Início » Celular » Nokia volta ao Brasil: celular Nokia 2.3 é lançado com preço de R$ 899

Nokia volta ao Brasil: celular Nokia 2.3 é lançado com preço de R$ 899

Nokia 2.3 é um smartphone com Android, hardware simples e marca o retorno ao Brasil por meio da HMD Global e Multilaser

Paulo Higa Por

A Nokia retorna ao mercado de celulares no Brasil neste domingo (3) com um modelo de entrada. O Nokia 2.3 é um smartphone com tela de 6,2 polegadas e bateria com promessa de duração de dois dias que ocupará a faixa de preço de maior volume no país. Para reconquistar os consumidores, a marca finlandesa oferece garantia de atualizações do Android e preço sugerido de R$ 899.

Nokia volta menor, com Android e em parceria com Multilaser

Faz quase seis anos que a marca Nokia não estampa um novo celular no mercado brasileiro, onde já ocupou o posto de liderança. O último foi o Lumia 930, com Windows Phone, em maio de 2014. No ano seguinte, o Lumia 640 até desembarcou no país, mas com a marca da Microsoft, que anunciou a compra da fabricante de celular em 2013, ainda na gestão do CEO Steve Ballmer.

Nokia 2.3

A nova empreitada é tocada pela HMD Global, também finlandesa e criada por ex-funcionários da Nokia. A pequena companhia detém, no mercado de smartphones, os direitos de uso da marca icônica — que continuou atuando no segmento de equipamentos de infraestrutura de rede nos últimos anos, inclusive no Brasil.

Em entrevista ao Tecnoblog, o diretor de portfólio da HMD Global para as Américas, Juan Olano, explica a nova fase. “Somos uma empresa pequena, mais dinâmica, com 600 trabalhadores, diferente do que eram a (antiga) Nokia e a Microsoft. Essa é a maior diferença, porque a qualidade dos aparelhos é a mesma ou melhor. Quando desenhamos um produto, temos que seguir todos os processos da Nokia e passar pelos testes da Nokia antes de lançá-lo no mercado”, diz.

A Multilaser é a parceira local da HMD Global. O diretor de marketing e vendas no Brasil, Junior Favaro, diz que a empresa nacional será responsável pela distribuição e pós-venda dos aparelhos da Nokia. “Eles têm uma capilaridade muito importante no Brasil e uma capacidade de entregar em todos os estados. É uma distribuidora nossa, para oferecer os produtos no varejo”, explica.

Nokia 2.3

Em um primeiro momento, os aparelhos serão importados. A HMD Global diz ao Tecnoblog que estuda a possibilidade de produzir os celulares no Brasil para ganhar escala, mas ainda não há prazo para que isso aconteça.

Nokia 2.3: MediaTek, 2 GB de RAM e atualizações garantidas

O smartphone do retorno da Nokia é um modelo básico. Com preço de lançamento de R$ 899, ele compete na mesma faixa de aparelhos como o Moto G8 Play e o Samsung Galaxy A10. O Nokia 2.3 possui tela LCD de 6,2 polegadas com resolução HD+, câmera frontal de 5 megapixels e um conjunto duplo na traseira, com sensor principal de 13 megapixels e um auxiliar para desfocar o fundo em retratos.

Nokia 2.3

Por dentro, o aparelho é equipado com processador MediaTek Helio A22 quad-core, RAM de 2 GB e memória interna de 32 GB, com possibilidade de expansão por microSD. Segundo a Nokia, a bateria de 4.000 mAh pode durar dois dias e ser carregada pela entrada Micro-USB (boo!). O design colorido conta com um botão dedicado para o Google Assistente.

O Nokia 2.3 vem de fábrica com Android 9 Pie, mas a empresa promete “atualizações de segurança por mais de três anos mensalmente e atualizações do sistema operacional por mais de dois anos” a partir da data de lançamento global. Isso significa que ele receberá correções até dezembro de 2022 e as próximas versões do Android. O Android 10 será liberado “nas próximas semanas”, diz a HMD Global ao Tecnoblog.

Nokia 2.3

No Brasil, o Nokia 2.3 será vendido a partir das 10 horas deste domingo (3) nas lojas online da Nokia, Americanas, Submarino, Shoptime e Pernambucanas, nas cores verde, dourado e cinza.

Nokia 2.3 – ficha técnica:

  • Tela: LCD de 6,2 polegadas com resolução HD+ (1520×720 pixels) e proporção 19:9
  • Processador: MediaTek Helio A22 quad-core de até 2,0 GHz
  • RAM: 2 GB
  • Armazenamento interno: 32 GB, com entrada para microSD de até 400 GB
  • Bateria: 4.000 mAh com carregador de 5 watts
  • Câmera frontal: 5 megapixels (f/2,4)
  • Câmeras traseiras:
    • Principal: 13 megapixels (f/2,2)
    • Sensor de profundidade: 2 megapixels
  • Sistema operacional: Android 9.0 Pie com atualizações garantidas para Android 10 e Android 11
  • Conectividade: 3G, 4G, Wi-Fi 802.11n, Bluetooth 5.0, rádio FM
  • Dimensões: 157,7×75,4×8,7 mm
  • Peso: 183 gramas
  • Cores: verde, dourado e cinza

Post atualizado às 12h42, com informação sobre a quantidade de núcleos do processador.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
21 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

ochateador (@ochateador)

Se cumprirem a promessa de 2 anos atualizando o android e 3 anos oferecento atualizações de segurança, então “é barato a longo prazo”.
Só espero que não seja bichado.

Eu (@Keaton)

Um dos pontos do problema é que o dolar tá pra lá de zoado…

Emanuel Schott (@Emanuel_Schott)

O que limita o tempo de uso de um aparelho é o hardware, não o software. Com essa configuração aí, não dou um ano pra estar travando.

Ramiz (@Ramiz)

Aqui no Brasil pode dar certo apenas pelo Brand, que inspira nostalgia, qualidade e durabilidade. É uma boa concorrente contra LG e Motorola por exemplo. Vale observar a qualidade de construção, que é o que será diferença para o público que compra sem se preocupar demais com specs.

Diego de Andrade (@dideandrade)

Se viesse por 699, seria matador. Claro que esse valor vai cair com o tempo, como todo Android, mas já seria um ótimo chamariz.

. (@Mr.Robot)

Se vender é pela memória afetiva da marca mesmo, pq de resto… Simplesmente não dá cara

@teh

Só vale pela atualização de sistema…

John Smith (@john)

Sendo importado com esse dólar nas alturas dificilmente será vantajoso. Hardware muito simples para 900 reais.

Pericles Cipriano (@Pericles_Cipriano)

Huawei volta um dia antes das sanções dos EUA, Nokia volta no meio da pandemia e com dólar a 6 reais kkkkkkkk.
Complicado.

Marcelo (@Marcelo3M)

Eu sempre tive aparelhos básicos e intermediários, nada além disso, e nunca vi esses travamentos que tanto falam.

@ksio89

Lixo vendido a preço de ouro.

Siebel (@Siebel)

Só 2GB de RAM…

Paulo Maciel (@pymaciel)

Me parece ser uma opção interessante nessa faixa de preço, exceto pelos 2GB de RAM. A Nokia vai ter que otimizar muito bem o software pra ter um desempenho satisfatório.

Exibir mais comentários