Início » Aplicativos e Software » WhatsApp tem brecha em novo limite de mensagens encaminhadas

WhatsApp tem brecha em novo limite de mensagens encaminhadas

WhatsApp para Android pode burlar limite para repassar mensagens encaminhadas com frequência (seta dupla)

Felipe Ventura Por

O WhatsApp ativou o novo limite para mensagens encaminhadas com frequência, marcadas com uma seta dupla: elas só podem ser compartilhadas novamente com um contato por vez. Ou, pelo menos, deveria ser assim: o app para Android permite repassá-las para mais conversas, e deixa de marcá-las com “encaminhada”.

Para relembrar, esses são os limites de encaminhamento no WhatsApp:

  • se a mensagem tiver uma seta dupla e for sinalizada por “Encaminhada”, ela poderá ser encaminhada novamente para apenas uma conversa por vez;
  • outras mensagens podem ser encaminhadas novamente para até cinco conversas por vez.

Limite do WhatsApp pode ser burlado no Android

O pesquisador Fábio Castro Gouveia descreve o método no vídeo acima: em um grupo, segure na mensagem com seta dupla até aparecer o botão de três pontos na parte superior. Indo em Menu > Compartilhar, surge uma lista de aplicativos do Android: é possível escolher o próprio WhatsApp e, então, repassar a mensagem para até cinco conversas.

Pior: quando você compartilha as mensagens dessa forma, elas não aparecem com o aviso “Encaminhada”. Por isso, elas poderão ser repassadas novamente para mais cinco contatos, que é o limite máximo do WhatsApp.

WhatsApp

O Tecnoblog fez o teste com algumas mensagens virais que foram encaminhadas com frequência — uma imagem e um vídeo. Nos dois casos, a opção Compartilhar não apareceu ao segurar nelas. Aqui, o método é ligeiramente diferente: basta tocar para visualizar em tela cheia, abrir o menu e tocar em Compartilhar.

Na lista, é possível escolher o WhatsApp. Dessa forma, a mensagem pode ser repassada para até cinco conversas por vez. Ela não será marcada como “encaminhada”.

WhatsApp

Fizemos o teste no iPhone: o WhatsApp para iOS permite compartilhar uma mensagem com outros aplicativos, mas não com o próprio WhatsApp; a opção não aparece na interface de compartilhamento. Ou seja, nesse caso, não dá para burlar o limite de conteúdo encaminhado com frequência.

A iniciativa do WhatsApp tem como objetivo conter informações falsas, inclusive sobre o novo coronavírus, causador da COVID-19. Mesmo podendo ser burlado, o limite talvez convença alguns usuários a não passar adiante uma mensagem com conteúdo questionável.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
15 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Vítor Gomes (@vctgomes)

Pra falar a verdade, acho fortemente que o WhatsApp permite essas fakes news intencionalmente.

Será q pode ser pelo fato dos principais concorrentes não estarem engajados e eles temem q as pessoas troquem de mensageiro?

Rafael Machado de Souza (@rafael.mds)

vindo do Facebook? não duvido…
poderiam remover de vez o encaminhamento de mensagens. em qual situação isso seria realmente util?

Orlando Silva (@Orlando_Silva)

acredito que não tirariam pela velocidade que isso dá em mensagens não virais/fakes ou que são de trabalho, que são espalhados. mas como não uso isso mesmo, acharia uma boa. (junto também com o aviso de “essa mensagem foi apagada”)

Rafael Machado de Souza (@rafael.mds)

pelo que lembro só usei o encaminhamento múltiplo quando compartilhei vagas de emprego em alguns grupos.

Douglas Charles Cunha (@Genumano)

Gente, isso sempre foi assim. No site do WhatsApp é explicado (desde o lançamento) que esse procedimento é um atalho para a galeria, para evitar da pessoa ter que sair do WhatsApp e ir na galeria para compartilhar a mensagem desejada. Vocês, como site de tecnologia, deveriam saber disso.
Sempre usei isso, pois algumas pastas de grupos eu não permito que as mídias sejam exibidas na galeria, mas podem ser visualizadas pela galeria interna do WhatsApp.

Welington Souza™ (@WelingtonSouza)

Sim, pode ser! Mas difícil ter certeza…