Início » Aplicativos e Software » GitHub reduz preço e amplia plano gratuito para desenvolvedores

GitHub reduz preço e amplia plano gratuito para desenvolvedores

Plano gratuito do GitHub agora permite repositórios privados sem limite de participantes

Emerson Alecrim Por

A Microsoft escolheu esta semana para anunciar a maior mudança no GitHub desde que o serviço foi comprado: a partir de agora, boa parte das funcionalidades da plataforma passa a ser gratuita, com destaque para os repositórios privados ilimitados.

Quando a Microsoft comprou o GitHub, usuários não pagantes podiam criar repositórios à vontade no serviço, mas estes só podiam se tornar privados para assinantes do plano Pro (pago). No início de 2019, o GitHub passou a permitir repositórios privados em contas gratuitas, desde que cada projeto não tivesse mais do que três participantes.

Com a mudança recém-anunciada, esse limite deixa de existir. Agora, as contas gratuitas podem criar repositórios públicos e privados sem nenhum tipo de limitação na quantidade de colaboradores.

GitHub

Os benefícios não terminam aí: usuários não pagantes também podem contar com até 500 MB de espaço no GitHub Packages e 2.000 minutos por mês de acesso à ferramenta para automatização de workflows GitHub Actions.

Esses recursos devem ser suficientes para a maioria dos usuários, mas aqueles que precisarem de mais podem recorrer ao plano Team (US$ 4 por mês contra os US$ 9 cobrados antes da mudança), que oferece todas as vantagens do plano gratuito mais 2 GB no GitHub Packages e 3.000 minutos no GitHub Actions, além de funcionalidades avançadas.

Mais avançado ainda é o plano Enterprise, que custa US$ 21 mensais por usuário, mas, como o nome sugere, é direcionado a empresas.

Tamanha flexibilização pode parecer uma tentativa do GitHub de auxiliar desenvolvedores neste período de quarentena e isolamento social, mas, ao TechCrunch, a companhia informou que essa mudança havia sido planejada há muito tempo.

Faz sentido. Embora registre atualmente cerca de 40 milhões de usuários, o GitHub viu rivais como GitLab e BitBucket crescerem nos últimos meses justamente por oferecerem mais vantagens aos desenvolvedores.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
4 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Goku SSGSS (@renatodantas)

A migração para outros serviços havia aumentado depois do anúncio da compra do GitHub pela Microsoft, não?

Goku SSGSS (@renatodantas)

Também já ouvi essa teoria da conspiração maligna contra os repositórios de códigos alheios. Mas a MS não seria a única malvadona nessa história.

Já parou para pensar que todos os repositórios na nuvem são de empresas privadas?

O que impediria a GitLab e a Atlassian de fazer o mesmo? São menos malignas que a MS? Ou só porque não possuem produtos de grande porte conhecidos mundialmente?