Início » Aplicativos e Software » Parceria do Google permite rodar o Office do Windows no Chromebook

Parceria do Google permite rodar o Office do Windows no Chromebook

A parceria do pode limitar o alcance do Office, mas o pacote de produtividade da Microsoft pode ser instalado no Chrome OS pela Play Store

André Fogaça Por

O Google firmou parceria com a Parallels para permitir que o Office possa ser aberto nativamente dentro do Chrome OS. A novidade é bastante promissora para os Chromebooks, mas infelizmente ela está limitada ao uso empresarial dos computadores que rodam o sistema operacional criado inicialmente para ter apenas o Chrome.

samsung chromebook plus v2 frente

A parceria das duas empresas vai para além do pacote de produtividade, pois ela permite rodar aplicativos do Windows em pequenas máquinas virtuais dentro do Chrome OS. Isso significa que basta o Parallels liberar o suporte para um programa e ele será aberto como se fosse em um PC com Windows instalado. O único detalhe que precisa ser notado é que o suporte é para versões corporativas dos Chromebooks.

O primeiro programa que recebeu este suporte é o Office, que permite o Chromebook ser utilizado como ferramenta mais completa para o trabalho de casa que cresceu junto da pandemia de coronavírus, causador da COVID-19. Quem coordena a magia de rodar nativamente é o Parallels Desktop, que permite até mesmo o acesso offline de todas as funções do Microsoft Office.

Tem Office para Chromebook sem ser corporativo

Se você também ficou desanimado ao saber que um Chromebook convencional fica de fora da parceria, ao menos por enquanto, saiba que o Chrome OS já pode rodar o Office faz certo tempo, desde que o modelo de Chromebook escolhido rode apps Android.

office word no chrome os

A partir da Play Store é possível baixar o app do Office que roda no Android, ou mesmo os apps do Word, Excel e PowerPoint que ganham uma interface especial e com mais recursos que aproveitam a tela grande dos dispositivos. Neste caso, com a tela grande, o programa exige a assinatura do Office 365 para poder editar documentos – exigência que não existe se o mesmo app foi aberto em um smartphone ou tablet com tela menor do que 10 polegadas.

Com informações: Google e Parallels.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
11 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Bruno Cabral Peixoto (@Bruno_Cabral_Peixoto)

O Chromebook é uma excelente ideia mal executada.

Eu (@Keaton)

Mas o Chrome OS/Google não tem literalmente uma suite office online que pode ser usada offline?

² (@centauro)

Tem, mas não é o Microsoft Office.

Eu (@Keaton)

funciona? :V

² (@centauro)

Ambas as suítes funcionam, mas cada uma tem lá seus usuários com suas preferências.
Eu acredito que o Microsfot OFfice ainda é mais completo do que o Google Docs, com programas com mais funcionalidades.
A grande vantagem do Docs é poder compartilhar um documento para trabalho online simultâneamente com outros colaboradores.

Gabriel Arruda (@gdarruda)

As famosas macros de Excel só funcionam em Windows, nem MacOS com versão própria há anos tem suporte a elas. Esse uso é muito comum em grandes empresas já que aumenta muito o poder, quebrando o galho como um “sisteminha”.

Paulo Andador (@PauloAndador)

Infelizmente tenho que concordar! Comprei um há alguns meses e me arrependí, devia ter gasto um pouco mais e pego um notebook tradicional.

Tulio Eduardo (@Tulio_Eduardo)

Sim, tem o Gsuíte, mas que não deseja utilizar é só efetuar uma assinatura do MS Office 365e usa os produtos da Microsoft sem problemas.

Tulio Eduardo (@Tulio_Eduardo)

Talvez para o seu perfil de usabilidade sim, no meu caso tem três anos que abandonei o MS Windows e o Chrome OS é o meu sistema principal.

Clovis (@LengoTengo)

Carro 1.0 rebocando um ônibus.

Bruno Cabral Peixoto (@Bruno_Cabral_Peixoto)

Acho que vc não entendeu, os chromebooks tem pouco armazenamento, preço absurdo e as fabricantes não investem em qualidade

² (@centauro)

Armazenamento nunca foi o foco porque a ideia original era ser um dispositivo que usa primariamente armazenamento na nuvem. Mesmo assim é possível encontrar chromebooks com até 128gb de armazenamento.
Preço depende muito, mas você consegue encontrar por US$200~US$300, o que é um preço bom.
Claro, se você estiver se referindo aos preços no Brasil, a história é outra, mas daí o problema é outro.
Em termos de qualidade das máquinas, é o que dá pra esperar de máquinas nessa faixa de preço: construção quase toda de plástico, monitor 720p, talvez IPS, provavelmente TN. Pelo menos elas mantêm uma boa seleção de I/O.
As máquinas que estão na casa dos US$350+ já começam a vir com IPS e 1080p.

Tulio Eduardo (@Tulio_Eduardo)

Eu entendi perfeitamente Bruno, tanto que tenho dois chromebooks, um modelo é que usado muito no Google Education e outro é um modelo ENTERPRISE de 800 dólares. Uso a três anos o Chome OS e posso falar, quem não entendeu a proposta nesse aspecto foi você.

Schio ☭ (@Sckillfer)

GDocs tá mais pra WordPad que pra MS Office… Sim, pro dia a dia de muita gente ele é mais que suficiente e funciona até melhor que o MSO, mas tá há anos luz, falta coisas básicas