Início » Aplicativos e Software » Zoom explica por que plano grátis não terá criptografia de ponta a ponta

Zoom explica por que plano grátis não terá criptografia de ponta a ponta

O CEO do Zoom, Eric Yuan, informou que a criptografia de ponta a ponta estará disponível apenas aos usuários pagantes

Darlan Helder Por

Após os escândalos de falhas de segurança e de privacidade no mês março, o Zoom, popular plataforma de videochamadas, começou a trabalhar para aprimorar o seu sistema de segurança. No entanto, essa proteção não chegará a todos os usuários.

Alex Stamos, consultor de segurança do Zoom, revelou na semana passada que a empresa ativaria o recurso de criptografia de ponta a ponta apenas para contas pagas, ou seja, excluindo o plano grátis. A informação foi confirmada pelo CEO da companhia, Eric Yuan, e, claro, gerou muita polêmica.

Zoom / Unsplash / James Yarema

O Zoom tomou essa decisão pois, caso o usuário utilize a plataforma de forma indevida, as autoridades de segurança poderão apurar os atos sem restrições.

“[Para os] usuários gratuitos, com certeza, não queremos oferecer [criptografia de ponta a ponta]. Porque também queremos trabalhar em conjunto com o FBI e a polícia local, caso algumas pessoas usem o Zoom para fins ruins”, ponderou Yuan.

Stamos, porém, não gostou da forma como o CEO do Zoom anunciou a decisão e, em sua conta no Twitter, deu mais detalhes sobre o assunto. “O Zoom está lidando com alguns problemas sérios de segurança”, declarou o consultor. Ele revela que a plataforma vem sendo usada para discursos de ódio e exposição de crianças.

https://twitter.com/alexstamos/status/1268061790954385408?s=20

A maioria dos criminosos usa o Zoom por conta gratuita e “e-mails descartáveis”, explica Stamos. Por fim, ele ressalta que a empresa tem conversado com especialistas em segurança, acadêmicos e outros grupos para assim aprimorar a segurança da ferramenta de videochamadas.

Duas pessoas conversando no aplicativo Zoom

O auge dos escândalos envolvendo o serviço ocorreu no mês de março quando o site The Intercept revelou que o Zoom não trabalhava com criptografia de ponta a ponta. Em seu site, a empresa afirmava que o recurso era utilizado em sua plataforma. Mais tarde, o Zoom confessou não utilizar a criptografia de ponta a ponta e pediu desculpas aos usuários.

Com o isolamento social devido à pandemia de coronavírus, o Zoom viu o número de usuários subir em 2020. Hoje, a empresa conta com mais de 300 milhões de inscritos.

Com informações: Engadget e The Next Web.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
6 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

@teh

Aff. Usem outro programa…

Caleb Enyawbruce (@Enyawbruce)

Mercenários

João Almeida (@Joao_Almeida)

kkkkkk so na cabeça dele criminoso vai saber o que é zoom… eles vao fazer ligação pelo zapzap e no maximo articulam tudo por lá

Eu (@Keaton)

Se não me engano, o Whatsapp não é tão popular em muitos paises. haha

@D4nTeH

Explicação besta para uma polêmica besta. Só tem para pagantes porque querem que pague pelo recurso, simples. Eu realmente não entendo como esse tipo de coisa ainda gera “polêmica”.