Início » Internet » Microsoft troca jornalistas por inteligência artificial

Microsoft troca jornalistas por inteligência artificial

Cerca de 80 cargos em portais da Microsoft serão cortados e substituídos por sistemas de inteligência artificial

Bruno Gall De Blasi Por

A Microsoft automatizará ainda mais os seus portais online: a companhia irá trocar jornalistas por sistemas de inteligência artificial (IA) nos Estados Unidos e Reino Unido. Ao todo, cerca de 80 profissionais responsáveis pela curadoria e edição de conteúdos deixarão a empresa a partir de 30 de junho.

Microsoft - prédio

As primeiras informações sobre o encerramento dos contratos começaram a surgir na semana passada. Segundo o The Seattle Times, cerca de 50 cargos serão cortados nos Estados Unidos. Já no Reino Unido, a cifra é de por volta de 27 postos, de acordo com o The Guardian.

No lugar, os portais online MSN e Microsoft News serão controlados por sistemas de inteligência artificial, cujos robôs estarão responsáveis pelo controle e seleção de conteúdos nos serviços da companhia. Os empregados em regime integral, porém, permanecem na Microsoft.

“Como todas as empresas, avaliamos nossos negócios regularmente. Isso pode resultar em aumento do investimento em alguns lugares e, de tempos em tempos, reimplantação em outros”, explica um porta-voz da companhia.

A Microsoft ainda afirma que os cortes não estão ligados aos impactos causados pelo novo coronavírus (COVID-19). “Essas decisões não são o resultado da atual pandemia”, afirmam.

Com informações: Engadget e The Verge

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
9 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

João M. (@RonDamon)

É só o começo. Alguns empregos repetitivos tb vão sumir.

Vítor Gomes (@vctgomes)

Isso é o que o futuro nos reserva.

Só fiquei assustado por serem jornalistas. Pensei que essas profissões “pensantes” demorassem mais tempo para serem substituídas…

imhotep (@imhotep)

Muitos jornais já fizeram isso. Mas trocaram jornalistas por estagiários, blogueiros (dos ruins).
É nítido qd um texto é bem escrito e qd um texto é uma maçaroca de ideias mal encaixadas.

Lucas Monteiro (@lucasmonteiro)

É o futuro se avizinhando.

PinPortal ✔️ (@pinportal)

Mas é que o Microsoft Notícias não cria conteúdo, ele só agrega notícias de diversas fontes que tem acordo com a Microsoft. Então Basicamente esses jornalistas da Microsoft não escreviam notícias, eles só selecionavam quais notícias dos portais parceiros deveria ser exibida e quais não. Quais eram mais relevantes, etc. Agora a inteligência artificial vai fazer isso.

Felipe Silva (@Felipe_Silva)

A parte importante do trabalho deles era evitar noticias com potencial de serem fakenews ou mal escritas irem parar no portal da Microsoft, já que não se tem garantias sobre a qualidade do que os parceiros escrevem, a minha duvida é até que ponto os boots são capazes disso e não só de olharem o que rende mais views?

Gustavo Henrique Silva (@GustavoSilva)

Realmente estamos vendo isso acontecer, apesar se não se trata do mesmo fenômeno. Os jornais estão em crise e cortando os custos ao máximo na tentativa de fazer frente à internet, o MSN se tratando apenas de um agregador, não produz notícias só replica.

PinPortal ✔️ (@pinportal)

Exatamente, mas mesmo sendo um agregador ele custa bastante dinheiro. Esses funcionários que faziam a curadoria custavam caro, agora estão substituindo por inteligência artificial pelos servidores Azure, que já são deles mesmo. Agora sim o custo vai se reduzir drasticamente. A mão de obra é um dos maiores custos de uma empresa. Além do msn notícias, outros sites agregadores de notícias que eu conheço são o Yahoo e o Sapo (de Portugal). Você conhece outros?