Início » Aplicativos e Software » Windows 10X chegará primeiro em notebooks sem tela dupla

Windows 10X chegará primeiro em notebooks sem tela dupla

Windows 10X estará no Surface Neo com duas telas; sistema da Microsoft traz interface moderna e roda programas Win32

Felipe Ventura Por

O Windows 10X foi anunciado no ano passado junto ao Surface Neo com duas telas, mas fará sua estreia em notebooks tradicionais: a Microsoft fez uma mudança de planos para essa variante do sistema, que traz uma interface moderna e roda programas clássicos Win32.

Microsoft Surface Neo com Windows 10X

Surface Neo

Panos Panay, chefe de Windows e Dispositivos na Microsoft, explica em blog oficial que gadgets com tela única “serão a primeira expressão do Windows 10X que entregaremos aos consumidores, e continuaremos a buscar o momento certo, junto a nossas parceiras OEM, para trazer dispositivos de duas telas ao mercado”.

E quanto ao Surface Neo? Segundo a CNBC, o lançamento do computador com duas touchscreens de 9 polegadas ficou para 2021, mas a Microsoft não confirma o adiamento.

O executivo não menciona diretamente a pandemia do coronavírus (COVID-19), mas observa que “o mundo é um lugar muito diferente do que era em outubro passado, quando compartilhamos nossa visão de uma nova categoria de dispositivos Windows de tela dupla”.

Segundo Panay, usuários do Windows 10 passam 4 trilhões de minutos no PC a cada mês, aumento de 75% em relação ao mesmo período do ano passado. Muitas pessoas estão trabalhando de casa e “aproveitando o poder da nuvem mais do que nunca”, diz o executivo; por isso, a Microsoft precisa se concentrar em atender os clientes onde eles estão agora, em vez de apresentar um PC com novo formato.

Windows 10X tem novo menu Iniciar

Windows 10X

O Windows 10X traz mudanças visuais importantes: o menu Iniciar agora se chama “Launcher” e traz uma interface sem blocos dinâmicos (Live Tiles), com destaque para a busca, aplicativos instalados e documentos abertos recentemente. O Windows Explorer clássico ainda estará presente, mas haverá um novo explorador de arquivos modernizado.

Será possível rodar programas Win32 no Windows 10X. A Microsoft adotou um formato modular no sistema: apenas quando necessário, ele carrega um contêiner com os componentes legados do Windows para executar esse tipo de aplicativo.

Com informações: TechCrunch.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
3 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Jardel (@Jardel)

Só pode ser o Steve Ballmer influenciando essas decisões não tem cara Satya Nadella. Mas bom saber que o Win 10X vai rodar em mais dispositivos. Se a MS se enrolar de mais pode perder o Time como o Win Phone.

Sérgio (@trovalds)

Ballmer já não palpita mais dessa forma na MS até onde eu sei.

Mas falando sobre as motivações do lançamento antecipado da versão do software sem o hardware (palpitando na verdade):

O iPad Pro dando suporte a mouse e teclado seria uma delas. Não é “nossa, que maravilha” o suporte e nem torna o iPad um “notebook” diferenciado mas isso pode ter sido motivação suficiente pra MS adiantar os planos em relação ao W10X.

Como o W10X quer enterrar (ou pelo menos tentar) o Win32, eles devem lançar antecipadamente pra dispositivos de uma tela só pra quando trouxer o hardware de duas telas propriamente dito que eles tem prometido o software já tenha um pouco mais de maturidade. Fora que aqui entra a questão dos processadores ARM, que tem uma arquitetura totalmente diferente e a MS está tendo que bailar justamente por causa do suporte que eles ainda mantém ao Win32. Aí entra a questão dos componentes Win32 não serem mais parte integrante do kernel e sim vão ser carregados “on demand” em o que a notícia deu a entender, dentro de um contêiner separado e isolado.

Ainda em ARM: a Apple já anunciou que em 2021 seus Macs vão usar processadores próprios baseados na arquitetura, o que aponta que pelo menos eles vão jogar a pá de cal em cima dos 32-bit. Já enterraram no MacOS mas os processadores Intel ainda usam conjuntos de instruções 32-bit, o que na prática no SO deles é inútil. O que leva aqui a uma outra consideração de que a Intel pode estar “cozinhando em banho-maria” o desenvolvimento de uma arquitetura nova sem instruções 32-bit pra poder concorrer com o ARM. Mas isso é um outro assunto.

De qualquer forma a pandemia freou e mudou muito cronograma. Agora é aguardar 2021 ou 2022 e ver como o mercado se movimenta, principalmente com a Apple fazendo essa mudança enorme de paradigma (de novo).