Início » Negócios » Uber vai oferecer transporte público por vans nos Estados Unidos

Uber vai oferecer transporte público por vans nos Estados Unidos

O serviço estará disponível no app da Uber, mas realizado pela empresa pública de transporte do condado de Marin, na Califórnia

Victor Hugo Silva Por

A Uber vai oferecer um serviço de transporte público por vans para alguns de seus usuários nos Estados Unidos. A modalidade será oferecida a partir de 1º de julho no condado de Marin, na Califórnia, e será oferecida por meio de uma parceria do aplicativo, que ganhou a licitação, com a Marin Transit, empresa pública de transporte.

Uber oferecerá serviço de vans em parceria com Marin Transit

O serviço estará disponível no aplicativo da Uber como Marin Connect e funcionará apenas na rodovia principal do condado. Os usuários que não puderem usar o smartphone também poderão pedir uma van pela linha telefônica oferecida pela Marin Transit. Disponíveis de segunda a sexta-feira, das 6h às 19h, as viagens custarão US$ 4 por milha ou US$ 3 por milha, para passageiros portadores de deficiência.

Assim como ocorre com o Uber Juntos, o novo serviço vai agrupar passageiros que seguem para a mesma região. A Marin Transit usará vans acessíveis para pessoas em cadeiras de rodas. Os veículos contam com seis assentos, mas, inicialmente, por conta da pandemia do novo coronavírus, transportarão somente dois passageiros por vez.

O acordo prevê que toda a receita com o serviço será voltado para a Marin Transit, que pagará uma taxa à Uber pelo uso de um serviço de gerenciamento da frota. A ferramenta permitirá que a empresa do condado gerencie as chamadas realizadas pelos usuários e a ocupação das vans.

De acordo com o Financial Times, o acordo valerá para os próximos dois anos e, ao todo, custará US$ 80 mil para a cidade. A Marin Transit também poderá pagar outros US$ 70 mil por ano para a Uber liberar cupons de descontos para passageiros que usarem a modalidade convencional de carros em viagens com origem ou destino nas paradas de ônibus.

Com informações: TechCrunch.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
2 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Diego Duarte (@Diego_Duarte)

Antes q apareca liberaloide aqui, vale comentar:

O formato do transporte coletivo nos EUA é MUITO diferente do Brasil. Lá não existe a obrigação de transporte coletivo publico como aqui, e tem muitos operadores individuais ou privados, bastando apenas pedir permissão (mais ou menos como funcionam nas empresas white label ou “fretistas” aqui)

Entretanto, esses kras atendem somente empresas ou polos especificos ou rotas especificas (tipo, uma estação de trem ou metro pra um campus de uma empresa, com o onibus financiado pela empresa)

Existem cidades q tem transporte coletivo ostensivo, como São Francisco, ou grupos de regioes metropolitanas (condados) que tem seus sistemas de transporte financiados pelas cidades, mas não existe nenhuma obrigação de funcionamento ou de seguir um horário ou rotas convenientes que atendam a população como aqui.

Dae o Uber entra nesse contexto, e vc mtas noticias desse tipo de lá por causa disso.

Edit: O proprio artigo fala de licitação, mas não é bem licitação como conhecemos aqui no Brasil. Eu posso não conhecer como funciona a parada no pais todo, mas e provavel que eles apenas tenham conseguido uma autorização de circulação da CALTRANS ou da cidade/condado.