Início » Internet » Facebook e YouTube apagam posts que culpam 5G por Covid-19

Facebook e YouTube apagam posts que culpam 5G por Covid-19

Notícias falsas associando a Covid-19 às redes 5G ganharam força no Reino Unido

Emerson Alecrim Por

Teorias da conspiração sobre o coronavírus se espalham aos montes por aí, mas nenhuma é tão absurda quanto uma que associa a causa da Covid-19 às redes 5G. Essa afirmação absurda ganhou tanta força no Reino Unido que Facebook e YouTube correram para apagar posts que divulgam essa inverdade.

As publicações a respeito se resumem a duas abordagens principais. A primeira é a de que a exposição a redes 5G enfraquece o sistema imunológico do indivíduo, tornando a infecção pelo vírus mais fácil. No entanto, não há nenhuma comprovação científica validando esse argumento.

Já a segunda teoria sugere que as rede 5G podem, por si só, propagar o coronavírus. É óbvio que não há nenhuma verdade nisso. Não é preciso ser especialista em biologia ou em telecomunicações para saber que as ondas de rádio dos serviços 5G não podem transportar vírus.

Mesmo sendo absurdas, essas teorias foram compartilhadas por milhões de pessoas nas redes sociais. Em alguns casos, as postagens pareciam ter como objetivo fortalecer movimentos anti-5G.

Antena de celular

Nesse sentido, algumas variações das teorias afirmavam, por exemplo, que o coronavírus não existe e que a Covid-19 é causada unicamente pela disponibilização de serviços 5G no mundo todo.

O medo causado por essas publicações foi tão grande que há registros de incêndios propositais em antenas 5G no Reino Unido, situação grave em um momento em que os serviços de comunicação são tão importantes.

Felizmente, as plataformas online já estão agindo contra essas publicações. Começou pelo YouTube que, desde o início da semana, tem enquadrado vídeos que relacionam o coronavírus às rede 5G como violações de suas políticas. Com base nisso, essas postagens vêm sendo removidas.

De modo complementar, o YouTube afirma estar destacando em seu serviço conteúdos de fontes confiáveis e exibindo painéis com informações fornecidas pela Organização Mundial da Saúde, por exemplo.

Não demorou para o Facebook seguir por um caminho parecido: “de acordo com nossas políticas contra desinformação prejudicial, estamos começando a remover teorias falsas que vinculam a Covid-19 à tecnologia 5G”, disse a companhia em nota.

Além do próprio Facebook, postagens do tipo também estão sendo removidas do Instagram.

Com informações: CNET.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
5 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Matheus Motta (@Matheus_Motta)

O ser humano quando quer ser burro, se supera

Giovani (@Giovani)

Tem que apagar mesmo, não só apagar, mas também ser punido pelos algorítimos das redes, tirando a visibilidade desses perfis, principalmente dos famosos (formadores de opinião) que espalham isso ai, e mesmo sendo alertado por milhares de seguidores preferem chamar as pessoas de “burro” ao invés de admitir que falou me*da.

Eu (@Keaton)

Caraca… a internet deu mesmo voz aos idiotas… como o YouTube/Google não bane esses imbecis? Sérião mesmo.

Lucas Bonfim (@Lukas_Bonfim)

É impressionante o nível de absurdos que vejo todos os dias ao abrir qualquer portal de notícias, é sempre uma nova e eu realmente queria, tentar pelo menos, entender como uma pessoa tem uma imaginação tão fértil a ponto de achar que o 5G pode ser culpado pela situação desastrosa que estamos vivendo. Ainda não coloco a minha mão no fogo que esses mesmos tipos de pessoas são as que estão indo para a rua.
É complicado, ser humano é uma coisa totalmente fora da curva e está cada vez mais difícil ver discernimento.