Início » Aplicativos e Software » Caixa Auxílio Emergencial tem 33,5 milhões de downloads em cinco dias

Caixa Auxílio Emergencial tem 33,5 milhões de downloads em cinco dias

Considerando app e site, o auxílio emergencial registrou mais de 32,7 milhões de solicitações do auxílio de R$ 600

Victor Hugo Silva Por

O aplicativo Caixa Auxílio Emergencial, criado para brasileiros solicitarem o auxílio de R$ 600 durante a pandemia do novo coronavírus (COVID-19) continua ganhando usuários. Voltado para os trabalhadores informais, MEIs, autônomos e desempregados fora do Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), ele tem mais de 33,5 milhões de downloads. Do total, 32,3 milhões foram feitos no Android e 1,2 milhão, no iOS.

Aplicativo Caixa Auxílio Emergencial (Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Os dados foram revelados pela Caixa Econômica Federal e se referem às 21h de sábado (11). O banco informa que o site auxilio.caixa.gov.br registrou mais de 272 milhões de visitas. A estatal ainda recebeu 10,1 milhões de ligações pela central telefônica 111, criada para tirar dúvidas sobre o auxílio, e enviou 160,3 milhões de SMS com dados para completar o cadastro.

Apesar da instabilidade no aplicativo e no site do Auxílio Emergencial, a Caixa já registrou 32,7 milhões de cadastros para o auxílio de R$ 600. Desses, 13,2 milhões incluem o pedido de abertura da Poupança Social Digital, voltada para quem não tem conta em banco.

Para os cadastrados no app e no site, o governo federal vai liberar o auxílio apenas para os aprovados na análise da Dataprev. A verificação indicará se a pessoa preenche todos os requisitos para receber as três parcelas de R$ 600. Os beneficiários do Bolsa Família e os incritos no CadÚnico serão incluídos automaticamente no programa.

Governo liberou auxílio para 2,5 milhões de pessoas

A primeira etapa de pagamento do auxílio ocorreu na quinta-feira (9). Ele foi feito de forma automática para as pessoas inscritas no CadÚnico antes de 20 de março que possuem uma conta na Caixa ou no Banco do Brasil.

O Ministério da Cidadania afirma que 2,5 milhões de pessoas já receberam a primeira parcela nessa fase. A partir de terça-feira (14), é a vez de quem está inscrito no CadÚnico, mas não têm conta na Caixa ou no Banco do Brasil. Esse grupo receberá pela Poupança Social Digital.

Os trabalhadores informais, autônomos, contribuintes individuais do INSS e microempreendedores individuais (MEI) também recebem a partir de terça-feira (14). Para quem tiver a análise aprovada, o valor será transferido para a conta indicada no app ou no site do auxílio emergencial.

Os beneficiários do Bolsa Família que recebem menos de R$ 600 terão o auxílio emergencial por três meses em vez do Bolsa Família. O pagamento será feito entre 16 e 30 de abril de acordo com o último dígito do NIS (Número de Identificação Social). As pessoas que recebem mais de R$ 600 pelo Bolsa Família não terão alterações.

O governo federal estima que 70 milhões de pessoas receberão o auxílio emergencial. O objetivo é pagar as três parcelas para ao menos 97% dos cadastrados até 29 de maio. Os outros 3%, considerados casos mais específicos, poderão levar mais tempo.

Com informações: Agência Brasil, Mobile Time.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
3 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Hemerson Silva (@Hemerson_Silva)

Mas é para estar pendente. Só amanhã que mostrará se foi aprovado ou não.

@bkdwt

Hoje é dia 14 e essa porcaria desse sistema ainda continua em análise. Isso não vai sair é nunca!