Início » Computador » Raspberry Pi Zero equipa respiradores usados contra Covid-19

Raspberry Pi Zero equipa respiradores usados contra Covid-19

Raspberry Pi Zero começa a ser usado como placa de controle de respiradores artificiais

Emerson Alecrim Por

A pandemia de coronavírus (Covid-19) tem obrigado hospitais no mundo todo a buscar desesperadamente por respiradores artificiais. Para ajudar no atendimento a essa demanda, a Raspberry Pi Foundation tem aumentado a produção do Raspberry Pi Zero: este diminuto computador de US$ 5 pode ser usado nesses equipamentos.

Por motivos óbvios, um segmento da indústria que tem funcionado a todo vapor nesta pandemia é justamente o de respiradores. O problema é que o aumento da produção tem esbarrado na falta de determinados componentes, com destaque para os chips que funcionam como “cérebro” dessas máquinas.

De acordo com Eben Upton, fundador da Raspberry Pi Foundation, a procura por chips aumentou tanto que alguns fornecedores estão trabalhando com prazo de entrega de 20 semanas. Nas circunstâncias atuais, esse é um intervalo de tempo impensável.

Raspberry Pi Zero

É aí que o Raspberry Pi Zero entra em cena: determinadas empresas têm recorrido ao dispositivo para servir de placa de controle dos respiradores. Embora seja a versão mais simples de toda a linha Raspberry Pi — o hardware traz CPU Broadcom BCM2835 de 1 GHz e 512 MB de RAM —, o modelo tem capacidade suficiente para lidar com as tarefas de um respirador.

O Raspberry Pi Zero traz pelo menos outras três vantagens: facilidade de implementação, custo baixo (US$ 5, como já dito) e possibilidade de ser fornecido rapidamente.

É verdade que a Raspberry Pi Foundation passou recentemente por uma escassez de unidades do Raspberry Pi Zero, mas o plano é aumentar a produção: o primeiro trimestre do ano terminou com 192 mil unidades fabricadas; a organização quer encerrar o atual trimestre com 250 mil.

Além de fabricantes, modelos do Raspberry Pi também vêm sendo usados por pesquisadores que tentam desenvolvedores respiradores mais baratos e fáceis de produzir. Um exemplo é o do especialista em robótica Marco Mascorro, que conseguiu criar um respirador com um Raspberry Pi que será testado por universidades da Colômbia.

Com informações: Tom’s Hardware, BBC.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
3 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Uriel Dos Santos Souza (@Uriel)

Imaginei que seriam usados!
Arduino o NodeMCU é bem mais barato e igual ao arduino. Todos esses tem capacidade para lidar com um respirador! O problema do NodeMCU é que só tem 1 porta analógica