Início » Aplicativos e Software » Google Chrome ainda permite que sites detectem modo anônimo

Google Chrome ainda permite que sites detectem modo anônimo

Detecção do modo anônimo no Chrome pode ser empregada para evitar que usuário contorne paywall, por exemplo

Emerson Alecrim Por

Lançado em julho de 2019, o Google Chrome 76 chegou com a promessa de modificar um recurso que permite a um site descobrir se o usuário está navegando em modo anônimo. De fato, o tal recurso foi modificado. O problema é que, quase um ano depois, ainda é relativamente fácil descobrir quando uma página está sendo acessada em aba privada.

Antes do Chrome 76, o truque estava em acionar a API FileSystem. Nas janelas anônimas, o Chrome a mantinha desativada para evitar registro de dados do usuário. Logo, ao receber uma mensagem de erro informando sobre isso, o site podia “presumir” que aquele usuário estava em navegação anônima.

A partir daí, era possível bloquear o conteúdo para evitar que o usuário recorresse à navegação anônima para escapar do paywall ou de rastreamentos para fins publicitários, por exemplo.

Como abrir uma Guia Anonima

Ou não?

No Chrome 76 e versões posteriores, o Google simplesmente passou a manter a API FileSystem ativada durante a navegação anônima, fazendo o truque não funcionar mais. Porém, apenas um mês depois do lançamento dessa versão, pelo menos dois outros truques para detectar abas privadas passaram a ser usados.

Na ocasião, o Google foi questionado a respeito desses métodos e informou que já tinha ciência deles, por isso, buscava outras formas de evitar a detecção do modo anônimo. Só que nove meses se passaram e nenhuma solução foi apresentada.

Para piorar, os scripts funcionam com praticamente qualquer navegador baseado no Chromium, como o Microsoft Edge, o Opera e o Brave. Além disso, os métodos foram aperfeiçoados para funcionar com navegadores como Firefox e Safari.

Recentemente, a companhia foi processada em US$ 5 bilhões sob acusação de rastrear usuários no modo anônimo. Como os scripts podem ter algum peso sobre o processo, é possível que o Google volte a se empenhar na busca de uma solução definitiva.

Com informações: ZDNet.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
7 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Will (@wccs)

Eu diria até que o problema em si não é só o Chrome, mas todo o S.O.

Eu tenho um celular Android e congelo quase todo o bloatware do Google, isso inclui o Google Chrome. Meu navegador oficial é o Firefox e recentemente eu fiz uma pesquisa, em aba anônima, de aspirador de pó. Até aqui tudo certo, o Google exibiu as lojas e o produto certinho. Acabei escolhendo um modelo específico, mas não cheguei a concluir compra e nem logar em absolutamente nada.

Em meu celular tenho um joguinho que sempre oferece “vidas extras” em troca de exibição de propagandas. E não é que depois dessa pesquisa “anônima” o joguinho passou a me oferecer o mesmo produto que estava pesquisando? Fiquei deveras assustado com aquilo, pois usei um recurso do navegador justamente para não ser rastreado, não fiz login em nenhum site ou conta Google e mesmo assim o que temia aconteceu. Ah, isso continuou acontecendo por semanas, o que só aumentou as minhas suspeitas…

@ksio89

Pelo visto o jeito é usar o Burlesco ou desativar o JavaScript pra contornar paywall, embora essa não seja muito prática.

Islan Oliveira (@Islan_Oliveira)

Eu desisti de usar o Burlesco pois por ser uma extensão de fora da loja o Chrome ficava sempre notificando sobre segurança. Como ultimamente tenho usado mais o celular, configurei pra que os sites com paywall que acesso com mais frequência tenham sempre o javascript bloqueado. Além disso, uso um bot no Telegram pra quebrar o paywall. Às vezes dá erro, mas é bastante prático., Já que ele quebra o paywall e cria uma leitura rápida no próprio Tekegram.

⠀ (@mdcosta)

O que eu faço pra pular o paywall em alguns sites é parar o carregamento assim que o texto aparece (funciona com O Globo, por exemplo). Ou adicionar a notícia no Pocket e ler ela completa por lá (Estadão).

imhotep (@imhotep)

Alguns paywall eu carrego pelo outline.com. Costuma funcionar.

² (@centauro)

O modo anônimo serve pra impedir que histórico de navegação, informação de formulário, autorizações a sites e cookies fiquem salvos.
Só isso.

O google tem muito mais recurso pra rastrear o usuário além do cookie e IP. A máquina que você usa pra acessar um site é basicamente um identificador único e sites conseguem usar essa informação pra identificar visitantes (o chamado canvas fingerprint).

Então, o modo anônimo só serve pra manter a privacidade caso você compartilhe a máquina com outras pessoas (se for o desktop da família, ou se empresta o notebook/smartphone pra outras pessoas navegarem na net também). O modo anônimo não serve para ocultar/anonimizar sua presença online.