de telecomunicações para garantir que eles possam lidar com o aumento da demanda da internet com tantas pessoas agora em casa, em período integral, devido ao COVID-19”.

Por isso, o Amazon Prime Video vem trabalhando com autoridades locais, operadoras móveis e provedores de internet quando necessário. O serviço de streaming reduziu o bitrate na Europa e na Índia, assim como a Netflix e o Disney+.

Também para evitar gargalos na internet, o YouTube está carregando vídeos em 480p por padrão no mundo inteiro. As resoluções HD e 4K continuam disponíveis, mas precisam ser ativadas manualmente.

O Globoplay, por sua vez, faz streaming de todas as novelas, filmes e séries da plataforma em resolução máxima HD (720p), removendo de forma temporária as opções Full-HD e 4K.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
10 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Eu (@Keaton)

Eles reduziram tanto a qualidade de video pra mim que só aparece erro de reprodução faz quase um dia…

@ksio89

Já virou avacalhação, primcopalmente a Globoplay.

Tiago Jeronimo (@TiagoJL)

Terminei de assistir Picard ontem no meu Note 9 e não notei nenhuma queda de qualidade.

Vítor Gomes (@vctgomes)

Acho uma boa atitude.

Luiz Felipe (@Luiz_Felipe)

amazon reduzindo a qualidade de vídeo deles? mas e aquela cloud lá, AWS que é elástica, flexível, escalável, não cai nunca, sua aplicação vai aguentar qualquer pico de tráfego e bla bla bla?

Júlio Tenório (@JulioTenorio)

O problema não é a Amazon, são os provedores de internet que estão sem aguentar o tráfego.

Gustavo Alves (@gusti)

Se o bitrate do Prime Video diminuir mais ainda vai ficaf parecendo com vídeo em 3GP

Eduardo Luiz Caixeta (@eduluiz)

Hoje pela primeira vez notei a redução de bitrate assistindo a um episódio de The Man in the High Castle. A fotografia da série já é cinzenta e meio escura e agora bastante pixelizada

Vítor Gomes (@vctgomes)

Aqui tbm tá uma porcaria. Toda vez q abro fica aparecendo problemas com a conexão de internet.

Em questão de qualidade, no Prime tá razoável. Sem 4K, mas o HD parece ser ok. Bem diferente da Netflix que manteve o 4K, mas reduziu tanto a taxa de bits que consigo assistir filmes 1440p consumindo uma banda baixíssima! A queda de qualidade da Netflix tbm foi notável.

@LeandroCSC

Lógico que a qualidade da imagem é primordial. Tbm sou usuário do Amazon Prime e percebi a queda na qualidade da imagem…mas não me incomodou. O que me incomoda mesmo são os erros intermináveis na legenda das séries. Estava vendo The Purge e quantidade de erros chega a ser bizarra.

@ksio89

Atitude melhor ainda seria reduzir o preço pra compensar a queda na qualidade.