Início » Celular » O que é renderização semântica da câmera do iPhone 11?

O que é renderização semântica da câmera do iPhone 11?

Descubra o que é a renderização semântica da câmera do iPhone 11, que permite capturar fotos excelentes no Modo Retrato

Ronaldo Gogoni Por
TB Responde

A câmera do iPhone 11, iPhone 11 Pro e iPhone 11 Pro Max contam com um recurso chamado renderização semântica. Segundo a Apple, a tecnologia permite capturar muito mais detalhes com o Modo Retrato do que celulares com resoluções maiores.

Apple iPhone 11 Pro Max / câmera do iphone 11

O que é renderização semântica da câmera do iPhone 11?

As câmeras do iPhone 11 possuem todas a mesma resolução: 12 megapixels, seja na principal (Wide), na Ultrawide ou na Telefoto, esta presente apenas nos modelos mais caros. No entanto, a Apple consegue com seus aparelhos apresentar fotos com qualidade excepcional quando comparada aos da concorrência, independente da situação (noturnas, movimento, retrato, etc.), mesmo com muitos megapixels a menos.

A abordagem da maçã é bastante simples: tamanho não é documento. Ao invés de atochar um sensor com mais de 100 megapixels na traseira, a companhia utiliza recursos de Inteligência Artificial para melhorar a qualidade das suas fotos.

Por padrão, as câmeras do iPhone 11, 11 Pro e 11 Max capturam fotos “antes do disparo” efetivo feito pelo usuário, para comparar os elementos e combinar as imagens. Feito isso, consegue entregar um resultado final superior com menos megapixels.

A renderização semântica é outro recurso de IA, este voltado para o Modo Retrato. No dicionário, um dos significados de “semântica” é o estudo do significado na comunicação. Aplicando este conceito à câmera do iPhone 11, é como se o sensor “entendesse” o que está vendo. Ou seja, sabe o que está sendo fotografado.

Apple / Modo Retrato no iPhone 11 / câmera do iPhone 11

Foto tirada com o iPhone 11 no Modo Retrato

Na grande maioria das câmeras, o sensor não faz ideia do que está enquadrado e é função do usuário ajustar a câmera, para capturar a melhor foto. Em alguns smartphones, processadores de HDR são capazes de captar elementos do cenário, luminosidade e distância. para ajustar a ISO, abertura do diafragma e etc., e permitir a captura de uma foto de boa qualidade. Só que isso não se aplica bem a rostos.

Com a renderização semântica da linha iPhone 11, os sensores e softwares de IA são capazes de identificar o que é um rosto e o que é o cenário, aplicando ajustes de brilho e profundidade de forma diferente em ambos os campos. Como as câmeras são usadas simultaneamente no Modo Retrato, a entrada de luz é bem maior.

Claro que, por contarem com um sensor a mais, as fotos tiradas com os modelos iPhone 11 Pro ou iPhone 11 Pro Max tendem a ser melhores do que as capturadas com o iPhone 11 (uma entrada de luz a mais), ainda que estas permaneçam excelentes.

Apple / Modo Retrato no iPhone 11 Pro

Fotos tiradas com o iPhone 11 Pro no Modo Retrato; para a resolução máxima, clique aqui

É importante lembrar que a Renderização Semântica só funciona no Modo Retrato da família iPhone 11, e é um algoritmo especializado para diferenciar rostos de ambientes, aplicando ajustes de luz e sombra diferenciados. Recursos como esses ajudam a diminuir ainda mais a distância entre câmeras de celulares e DSLR, mirrorlesses e outras profissionais, principalmente pela facilidade de uso e ter um custo menor.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação