Início » Finanças » Exclusivo: Apple, Google e Samsung Pay crescem no Brasil em meio à pandemia

Exclusivo: Apple, Google e Samsung Pay crescem no Brasil em meio à pandemia

Uso de carteiras digitais entre clientes do Itaú aumenta para evitar contato com maquininha de pagamento e cartão físico

Paulo HigaPor

Os brasileiros estão usando mais as carteiras digitais, como Apple Pay, Google Pay e Samsung Pay, para fazer compras em estabelecimentos em meio à pandemia da COVID-19, de acordo com números do Itaú obtidos com exclusividade pelo Tecnoblog. O motivo é simples: a tecnologia pode evitar o contato com a maquininha de pagamento, bem como a transmissão do novo coronavírus por meio do cartão físico.

Apple Pay

Clientes que já utilizavam as carteiras digitais passaram a adotar mais o pagamento por aproximação em meio à pandemia. O Itaú revela ao Tecnoblog que houve, em média, aumento de 10 pontos percentuais na participação do Apple Pay, Google Pay e Samsung Pay em relação ao método de pagamento tradicional, com cartão físico, chip e senha.

O movimento está relacionado ao “receio de entregar seu cartão à pessoa do caixa ou tocar na maquininha”, segundo o banco. No pagamento por NFC, basta desbloquear o Android ou iPhone, abrir o aplicativo de carteira digital e aproximar o celular do terminal de pagamento. Na maioria dos casos, a transação é autorizada na hora, sem necessidade de digitar a senha na máquina de cartão.

Carteiras digitais impulsionaram Dia das Mães

De acordo com o Itaú, o faturamento dos varejistas por meio de pagamentos com carteiras digitais no fim de semana do Dia das Mães, entre 9 e 10 de maio, aumentou 29% em comparação com as semanas anteriores.

Trata-se de uma “dose de oxigênio” recebida pelo comércio, nas palavras do banco, mas que ainda não indica uma recuperação da economia: o volume de vendas nesses dois dias foi de apenas 65% da média dos fins de semana anteriores à pandemia. É um resultado fraco, ainda mais levando em conta que a data é considerada a segunda mais importante para o varejo, perdendo só para o Natal.

Gastos concentrados em supermercado, delivery e farmácias

Os gastos com carteiras digitais ficaram concentrados nos supermercados: no começo das medidas de isolamento social, com a corrida por estoque de insumos, eles chegaram a responder por 50% de todas as transações com Apple Pay, Google Pay e Samsung Pay, o que é “mais do que o triplo do que costumávamos ver antes da pandemia”, de acordo com o diretor de pagamentos digitais do Itaú, Rubens Fogli.

Mesmo nas semanas seguintes, os supermercados continuaram encabeçando o ranking de lugares onde as pessoas mais utilizam carteiras digitais, com 37% das transações. Eles ultrapassaram os bares e restaurantes, que eram líderes antes da pandemia e hoje estão com salões fechados para evitar a transmissão do vírus. Agora, a lista é ocupada por serviços de entrega de comida (20%) e farmácias (9%).

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
11 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

@ksio89

E esse crescimento poderia ser ainda maior se o NFC/MST estivesse presente em mais aparelhos. Aí vem uma Motorola da vida e lança telefone que beira os 1500 reais sem o recurso, sendo que ele estava presente na geração anterior.

Eu apostei que pagamento por aproximação iria deslanchar em 2020, mas as fabricantes parecem não se importar, passando a não integrar o NFC nos últimos lançamentos, mesmo os mais caros.

Nesse ritmo essa tecnologia não vai se popularizar nunca. Sinceramente, eu não vejo um futuro muito promissor pra pagamento à distância com smartphone, ainda mais porque os aparelhos que têm o recurso estão longe de serem acessíveis, e ficaram ainda mais caros com a disparada do dólar.

Sei que existem cartões contactless, mas se for pra ter o trabalho de tirar o plástico da carteira, prefiro logo inserir na máquina e digitar senha. Desculpem o desabafo, só acho frustrante uma tecnologia tão legal quanto essa fracassar por culpa de mesquinharia das fabricantes.

Luiz C. Eudes Corrêa (@Eudes)

Triste isso, pede um Credicard Zero, BB Petrobras/Saraiva que não tem anuidade, ou um itaucard click Visa que isenta anuidade gastando R$100/mês

No meu uso os cartões Visa são melhores no Apple Pay pois não pedem senha nas maquininhas, nos Mastercard acima de R$49,99 pode e vai pedir senha aleatoriamente toda hora com valores “altos”

Luiz C. Eudes Corrêa (@Eudes)

Pior é a motorola lançar um aparelho que no resto do mundo possui NFC, e ele chegar no brasil com isso removido na versão nacional

Guilherme da Silva Manso (@GuilhermeManso)

Triste mesmo. A Samsung é outra que tira o NFC (Samsung Pay) qdo traz os celulares para aqui. Tirou do A30s, A50s, A21 e A31.