Início » Brasil » Mercado Livre terá armazém no Nordeste para entregas próprias

Mercado Livre terá armazém no Nordeste para entregas próprias

O Mercado Livre está abrindo o terceiro Centro de Distribuição no Brasil; o primeiro na região Nordeste

Darlan Helder Por

O Mercado Livre anunciou que irá abrir o terceiro Centro de Distribuição (CD) no Brasil. O novo armazém ficará na cidade de Lauro de Freitas, Região Metropolitana de Salvador (BA). Este será o primeiro CD do Mercado Livre no Nordeste do Brasil; atualmente, a empresa possui armazéns nas cidades de Cajamar e de Louveira, ambos no estado de São Paulo.

A abertura do terceiro CD faz parte de um plano de investimento de R$ 4 bilhões que o Mercado Livre irá fazer no país até o final deste ano. O novo empreendimento terá 35 mil metros quadrados, com chances de expansão — podendo atender mais de 100 mil consumidores diariamente, informou o gigante do e-commerce.

Mercado Livre

Em entrevista à Exame, Fernando Yunes, vice-presidente sênior do Mercado Livre, explica que, hoje, 50% do que é vendido na plataforma é entregue pela própria empresa, garantindo, assim, envios mais rápidos. Yunes ainda lembra que muitos pedidos com logística própria do Mercado Livre são entregues em até dois dias.

O armazém no Nordeste trará benefícios, sobretudo, para os lojistas parceiros (de marketplace), que poderão contar com o CD na região para ampliar e facilitar o envio de seus produtos.

“Buscamos realizar entregas ainda mais rápidas e a preços menores. E também ajudar os empreendedores locais a ter uma opção de logística premium sem terem que investir para isso. Esse movimento está diretamente ligado ao nosso compromisso de democratizar o e-commerce e contribuir para que nossas ações se reflitam em toda a cadeia de valor envolvida”, disse Leandro Bassoi, vice-presidente de Mercado Envios.

Mercado Livre na contramão da crise

Mercado Livre - coronavírus

Inicialmente, o Mercado Livre contará com 50 trabalhadores no CD de Lauro de Freitas e espera chegar a 500 funcionários posteriormente. Assim como tem feito em outros países da América Latina, a companhia criará um programa de educação para atrair mais de 100 jovens de Lauro de Freitas. Ao final do programa, alguns participantes terão a oportunidade de trabalhar no novo CD.

Na contramão da crise causada pelo novo coronavírus, o Mercado Livre vem expandido a sua operação em muitos mercados e já anunciou a contratação de mais de cinco mil pessoas na América Latina.

Atualizado às 12h31

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
21 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Valdinei Ferreira (@valdinei)

Ô, Glória!
Já tava triste achando que era mais um em Pernambuco. Só vem! <3

A propósito, Lauro de Freitas fica literalmente ao lado de Salvador, fazendo parte da região metropolitana.
Esses 26km são de uma prefeitura até a outra? kkkk Imagino que tenham pesquisado e achado no Google esse número.

Diego Duarte (@Diego_Duarte)

Thanks Amazon, lol!

Por mais q n tenha cumprido (inicialmente) as promessas megalomaniacas de expansão no Brasil, pelo menos ela serviu pro e-commerce hiper-acomodado daqui se mexer e expandir a logistica.

Jedielson (@Jedielson)

Amazon tá gigante já no Brasil e ainda nem começou. Recebo normalmente meus itens aqui no extremo norte com menos de 7 dias. Se tá bom aqui nos grandes centros a coisa deve estar melhor. O que falta pra Amazon é só começar a vender mais itens por si própria, mas daí dá de entender que a expansão tem que ser sustentável e devagar.

Thiago Passos (@Burnerman_X)

Eu não diria que é apenas graças a Amazon. O Mercado Livre já sofria antes pela dependência que ela tinha com os Correios e seus aumentos de tarifa ou encerramentos de serviços mais baratos, como o e-sedex. Soma isso com rumores de uma possível privatização do serviço de logística e o ML teria um risco futuro real de perderem competitividade com o custo de entrega ou sangrar para que o custo não fosse repassado ao consumidor.

Não é a toa que eles tem se adiantado para eles mesmos agirem como CD também.

Joseph Arimateias Diniz (@JosephDiniz)

Espero que isso ajude a reduzir o preço dos fretes.
Além dos problemas dos golpistas, parei de usar mercado livre por causa disso.
Um produto custar R$ 19,90 e ter frete de 60,00 mais 20 dias de espera, é desanimador.

² (@centauro)

Tenta ir lá comprar com dinheiro e retirar na hora!

Islan Oliveira (@Islan_Oliveira)

Cara, queria ter uma experiência positiva com a Amazon. Em 2018 comprei um livro e atrasou supostamente por causa de algum imbróglio fiscal. Atualmente sou assinante do Prime e na minha compra mais recentes, mandaram o produto via PAC. Comprei em 30/05 e até agora nada do produto chegar. Moro no Piauí e tô acostumado com alguma demora, mas porra Amazon, se sou assinante do Prime não quero que minhas compras venham via PAC.

João Eduardo Medeiros (@joaomedeiros95)

Mas era entregue pela Amazon e tinha o selo Prime? Aqui em Natal/RN os produtos que são entregues pela Amazon chegam hiper rápido já teve compra de chegar com menos de 48h, agora se for comprar de outras lojas que vendem na Amazon aí realmente fica na vontade delas de chegar rápido ou não.

Gustavo Henrique Silva (@GustavoSilva)

Graças a Magazine Luiza, que já tem mais de um CD no Nordeste há muito tempo e esbanja frete rápido em todas as regiões que ela atua.

Islan Oliveira (@Islan_Oliveira)

Essa compra recente que fiz era pelo selo Prime. A antiga não, naquela época o Prime nem tinha sido lançado.

Gustosoft (@gustatsug)

Amém Nordeste

@RODRIGO

Será que os produtos chegarão até 24 horas em Aracaju??

Valdiclei Moura (@valdiclei)

Agora teremos frete grátis no interior do Nordeste? Tomara, pois a amazon entrega no interior de Sergipe rapidamente, colocaram até um entregador com bicicleta por aqui. \o/

@RODRIGO

Olha, sergipano também como eu! Espero que o novo CD Mercado Livre no interior baiano ajude a distribuir rapidamente e/ou grátis produtos comprados no site para Sergipe!!

Exibir mais comentários