Início » Telecomunicações » Queixas na Anatel sobre internet fixa aumentam 32% na pandemia

Queixas na Anatel sobre internet fixa aumentam 32% na pandemia

Anatel registra mais de 36 mil chamados contra operadoras de banda larga fixa na segunda quinzena de março

Por

As medidas de isolamento social por conta do surto de coronavírus (Covid-19) trouxeram um aumento no uso da banda larga fixa, e as reclamações também cresceram: houve um aumento de 32% no número de chamados abertos na Anatel.

Anatel

As informações foram obtidas pelo Telesíntese, que apurou que houve 27,7 mil reclamações registradas entre os dias 1º e 15 de março, enquanto 36,5 mil protocolos foram abertos entre os dias 16 e 30 de março. Normalmente, as reclamações na Anatel são abertas para os casos em que a própria prestadora não consegue chegar a uma solução através do atendimento próprio.

As reclamações com o maior crescimento são sobre qualidade, funcionamento e reparo, que subiram de 8,7 mil para 15,7 mil. A Anatel atribui o comportamento por conta da mudança de perfil de uso dos serviços e aumento abrupto de tráfego.

Com muita gente fazendo home office em casa, as operadoras Claro, Oi, TIM e Vivo pediram “uso sensato” das redes durante a pandemia para evitar sobrecarga na conexão à internet.

Das grandes operadoras, a Claro foi a única que aumentou a velocidade da banda larga fixa para seus clientes — no entanto, o serviço de internet da empresa ficou fora do ar em múltiplos estados dias após a medida. Enquanto isso, a TIM Live está cancelando a assinatura de quem usa mais do que 2 terabytes por mês por “uso excessivo”.