Tecnoblog
Início » Gadgets » TP-Link Deco M4: Wi-Fi de alta velocidade na casa inteira

TP-Link Deco M4: Wi-Fi de alta velocidade na casa inteira

Com tecnologia mesh, TP-Link Deco M4 é indicado para quem quer Wi-Fi acima de 100 Mb/s na casa inteira

Nem sempre os modens fornecidos pelas operadoras conseguem fornecer cobertura Wi-Fi com qualidade de sinal e velocidade satisfatória na casa inteira. Equipamentos com tecnologia mesh são boas opções para resolver esse problema, e testamos um kit com três unidades do TP-Link Deco M4.

Com facilidade de instalação e promessas de cobertura na casa inteira, o equipamento da TP-Link também funciona como access point e tem funções como controle parental, priorização de dispositivos e comando através da assistente Alexa. Será que vale a pena comprar o Deco M4? A velocidade é boa mesmo? Utilizei o produto nas últimas semanas e conto tudo nos próximos parágrafos.

Análise do TP-Link Deco M4 em vídeo

Aviso de ética

O Tecnoblog é um veículo jornalístico independente de tecnologia que ajuda as pessoas a tomarem sua próxima decisão de compra desde 2005. Nossas análises de produtos são opinativas e não possuem nenhuma intenção publicitária. Por isso, sempre destacamos de forma transparente os pontos positivos e negativos de cada produto.

Nenhuma empresa, fabricante ou loja pagou ao Tecnoblog para produzir este conteúdo. Nossos reviews não são revisados nem aprovados por agentes externos. O Deco M4 foi fornecido pela TP-Link por doação. O produto será usado em conteúdos futuros e não será devolvido à empresa.

Design e portas

A unidade que recebi consiste no kit com três equipamentos, com a promessa de Wi-Fi para até 100 dispositivos em casas de 3 a 5 quartos. Nominalmente a cobertura prometida é para 510 m², mas esse número é pensado para residências americanas, com paredes de drywall ou madeira, e não se aplica tanto para as casas brasileiras que costumam ser feitas de alvenaria.

O produto é bastante apresentável e não tem aquela “cara de roteador” com antenas expostas e fios aparentes. Com design sóbrio, o Deco M4 é uma pequena torre em plástico branco com acabamento fosco, com base e topo pretos. Na parte superior, uma espécie espiral circula o logo da TP-Link, que também é um LED indicador colorido (que pode ser desligado, inclusive com programação por horário).

Na parte traseira, um pequeno rasgo vai do topo até a base, onde ficam localizadas duas portas Gigabit Ethernet. A entrada para fonte de alimentação fica na parte inferior. Se fosse dar um palpite para a equipe de design da TP-Link, iria sugerir que as portas de rede ficassem junto da entrada de energia: isso iria permitir esconder os cabos com maior facilidade.

Configuração

A configuração é simples. É necessário baixar o app para Android ou iOS e criar uma ID da TP-Link. O primeiro passo é colocar uma das unidades próximo ao modem da sua operadora e seguir as instruções do aplicativo. Com a luz indicador azul, o smartphone consegue detectar o equipamento e prossegue com a escolha do nome da rede (SSID) e senha de acesso.

O próprio app permite que o celular se conecte automaticamente com a nova rede, sem necessidade de ir até os ajustes e digitar a senha. No meu caso, a conexão com o modem da minha operadora foi feita através de IP Dinâmico (DHCP), mas é possível também configurar com IP estático, PPPoE e outros tipos de autenticação.

Depois de ativar a unidade que ficará conectada ao modem da operadora, é necessário adicionar individualmente os equipamentos adicionais. O legal é que você pode comprar pontos adicionais para expandir a cobertura, sendo possível até mesmo utilizar modelos diferentes da família Deco. Assim, é possível usar o Deco M4 combinado com o M5, por exemplo, ou mesmo com modelos como E4, irmão do M4 que não possui porta Gigabit Ethernet e é mais barato.

Recursos

O Deco permite uma série de configurações que a grande maioria dos roteadores comuns não incluem, como VLAN (inclusive para dedicar portas Ethernet a receptores IPTV), QoS (prioridade de dispositivos), beamforming e controle parental.

A parte de QoS funciona bem: após definir a velocidade de download e upload da banda larga, é possível definir quais dispositivos devem ter alta prioridade.

A parte de controle parental permite bloquear com facilidade conteúdos para determinados dispositivos, com categorias pré-programadas para conteúdo adulto, jogos, redes sociais, comunicação, streaming de mídia, downloads e sites que remuneram usuários com anúncios e pesquisas. É possível adicionar mais websites manualmente e configurar diferentes filtros para dispositivos específicos.

Algo que me agrada muito é a possibilidade de alterar o modo de operação de Roteador para Ponto de Acesso. Isso transforma as unidades Deco em meros access points, já aproveitando a rede existente. Na prática isso é possível com praticamente qualquer roteador, bastando desativar o servidor DHCP e inutilizar a porta WAN, mas ter uma função dedicada permite configuração mais fácil para quem não é entendido do assunto.

Usar o roteador como ponto de acesso pode ser interessante nos dias de hoje: vários modens atuais das operadoras de banda larga não permitem funcionamento no modo bridge (Vivo e Oi Fibra, estou olhando para vocês!). Ao plugar um roteador em outro equipamento com função de roteador, o usuário se conecta em um NAT duplo, podendo ocasionar problemas em jogos online e aplicações que necessitam de portas entrantes.

É válido lembrar que na função Ponto de Acesso o Deco não opera mais como gateway, e serviços como controle parental e QoS deixam de funcionar.

Uma parte que pode incomodar usuários mais exigentes é que todos os ajustes e configurações do Deco exigem o aplicativo do smartphone. O roteador até possui uma interface web acesível pelo IP do gateway, mas serve apenas para visualizar informações sobre dispositivos conectados, atualização de firmware e reinício.

Interface web do Deco M4

Alexa e IFTTT

Um dos diferenciais de casas conectadas no ano de 2020 é suporte a assistentes virtuais, e o Deco M4 possui integração com a Amazon Alexa. O problema é que a skill da TP-Link não suporta português, apenas inglês, alemão e japonês. Isso é um pouco chato, e a caixa do produto não esclarece esse “detalhe” logo de cara.

Eu entrei em contato com a TP-Link do Brasil e fui informado que a empresa não tem data para disponibilizar a skill em português na Amazon Alexa por conta da pandemia de coronavírus. É um pouco chato, mas também não vejo tanta utilidade nos recursos disponíveis para a assistente de voz.

Outro recurso legal é a integração com IFTTT, e a própria TP-Link disponibilizou alguns atalhos interessantes, como desligar as luzes ao sair de casa (o roteador irá identificar quando o smartphone se desconecta da rede) ou enviar notificação quando alguém chegar em casa. Na prática, a integração com IFTTT acaba “resolvendo” a falta de comunicação com a Alexa, já que é possível utilizar os atalhos pela assistente da Amazon.

Desempenho e sinal

O Deco M4 é um roteador no padrão 802.11ac (Wi-Fi 5) AC1200, sendo 867 Mb/s em 5 GHz e outros 300 Mb/s em 2,4 GHz. O produto fica na mira de usuários de banda larga com velocidades acima de 100 Mb/s, uma vez que todas as portas de rede utilizam padrão Gigabit Ethernet.

Com três unidades, foi possível cobrir minha casa inteira com folga. A velocidade alcançada varia com o posicionamento dos equipamentos, e o aplicativo exibe qual unidade é a fonte de sinal e a respectiva potência.

A grande vantagem das redes mesh é que você não precisa confiar tanto na potência de sinal de um único equipamento: próximo das unidades adicionais, você terá uma conexão com maior velocidade, estabilidade e latência. Aos poucos, movendo os Decos pela casa, foi possível encontrar a melhor relação custo-benefício para cobrir todos os ambientes com a melhor velocidade possível.

Na minha casa, o melhor posicionamento foi o ilustrado na planta abaixo. Foi a opção que me trouxe maior sinal entre as unidades, com indicador no máximo e alcançando a velocidade máxima da minha banda larga (200 Mb/s de download e 100 Mb/s de upload) em todos os Decos.

Quando movi o Deco da Copa para o quarto do lado direito do segundo andar, o indicador de sinal apresentava potência média e a velocidade de transferência ficou limitada a 70 Mb/s. Não tem segredo: quanto mais longe os equipamentos estiverem, menor é a velocidade de transferência.

1° andar – apenas Deco repetidor

2° andar – Deco principal em azul, unidade repetidora na Copa

Na transferência de arquivos, o Deco apresenta velocidades consistentes. É claro que isso varia muito de local para local e fica longe dos 867 Mb/s nominais do padrão, mas os resultados provam que o Deco M4 deve atender com folga a expectativa da maioria das pessoas.

Teste e localização Velocidade média em 2,4 GHz Velocidade média em 5 GHz
Ambos os laptops próximos ao Deco principal 114,9 Mb/s 372,3 Mb/s
Laptop 1 próximo ao Deco principal
Laptop 2 próximo ao Deco secundário
109,1 Mb/s 351,4 Mb/s
Laptop 1 próximo ao Deco principal
Laptop 2 na Sala de Estar
107,3 Mb/s 325,2 Mb/s
Laptop 1 na Varanda
Laptop 2 na Sala de Estar
64,2 Mb/s 106,7 Mb/s
Laptop 1 na Sala de Estar
Laptop 2 no Quarto 1
109,8 Mb/s 330,4 Mb/s

Além de dividir internet para os dispositivos, o Deco M4 é uma excelente opção para quem utiliza a rede doméstica para transferência de arquivos e outras aplicações que exigem um pouco mais de desempenho. Com suporte a MU-MIMO (múltiplos usuários com múltiplo input e output), é perfeitamente possível usar o produto como backhaul de Ethernet para desktops sem placa Wi-Fi e outros dispositivos (smart TVs mais antigas, por exemplo).

Conectei um computador na porta LAN do Deco principal e um HD externo NAS no Deco secundário, e foi possível transferir arquivos com velocidade média de 362,8 Mb/s. É um desempenho melhor do que se fosse com um cabo de rede CAT5, limitado ao máximo teórico de 100 Mb/s.

Vale a pena?

Falando especificamente de desempenho, vale sim. O kit com três equipamentos foi suficiente para cobrir minha casa toda com boa velocidade e substituiria com elegância meus três pontos de acesso conectados via cabo Ethernet. Com uma solução simples e de fácil instalação, o Deco M4 é altamente adequado para apartamentos grandes, com quatro ou mais quartos, além de casas com dois andares.

A facilidade de instalação permite que mesmo desentendidos de tecnologia ampliem a rede Wi-Fi doméstica e gerenciem a rede, sem maiores dificuldades. O desempenho de um roteador mesh é muito superior aos repetidores convencionais, que normalmente se aproveitam de sinal fraco de uma rede sem fio existente e expande a cobertura com baixa velocidade, latência alta e desempenho insatisfatório.

O problema é que a facilidade tem um preço, que não é baixo: no momento da publicação desse review, é possível encontrar o kit com três peças por volta de R$ 1.700, enquanto o kit de duas unidades pode ser encontrado na casa dos R$ 1.200.

É possível ter desempenho semelhante por menos, mas existe todo um trabalho para passar cabo de rede na tubulação, crimpar as pontas e configurar outro roteador como access point. Para quem não precisa de portas Gigabit Ethernet, vale a pena dar uma olhada no Deco E4, que custa cerca de R$ 800 no kit duplo e R$ 1.200 no kit triplo.

Especificações técnicas

  • Processador: Qualcomm Dual Core
  • Memória RAM: 128 MB
  • Portas: Gigabit Ethernet (x2) híbrida de WAN e LAN
  • Rádio: 802.11ac, frequências de 2,4 GHz e 5 GHz, MU-MIMO, 2 antenas internas
  • Velocidade nominal: 300 Mb/s em 2,4 GHz e 867 Mb/s em 5 GHz
  • Conectividade: IPv4, IPv6
  • Modos de operação: Roteador (servidor DHCP), Access Point (cliente DHCP)
  • Serviços extras: Amazon Alexa (indisponível em português), IFTTT e TP-Link Cloud
  • Recursos: rede de convidados, relatórios de dispositivos, controle parental, controle de banda (QoS), Beamforming,
  • Dimensões: 90,7mm de diâmetro e 190 mm de altura

Comentários da Comunidade

Participe da discussão

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação