Tecnoblog
Início » Computador » Nvidia anuncia GPUs GeForce RTX 2080 Super e 2070 Super para notebooks

Nvidia anuncia GPUs GeForce RTX 2080 Super e 2070 Super para notebooks

Há melhorias interessantes para a tecnologia Max-Q destas placas

A Nvidia anunciou nesta quinta-feira (2) as especificações para as placas GeForce RTX 2070 Super e RTX 2080 Super para notebooks. Elas são as mais potentes e caras da marca para computadores portáteis, que prometem mais desempenho e quase que o mesmo consumo de energia da geração anterior.

Os primeiros modelos que já trarão as novas placas gráficas são fabricados por Razer, Lenovo, Asus, Acer e HP, que poderão ter ajuda do DLSS 2.0 que foi anunciado na semana passada, além de novidades para a instrução Max-Q. Este sufixo não é novo, mas nesta nova geração entrega um recurso interessante que é chamado de Dynamic Boost, que é capaz de entender se é possível tirar energia do processador e ganhar na GPU.

A ideia é semelhante ao que já existe no mercado para clock variável, só que agora com olho no consumo total do conjunto de CPU e GPU, sem aumentar o TDP da dupla. A maior vantagem é dar mais poder de processamento para a placa gráfica quando ela precisa e quando nota que a carga na CPU não está no máximo possível. O limite é de 15% da energia que pode ser realocada e a promessa da Nvidia é de ganho de desempenho que bate em algo entre 6% e 8% em jogos como The Witcher 3 e Metro Exodus.

Existe outra novidade e ela fica em como a imagem é enviada para a tela integrada. Até então, um jogo roda na GPU dedicada, mas precisa passar dados para a placa integrada e ela envia para a tela. Agora este caminho é cortado e as novas RTX Super portáteis podem enviar a imagem diretamente para a o monitor do notebook. Com a mudança o G-Sync pode trabalhar em até 4K com 120 Hz e a latência fica ainda menor.

Sopa de letrinhas RTX

A nova GeForce RTX 2080 Super vem com 3.072 núcleos CUDA, clock que vai de 1.080 MHz até 1.560 MHz, 8 GB de RAM GDDR6 e TDP de 80 até 150 watts (ou mais, com aquele truque do Dynamic Boost), interface de memória de 256 bits e banda de memória em até 448 GB/s. Já a RTX 2070 Super utiliza 2.560 núcleos CUDA, clock que vai de 1.155 MHz até 1.380 MHz e repete a quantidade de RAM, tipo de memória, banda e interface do modelo acima.

As novidades, principalmente as novas tecnologias de Max-Q dependem de hardware e isso significa que apenas notebooks lançados com as placas de 2020 (ou depois disso) trarão os ganhos de desempenho, junto das melhorias na eficiência energética. Outra mudança é que nesta nova linha o modelo RTX 2080 deixa de ser distribuído e a RTX 2070 é a única que continua com versão tradicional e Super.

Os primeiros notebooks com as novas placas gráficas já começam a chegar no mercado a partir deste mês.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação