Início » Telecomunicações » Polícia apreende 4,5 mil unidades de TV Box para IPTV pirata em SP

Polícia apreende 4,5 mil unidades de TV Box para IPTV pirata em SP

Operação da Polícia Civil apreendeu milhares de aparelhos de TV por assinatura clandestinos no centro de São Paulo

Lucas Braga Por

Uma nova etapa da Operação Curto-Circuito apreendeu, na última semana, mais de 2 mil aparelhos para decodificar ilegalmente o serviço de TV paga. A ação da Polícia Civil de São Paulo, que conta com apoio da prefeitura da capital, já recolheu 4.564 equipamentos TV Box desde janeiro de 2020.

Aparelhos apreendidos. Foto: Polícia Civil/Divulgação

A operação da última semana apreendeu equipamentos no Bom Retiro, região central de São Paulo: a polícia interceptou um caminhão que estava fazendo o transporte dos objetos ilícitos. O motorista e o ajudante foram detidos, e os receptores de TV foram encaminhados para perícia.

Normalmente, os equipamentos TV Box utilizam sistema operacional Android. Eles também servem para streaming de serviços legítimos como Netflix e YouTube; no entanto, a maioria dos pontos de venda se aproveitam de modelos com aplicativos já embarcados para funcionar com listas de IPTV pirata, ou com aplicativos que acessam ilegalmente as transmissões de canais pagos.

Como aponta o TeleSíntese, as operações foram feitas em pontos tradicionais de comércio de eletrônicos, como as ruas Santa Ifigênia, 25 de Março e Avenida Rudge. Os envolvidos responderão por crime previsto na Lei de Serviços de Telecomunicações.

Serviço pirata mira na TV paga

O setor de TV paga vem perdendo assinantes, devido às mensalidades caras, programação linear desinteressante e alto número de comerciais. Muitos têm trocado o serviço por plataformas de streaming ou pelo IPTV pirata.

Alguns equipamentos já desbloqueiam o sinal de fábrica e custam em torno de R$ 800, enquanto modelos TV Box mais baratos chegam a custar menos de R$ 200, mas exigem a contratação de uma “lista” de canais com pagamento mensal, trimestral, semestral ou anual.

Dados de março de 2020 apontam a existência de 15,4 milhões de acessos de TV paga; é o menor número desde setembro de 2012. O setor já acumulou 19,8 milhões de acessos em abril de 2016, e desde então decresce a cada mês.

Com informações: Polícia Civil de São Paulo.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
19 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

@xtudao

Sinceramente, tv a cabo e algo que não faria questão de ter, hoje em dia acho que só a galera dos esportes e tiozão que não sabe o que é youtube compra essas coisas.

Eu (@Keaton)

Alguém avisa a policia federal que não é so TV Box que tem app de IPTV… hahaha

falando sério, eu queria um desses TV Box mais pra rodar um mini servidor web/pihole. :\

Matheus Motta (@Matheus_Motta)

Enxugando gelo. Se as operadoras querem lucro, então é melhor elas partirem pro streaming.

Anderson Antonio Santos Costa (@Anderson_Antonio_San)

O problema atual da TV Paga é justamente o alto preço cobrado pelos pacotes. Um pacote básico não sai por menos do que 100 reais.
Por isso, a pirataria de sinal é grande. E, para piorar, a população brasileira tem apoiado fortemente os piratas da TV Paga, dizendo que não é crime.
Se os preços dos canais que realmente queira assistir fosse mais barato, como ocorre nos serviços de streaming, certamente a pirataria não compensaria.
Com relação ao enorme número de anúncios na TV Paga, acho essa uma medida que favorece ainda mais a pirataria. Quem assina alguma coisa quer se livrar dos anúncios.

Copi (@Copi)

Acho interessante a ideia de ter canais simplesmente por que tira a necessidade de escolher algo específico, e as vezes você não quer gastar tempo com isso. Pior coisa que tem é entrar no netflix e passar 20 minutos olhando pra tela de seleção.

Mas os preços são abusivos, hoje eu assino o plano família do Netflix, o Amazon Prime, e divido uma conta do Globo Play e ainda sai uns 50% mais barato que o custo do plano básico de tv no combo.

Daniel Plácido (@Daniel_Placido)

Concordo plenamente, assino Netflix basicamente so minha esposa que usa, eu so assisto algumas séries lá mas na maioria das vezes que ligo a TV gosto de trocar de canal até achar algo que me interesse e Streaming nunca vai substituir TV por assinatura pra quem tem este costume.

Daniel Plácido (@Daniel_Placido)

Eu odeio futebol, não sou velho e prefiro mil vezes TV por assinatura à streaming.

Na maioria das vezes que ligo a TV gosto de trocar de canal até achar algo que me interesse e Streaming nunca vai substituir TV por assinatura pra quem tem este costume.

Streaming pode ter milhões de séries, filmes, desenhos, mas não tem conteúdo/programas como de canais como Discovery, National Geographic, Animal Planet, etc.

Rodrigo (@rodrigo1)

Abre a Netflix, fecha os olhos e assiste a primeira coisa que selecionar hahaha

Copi (@Copi)

As vezes abro minha lista e vou avançando bem rápido até parar em algo aleatório mesmo hahahaha

Vítor Gomes (@vctgomes)

Isso é culpa das próprias emissoras de TV, que cobram horrores por seus canais e obrigam as operadoras a implantarem goela abaixo canais inúteis.

Ex.: Se a operadora quiser levar a Globo, terá de levar junto todas as afiliadas da Globo (só na Bahia são 6 canais afiliados gastando espaço no satélite. Isso não é barato). Se a operadora quiser ter a Fox, terá de levar o Fx e diversos outros canais q nem sempre são úteis.

Contudo, querer legitimar o uso da TV pirata por conta do alto custo da TV a cabo é algo completamente ilógico. É algo ilegal. É corrupção e tira o emprego de várias pessoas.

Hj existe alternativas baratas e definitivamente legais para todos aqueles que dizem que a TV a cabo é cara, que são os streamings. Vários canais oferecem.