Início » Telecomunicações » Streaming de vídeo tem mais audiência que TV paga no Brasil

Streaming de vídeo tem mais audiência que TV paga no Brasil

Netflix e outros serviços de streaming superam Ibope de TV por assinatura entre 7h e 0h; audiência online pode ser ainda maior

Lucas Braga Por

Serviços de streaming representam o futuro do entretenimento televisivo, e isso também vem se tornando realidade no Brasil: uma pesquisa da Kantar Ibope aponta que transmissões pela internet da Netflix, YouTube, Globoplay, Amazon Prime Video e outros já ultrapassam a audiência de TV por assinatura.

O colunista Ricardo Feltrin, do UOL, obteve dados relativos ao mês de maio. A audiência entre 7h e 0h de conteúdo em streaming foi de 6,9 pontos, representando 14,6% de todas as TVs ligadas no Brasil; enquanto os canais pagos somaram 6,7 pontos e 14,1%. Cada ponto de medição representa 250 mil domicílios.

Considerando a média das 24 horas no dia, o streaming empatou com a TV por assinatura com 5,7 pontos, e teve um décimo a mais na porcentagem de transmissões. No entanto, é bem provável que a audiência online seja ainda maior: a medição do Kantar Ibope considera apenas conteúdo exibido em TVs, deixando de lado grande parte da população que consome videos através de smartphones, tablets e computadores.

Não é surpresa que os serviços de streaming tenham boa performance: o custo mensal de TV por assinatura é muito elevado, enquanto a internet fornece soluções mais baratas e até gratuitas. O aparelho Ibope (peoplemeter) mensura Netflix, YouTube, Globoplay, Amazon Prime Video, UOL Play, Record PlayPlus, Google Play Filmes, conteúdo adulto, entre outros.

Dados da Anatel de abril de 2020 revelam que o Brasil tinha 15,3 milhões de acessos de TV por assinatura. A Claro e NET ocupam 49% desse mercado, com cerca de 7,5 milhões de assinaturas, seguidas por Sky (4,5 milhões), Oi (1,49 milhões) e Vivo (1,27 milhões). A tecnologia mais utilizada é DTH (satélite), com 49,7%, seguido por cabo (43,9%) e IPTV por fibra óptica (6,4%).

TV aberta ainda domina Ibope

Ainda que os streamings estejam cada vez mais relevantes, as plataformas digitais ainda estão longe de desbancar os canais de TV aberta. Entre 7h e 0h, mais de 60% dos televisores estão sintonizados em algum canal tradicional, sendo pelo menos 30% na Globo.

Além disso, o Grupo Globo possui forte presença no mercado de TV paga em canais como Globonews, Telecine, GNT, Multishow, SporTV, Gloob, Bis e Off.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
5 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Matheus Motta (@Matheus_Motta)

Medição bem mal feita, e mesmo assim tem mais gente usando streaming do que sendo roubado pelas operadoras

Lucas Blassioli (@olucaslab)

O Ibope é por amostragem, a amostragem deles pode ter um comportamento diferente de que os seus conhecidos. Mas acredito que ainda a TV aberta é o principal consumo do brasileiro…

Alex (@wuhkuh)

Quando se pega o custo beneficio do streaming, fica impossível manter uma TV fechada se não tiver dinheiro sobrando

Alex (@wuhkuh)

Eu posso jurar que li uma historia de um garoto de 9 anos que ficou triste porque não passa mais TV Globinho, serio mesmo! Um delusional bizarro!