Início » Aplicativos e Software » WhatsApp ativa novo limite no app para mensagens encaminhadas

WhatsApp ativa novo limite no app para mensagens encaminhadas

WhatsApp deixa compartilhar mensagens encaminhadas com frequência para até 1 conversa por vez; limite vale no iPhone e Android

Felipe Ventura Por

Na terça-feira passada (7), o WhatsApp anunciou que iria limitar a distribuição de mensagens encaminhadas com frequência: esse tipo de conteúdo poderá ser reencaminhado apenas para um contato ou grupo por vez; para outras mensagens, o limite é de 5 conversas por vez. A restrição foi ativada para os usuários nesta segunda (13) nas versões de iPhone e Android, tanto no app estável quanto no beta.

WhatsApp mensagem encaminhada muitas vezes

De acordo com o Android Police, a restrição foi ativada pelo WhatsApp nas versões estável (2.20.108) e beta (2.20.122). O Tecnoblog encontrou o mesmo limite na versão 2.20.42 para iOS.

As mensagens encaminhadas com frequência são marcadas com uma seta dupla. Você pode encaminhá-las para outra conversa, mas ao tentar selecionar um segundo contato ou grupo, surgirá o seguinte aviso: “Encaminhada muitas vezes, você pode compartilhar com até 1 conversa”.

WhatsApp mensagem encaminhada muitas vezes

Outros tipos de mensagens têm um limite maior: você pode repassá-las para até 5 pessoas ou grupos por vez. Ao tentar selecionar mais um contato, aparecerá o aviso: “Você só pode compartilhar em até 5 conversas”.

WhatsApp tem limite para encaminhar mensagens

Funciona assim:

  • se a mensagem tiver uma seta dupla e for sinalizada por “Encaminhada”, ela poderá ser encaminhada novamente para apenas uma conversa por vez;
  • se a mensagem tiver apenas uma seta e for sinalizada por “Encaminhada”, ela poderá ser encaminhada novamente para até cinco conversas por vez;
  • se a mensagem não tiver nenhuma seta nem “Encaminhada”, ela também poderá ser encaminhada para até cinco conversas por vez.
WhatsApp mensagem encaminhada muitas vezes

Mensagem no WhatsApp com seta dupla e sinalizada por “Encaminhada”

Segundo o WhatsApp, essa medida é necessária para evitar a propagação de fake news durante a pandemia do novo coronavírus (COVID-19). “Acreditamos que é importante desacelerar a disseminação de mensagens encaminhadas para que o WhatsApp continue sendo um espaço seguro para conversas pessoais”, diz a empresa.

Desde que o WhatsApp adotou o limite de encaminhamento para 5 conversas no ano passado, o volume de mensagens encaminhadas em todo o mundo caiu 25%. Antes, o máximo eram 20 contatos ou grupos por vez.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
6 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Wendel Schelhan (@Schelhan)

Um grande tiro no escuro que soa mais como uma medida pra mostrar que estão fazendo alguma coisa do que algo efetivamente útil.
O WhatsApp supostamente não tem acesso ao conteúdo trocado por seus usuários. Qual é o indicativo de que esses 25% a menos encaminhados são de fato compostos por notícias falsas, e não por sei lá, vídeos de gatinhos? Ou mesmo notícias verificadas, informação verosímil?
Algo me diz que a força de vontade de um disseminador de notícias falsas supera essa limitação.

J Janz (@jjanz)

Certo… Pq é bem difícil copiar o conteúdo e enviar (não foi mencionado se há essa limitação tb, então entendi que não) ou enviar como seu o vídeo/imagem/áudio/documento recebido…

Se perde mais o rastro da mensagem do que se evita propagar o conteúdo.

Como o colega falou antes aí, parece mais uma medida só pra mostrar que está fazendo algo.

Higo Ferreira (@higoff)

Senhor… pq o povo não migra em massa para o Telegram de uma vez?

Vinicius Vicentini (@ViniciusHVC)

discípulos do telegram estão por toda parte

Douglas Knevitz (@Douglas_Knevitz)

Até certo ponto concordo com a limitação de compartilhamento, vc não da bom dia para todos os seus contatos.

Porém tem formas mais inteligentes de conter a disseminação de fake news em uma plataforma como essa. Uma AI básica poderia analisar padrões de compartilhamento (colar e copiar também) e identificar que vc esta tentado enviar a mesma mensagem pra 100 contatos (que muitos deles vc nem conversa) e isso poderia ser escalonado pra identificar quais são as fake news mais compartilhadas no Brasil.

Nesse caso a mensagem apareceria em um balão vermelho, um alerta pra checar a veracidade. O wpp não precisaria ler a mensagem, essa aferição poderia ser feita de forma indireta. Tecnologia similar já existe na plataforma pra identificar grupos específicos de pornografia infantil

Mas até mesmo essa medida teria seus contras. Já que em algum momento alguma notícia inofensiva seria marcada como duvidosa, caso fosse muito repassada.

No final mesmo o que resolve é o bom senso de ler, pesquisar sobre e então compartilhar. Ou se receber uma fake news, alertar o contato que o conteúdo que ele repassou não é verídico.

Prevalece os mesmos conselhos de sempre. Duvide de notícias que passem sensação de urgência, que te impelem a compartilhar ou a clicar em um link. Sempre confira e cheque a fonte e a URL do site. Ente outras …

Higo Ferreira (@higoff)

Teleminions kkkkkk