Início » Aplicativos e Software » TikTok, Xiaomi Video e mais apps chineses são banidos na Índia

TikTok, Xiaomi Video e mais apps chineses são banidos na Índia

Índia proíbe 59 aplicativos desenvolvidos na China por "transmitir dados clandestinamente"; medida afeta iOS e Android

Felipe Ventura Por

O Ministério da Tecnologia da Informação da Índia decidiu proibir 59 aplicativos de iPhone e Android no país, todos desenvolvidos por empresas da China, alegando preocupações sobre a privacidade dos usuários. TikTok, Kwai e Likee foram banidos, assim como os apps Mi Video e Mi Community da Xiaomi, UC Browser, ES File Explorer, Clean Master e WeChat.

TikTok

Em comunicado, o ministério afirma que bloqueou os apps por acreditar que eles “estão envolvidos em atividades prejudiciais à soberania, integridade e defesa da Índia, segurança do estado e ordem pública”.

O órgão diz ter recebido queixas e “vários relatos sobre o uso indevido de alguns aplicativos móveis disponíveis nas plataformas Android e iOS por roubar e transmitir clandestinamente os dados dos usuários de maneira não autorizada para servidores localizados fora da Índia”.

O ministério nunca menciona a China explicitamente, mas todos os apps são desenvolvidos lá. A relação entre os dois países ficou mais tensa nas últimas semanas, após um confronto com tropas chinesas resultar na morte de pelo menos 20 soldados indianos.

Esta é uma disputa territorial que vem se desenrolando há muito tempo; no entanto, China e Índia não haviam trocado tiros por quatro décadas. Isso acabou levando a uma campanha de boicote a produtos chineses, e à recente proibição de apps.

Quais apps chineses foram banidos na Índia?

Segundo o TechCrunch, 27 dos 59 aplicativos proibidos estavam entre os 1.000 mais populares do Android na Índia em maio. O TikTok tem mais de 200 milhões de usuários no país, e sua dona ByteDance esperava ultrapassar 300 milhões até o final do ano.

Por enquanto, os aplicativos continuam disponíveis na App Store e na Play Store da Índia; Apple e Google ainda não comentaram a nova medida do governo. Estes foram os apps banidos na Índia:

  1. TikTok
  2. Shareit
  3. Kwai
  4. UC Browser
  5. Baidu map
  6. Shein
  7. Clash of Kings
  8. DU battery saver
  9. Helo
  10. Likee
  11. YouCam makeup
  12. Mi Community
  13. CM Browsers
  14. Virus Cleaner
  15. APUS Browser
  16. ROMWE
  17. Club Factory
  18. Newsdog
  19. Beauty Plus
  20. WeChat
  21. UC News
  22. QQ Mail
  23. Weibo
  24. Xender
  25. QQ Music
  26. QQ Newsfeed
  27. Bigo Live
  28. SelfieCity
  29. Mail Master
  30. Parallel Space
  31. Mi Video – Xiaomi
  32. WeSync
  33. ES File Explorer
  34. Viva Video – QU Video Inc
  35. Meitu
  36. Vigo Video
  37. New Video Status
  38. DU Recorder
  39. Vault- Hide
  40. Cache Cleaner DU App studio
  41. DU Cleaner
  42. DU Browser
  43. Hago Play With New Friends
  44. Cam Scanner
  45. Clean Master – Cheetah Mobile
  46. Wonder Camera
  47. Photo Wonder
  48. QQ Player
  49. We Meet
  50. Sweet Selfie
  51. Baidu Translate
  52. Vmate
  53. QQ International
  54. QQ Security Center
  55. QQ Launcher
  56. U Video
  57. V fly Status Video
  58. Mobile Legends
  59. DU Privacy

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
4 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Breno (@bbcbreno)

Se isto se manter por muito tempo, será um tremendo tiro no pé. Pq assim fará com que os 20% migrem pros smartphones chineses.

² (@centauro)

Como assim “A decisão não afeta celulares de marcas chinesas como Xiaomi, Vivo e Oppo”?
Os apps poderão continuar sendo baixados e funcionando nesses aparelhos?
Não entendi direito isso.

Felipe Ventura (@felipe)

Retiramos essa parte do texto. Os apps chineses foram banidos de todos os celulares na Índia, mas os celulares chineses continuam à venda no país e eles representam 80% do mercado indiano de smartphones.