Início » Celular » LG bate recorde de lucro, mas perde R$ 1 bilhão com celulares

LG bate recorde de lucro, mas perde R$ 1 bilhão com celulares

LG continua tendo prejuízo com smartphones no primeiro trimestre de 2020, enquanto o resto da empresa vai bem

Paulo Higa Por

A temporada de resultados financeiros das empresas continua nesta quarta-feira (29) com a LG, que conseguiu sua melhor margem operacional em um primeiro trimestre e aumentou os lucros em 21,1% em comparação com o mesmo período de 2019. Em compensação, a divisão de dispositivos móveis segue como a mais problemática: faz cinco anos que a empresa não ganha dinheiro com celulares.

LG G8X ThinQ - Review

Entre janeiro e março de 2020, a LG como um todo faturou 14,73 trilhões de wons (equivalente a R$ 65,7 bilhões). Isso representa uma queda marginal de 1,3% em relação ao primeiro trimestre de 2019.

Mas o lucro operacional subiu 21,1%, passando para 1,09 trilhão de wons (aproximadamente R$ 4,9 bilhões). A margem de 7,4% é a melhor da história da empresa para um primeiro trimestre. Além disso, esta é apenas a segunda vez que a LG consegue lucrar mais de um trilhão em moeda local em um trimestre. Ou seja, no geral, a empresa está bem, obrigado.

Quem dá dinheiro é a divisão de eletrodomésticos e ares-condicionados, com 753 bilhões de wons (R$ 3,35 bilhões) de lucro operacional, o que representa mais de dois terços dos ganhos da companhia. As TVs também continuam vendendo e, recentemente, a LG Display anunciou que atingiu mais de 10 milhões de TVs OLED comercializadas — a empresa é a única fabricante desse tipo de painel para televisores.

Por onde anda: LG Mobile

LG Velvet

Então vamos para a parte problemática: a divisão de celulares. O Tecnoblog levantou que a fabricante coreana não lucra com smartphones desde 2014, na época do G2. As perdas se acentuaram desde então e atingiram um pico de US$ 1 bilhão de prejuízo em 2016, com o fracasso do aparelho modular G5, lançado no Brasil como G5 SE. Em cinco anos, o prejuízo acumulado ultrapassa US$ 3 bilhões.

A LG segue tentando reerguer seu negócio de celulares, mas as condições também não ajudam: as vendas caíram 34% em relação ao primeiro trimestre de 2019, para 998,6 bilhões de wons (R$ 4,45 bilhões), uma queda atribuída a “interrupções no fornecimento de fornecedores chineses” em meio à pandemia de COVID-19.

Com isso, o prejuízo operacional com smartphones foi de 237,8 bilhões de wons (R$ 1,06 bilhão). As perdas aumentaram quase 17% em relação ao primeiro trimestre de 2019. E olha que, naquela época, a divisão teve faturamento 51% superior, ou seja, a margem que já era negativa piorou mais ainda.

Para a LG, uma solução pode estar no Velvet, smartphone com Snapdragon 765, tela curva e design renovado. Aos investidores, a fabricante afirma que o aparelho será lançado na Coreia do Sul no segundo trimestre e “marcará uma nova direção com uma filosofia diferente de design, componentes competitivos com valor agregado e iniciativas aprimoradas de vendas online”. Será?

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
10 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

@bkdwt

E o interessante é que continuam insistindo em algo que não está dando certo há 6 anos! Parecem um bando de jumentos.

@teh

Minha dica pra LG:
Esquece, o nome LG esta muito queimado pra celular.
Crie uma nova marca e torne a independente da LG (apenas deixando ela sob seu guarda chuva), assim como a REdmi e outras ja fizeram.

Jefferson Rodrigues (@Jefferson_Rodrigues)

Na minha opinião, os smartphones da LG peçam por não serem atualizados e por não ser possível fazer root neles.
Esse tal Velte é feio pra cacete! O K50s é muito mais bonito que ele.

@ksio89

Acho que só os aparelhos básicos da LG não dá pra desbloquear o bootloader. O problema da LG pra mim é falta de confiabilidade, melhor exemplo é o bootloopgate no G3 e G4 que mancharam a reputação da marca.

Guilherme Oliveira (@Guilherme_Oliveira)

O hardware da LG é OK, o problema é o software e o custo-benefício, vide os últimos reviews de tops LG aqui no TB. Talvez um software mais rápido, limpo, com garantia de atualizações e cobrando um preço justo poderia fazer uma grande diferença. Tentar concorrer com Samsung e outras em preço é um tiro no pé.

José X. Burguer (@shevek)

LG não têm durabilidade…já tive problema com monitor e agora com celular…que simplesmente entortou! (talvez porque deixava ele sempre ligado no carregador)…minha impressão é que Samsung é muito mais durável…eu não compro mais LG…eu até gosto do design, mas não dá mais

Ronaldo Carlos da Silva (@RonaldoCarls)

Mais um trimestre, e mais uma vez a LG fracassa no seguimento mobile! Sinceramente, tá na hora de rever a proposta dos aparelhos, os seguimentos que de fato fazem sentido pra LG e investir em diversidade de aparelhos, que de alguma forma façam sentido pro usuário! Começando por refazer ou descartar a interface antiquada, é horrível, a LG é a unica fabricante que parece que não saiu da década passada, uma vergonha!

“marcará uma nova direção com uma filosofia diferente de design, componentes competitivos com valor agregado e iniciativas aprimoradas de vendas online”. Bom, o Velvet, parece ser um aparelho minimamente interessante, vamos vê se o preço faz sentido! Mas acho que a LG continuara tropeçando achando que esta entregando um aparelho fantástico, mas que no fim não passa de um intermediário com um acabamento decente!

@Banana_Phone

Todo ano eu falo que a LG deveria desistir da linha mobile.
Se eu fosse um executivo da empresa já teria cancelado esse segmento, não entendo quais são os motivos que fazem eles insistirem nisso.
Esse mercado está muito competitivo e os produtos lançados ficam obsoletos muito rápido.