Início » Celular » Microsoft Surface Headphones 2 tem Bluetooth 5.0 e preço menor

Microsoft Surface Headphones 2 tem Bluetooth 5.0 e preço menor

A adição do codec aptX aproxima o fone de sua concorrência, enquanto que o preço menor é sempre bom

André Fogaça Por

A Microsoft anunciou nesta quarta-feira (6) o lançamento do Surface Headphones 2, que é um fone de ouvido on-ear que chega mais barato e com mais bateria do que a geração anterior. Além disso, agora o fone pode oferecer maior qualidade de som com novo codec.

microsoft surface headphones 2 mesa

O primeiro Surface Headphones, que tem um nome bem pouco criativo (significa basicamente Fones de ouvido Surface), foi lançado em 2018 por US$ 349 como um fone on-ear com isolamento acústico ativo e um visual minimalista, que é tradicional de todos os produtos Surface. Agora este fone chega em sua segunda geração, custando pouco mais de 28% menos.

Mesmo com uma matemática mais agradável ao bolso, o fone continua com o mesmo isolamento de ruído, que agora pode ser controlado pela parte externa de um dos drivers e permite ajuste para que voz humana não seja cancelada. Eles continuam com tamanho de 40 milímetros e isso deve, no mínimo, significar mesma qualidade sonora.

microsoft surface headphones 2 animado

O que pode ajudar neste ponto é que agora a conexão é feita com Bluetooth 5.0 e o Surface Headphones 2 aceita o codec aptX. Outro ponto interessante é que a autonomia de uma só carga passou de 15 para 20 horas de reprodução, mesmo com o isolamento ativado.

O corte de quase 28% no preço significa que o Surface Headphones 2 custa US$ 249 e o lado negativo de ter um fone novo, com mais recursos e mais barato do que a geração anterior, é que como acontece em toda a linha Surface, não existe previsão de lançamento para o Brasil.

microsoft surface headphones 2 cabeça

Nos países onde ele é vendido, as vendas começam no dia 12 de maio. Que inveja.

Com informações: Microsoft.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
10 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

@FabForte

“Inveja” é pouco… cada vez que vejo lançamentos da linha Surface, “meus circuitos chiam” (como já disse alguém), porque sei que eles nada disso vai chegar ao Brasil…

Rodolpho Camargo (@damagedparsley)

A linha Surface é meu sonho de consumo.

@ksio89

Parodiando o “Sorte de hoje” do Orkut: você não mora no Brasil.

@Comentador

Se viesse pro Brasil, viria custando um absurdo mesmo.

Islan Oliveira (@Islan_Oliveira)

Melhor vir custando caro do que não vir.

Schio ☭ (@Sckillfer)

Todos os posts frisando muito bem que: não tem no Brasil, meninax!

Henrique Nakade (@Henrique_Nakade)

Nunca me decepcionei com os produtos periféricos da microsoft, tem uma boa qualidade e uma ótima durabilidade, mas por consequência de sua fama ficam naturalmente salgados(ainda mais com este dólar canibal)

E tem sempre aquela esperança da conectividade ser a melhor possível com dispositivos que rodem windows, de se conectar mais rápido e de forma mais inteligente ao reconhecer um produto da própria fabricante.

Vinicius Andrade (@Toloko)

Vir custando caro para não vender (ou vender meia dúzia), fazer a empresa recolher imposto, gastar com logística e armazenagem, não compensa.

Gabriel Arruda (@gdarruda)

Acho que alguma coisa poderia trazer para experimentar, afinal eles já tem operação no Brasil com venda de hardware inclusive.

A Dell importa sob demanda os produtos que não são fabricados, acredito que a Microsoft poderia fazer isso pelo menos com alguns produtos mais acessíveis e de apelo maior.

Islan Oliveira (@Islan_Oliveira)

Eu falei do ponto de vista do consumidor, não da empresa. Obviamente que se ela não disponibiliza os produtos em um mercado é porque existe uma razão.

@ksio89

Sei não, os periféricos da Logitech tem qualidade igual ou superior aos da Microsoft e costumam ser bem mais em conta, além da garantia ser muito maior. Enquanto a Microsoft tem a cara de pau de dar apenas 3 meses de garantia no controle do Xbox One (S), que beira os 300 reais, a Logitech dá nada menos que 36 meses de garantia no controle sem fio F710, que já teve promoção de 120 reais.

Outro exemplo é que já tive nada menos que três headsets LifeChat LX-3000 em que o microfone dá mau contato e logo para de funcionar, e após inúmeros reclamações similares, conclui que se trata de uma falha de projeto. O headset deu defeito uma vez, acionei o RMA, enviaram outro. Após quase um ano de uso a segunda unidade deu o mesmo problema e a Microsoft enviou outra unidade de reposição. 6 meses após o fim da garantia apresentou mais uma vez o mesmo defeito aí desisti rs.