Início » Brasil » Serpro contrata Amazon para armazenar dados do governo

Serpro contrata Amazon para armazenar dados do governo

Serpro anuncia parceria com Amazon Web Services (AWS) para armazenar dados do governo e demais clientes na nuvem

Bruno Gall De Blasi Por

O Serpro anunciou a contratação da Amazon para serviços na nuvem (cloud) nesta terça-feira (2). A parceria com a Amazon Web Services (AWS) para armazenar dados do governo e demais clientes do setor privado, formalizada após um chamamento público realizado em novembro de 2019, é uma das primeiras etapas “na busca de novas soluções utilizando tecnologia em nuvem”, segundo a empresa.

Serpro

A parceria pretende flexibilizar o fornecimento de soluções da empresa. Com o acordo, o Serviço Federal de Processamento (Serpro) poderá oferecer serviços de computação na nuvem com estruturas de servidores e aplicações da própria estatal e da Amazon aos seus clientes.

Segundo o presidente da estatal, Caio Paes de Andrade, “o setor público, pelas regras que tem de obedecer, acaba ficando lento para determinados assuntos. Obviamente, a tecnologia está muito mais avançada. Se não conseguirmos fazer parcerias, não vamos fazer frente aos desafios que a tecnologia nos impõe”.

A parceria anunciada nesta terça-feira (2) demarca o primeiro estágio na busca por soluções na nuvem da estatal. “O futuro é a nuvem, mas existe um processo de transição. Nesse momento, estamos na fase de analisar quais os sistemas existentes podem ser migrados para o ambiente e quais clientes demonstram interesse por esse serviço”, explica o diretor de Operações do Serpro, Antonino dos Santos Guerra.

A estatal ainda tem outras apostas. De acordo com o diretor, o Serpro pretende oferecer “soluções em inteligência artificial, virtualização de áreas de trabalho e segurança da informação”.

Outras companhias, além da Amazon, estão no radar do Serpro para parcerias seguindo o modelo “parceria de negócios” com base na nova Lei das Estatais (Nº 13.303/2016). São elas a Google, Huawei, IBM, Microsoft e Oracle.

Atualmente, o Serpro atende governos e órgãos federais, como a Receita Federal, Denatran e o Tesouro Nacional, e se encontra no programa de privatização.

Com informações: Serpro e UOL

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
8 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Felipe Silva (@Felipe_Silva)

Os servidores da Serpro não tavam aguentando o trafego de dados dos americanos nos espionando, então decidiram migrar pra Amazon e garantir maior agilidade na analise dos nossos dados.

Tech Nerd 🤓 (@technerd)

Com nosso atual governo os EUA nem precisam se dar ao trabalho de espionar é só o Trump pedir que nós damos as informações em troca de nada.

Felipe Silva (@Felipe_Silva)

Com a privatização o foco vai ser só o lucro, não mais a soberania nacional.

Siebel (@Siebel)

O único país subdesenvolvido que americano sabe da existência é o México. Não se iluda achando que alguém liga pro BR.

Siebel (@Siebel)

Talvez seja melhor contratar alguma empresa cubana ou chinesa pra armazenar nossos dados.

Tiago Faustino (@TiagoFaustino)

Estava estudando colocar um sistema na nuvem que minha empresa estava fazendo para o governo e tinha alguma coisa na lei que os servidores tinham que ficar hospedados no Brasil. Alguém conhece isso mais a fundo?

Tiago Celestino (@tcelestino)

A Amazon já tem alguns serviços aqui no Brasil (S3, ECS, etc…), o negócio é pensar na latência de rede, etc… ah!! E o custo.

Tiago Celestino (@tcelestino)

Será que teremos em breve dados vazados devido exposição de algum elastic search que deixaram exposto ao público?

ochateador (@ochateador)

Se entendi direito algumas reportagens (gringas no caso), ao enviar o dado para a nuvem (upload) você paga um custo por GiB enviado.
Ao manter esse dado armazenado na nuvem, você paga por GiB armazenado (mais caro que fazer upload).
Ao puxar/consultar esses dados (download) você também paga um custo por GiB (que é mais caro que o armazenamento).

(em teoria) Diminui a dor de cabeça em relação a um datacenter próprio, mas aumenta o custo de operação…

Tech Nerd 🤓 (@technerd)

Prefiro que nossa segurança de dados seja feita por nós mesmos. Abç

Felipe Silva (@Felipe_Silva)

vou linkar o próprio tecnoblog pra não reclamarem da fonte https://tecnoblog.net/139347/espionagem-americana-dilma-rousseff/